No tema da reforma ministerial, aparentemente os nomes de Alcolumbre (DEM) e Barros (PP) vem sendo noticiados pela velha mídia, apenas para desgastar o apoio nas redes sociais ao Presidente.

A despeito da empáfia com que noticiam suas especulações, fonte próxima ao Palácio do Planalto nos informou que a reforma ministerial a ser realizada no governo federal pelo Presidente Jair Bolsonaro (sem partido), não contará com Davi Alcolumbre ou Ricardo Barros.

Fomos informados que o general Pazuello fica. Ramos também – apesar de todo o mal-estar que sua presença causa na base conservadora – e o Ministério da Cidadania, hoje com Onyx Lorenzoni, ficará com o Republicanos, na pessoa de Marcos Pereira, presidente nacional da legenda, ou algum nome mais conveniente ao partido, em contrapartida pelo apoio da legenda a Arthur Lira (PP), na eleição da Câmara dos Deputados.

 

Crédito da foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil                                                          Via Tribuna de Santa Cruz.

 

Renata Araujo, para Vida Destra, 05/01/2021.                                                                  Vamos debater o tema! Sigam-me no Twitter: @tribunascnews

 

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Renata Araujo
Acompanhe me
Últimos posts por Renata Araujo (exibir todos)
A partir de 1 de Fevereiro, não utilizaremos mais o Instagram e Whatsapp por causa da nova política do Face. Utilize nossos canais oficiais
📢 Canal Telegram 📢 t.me/vidadestra
👥Grupo Telegram 👥 t.me/VidaDestraGrupo
📰Canal Boletim Vida Destra 📰 t.me/BoletimVidaDestra
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Nunes
Admin
19 dias atrás

obrigado pelas informações !