Hoje eu estava pensando no que escrever em meu artigo semanal, e nenhuma ideia me vinha à mente. As únicas coisas que estavam ocupando os meus pensamentos eram os recentes desdobramentos envolvendo as narrativas criadas pela péssima imprensa que temos no país.

Narrativa após narrativa cai por terra, e a imprensa não desiste de criá-las. Até posso entender o porquê de tanta insistência da mídia em criar falsas narrativas, afinal ela está trabalhando em um projeto de retomada de poder, e esta é uma das armas que ela deve utilizar para ganhar a opinião pública.

O fato da imprensa usar este tipo de estratagema não me preocupa, pois é sabido e já está batido e até cansativo. O que me preocupa é o fato de muitos que se dizem militantes de Direita ainda caírem nestas falsas narrativas. Desde a posse do presidente Bolsonaro até hoje, muita gente deixou de apoiar o governo e o presidente, pelos mais variados motivos, mas todos eles ligados às narrativas. Não é nenhuma surpresa que isto fosse acontecer, afinal muitos só votaram em Bolsonaro para evitar que o candidato petista vencesse. Eu sou um destes! Não sou um bolsonarista raiz! Mas passei a defender este governo quando eu vi que o presidente estava de fato empenhado em fazer do Brasil um país melhor!  E toda a equipe de governo tem feito um excelente trabalho, como atestam os ótimos artigos escritos pelos meus companheiros de Vida Destra.

Mas começo a me preocupar com o tamanho real e com a força da Direita brasileira. Afinal, quantos somos? Qual a força que temos para evitar que a esquerda retorne ao poder, a exemplo do que ocorreu na Argentina? Com quantos apoiadores o presidente Bolsonaro pode de fato contar? Minha preocupação já vem de algum tempo, e começou a aumentar quando eu percebi a dificuldade do partido Aliança pelo Brasil de conseguir as adesões necessárias à sua criação. Eu acreditava que isso aconteceria de forma rápida e que o número de adesões ultrapassaria em muito o mínimo necessário. Mas não é o que está acontecendo! A adesão está aquém do esperado.

Muitos brasileiros ainda caem nas narrativas destrutivas, que tentam de todas as formas minar e enfraquecer o governo. Ainda tem gente acreditando em acordão, ainda tem gente achando que Bolsonaro é desleal com Moro, ainda tem gente resmungando por causa dos recentes vetos presidenciais. E vejam bem, houve vetos presidenciais dos quais eu também discordei, mas nem por isso pulei do barco ou passei para o lado dos opositores. E por que não mudei de atitude em relação ao governo, mesmo quando o presidente tomou decisões que me desagradaram? A resposta é: aprendi que o jogo político é mais complexo do que parece e, principalmente,  aprendi que se quisermos jogar dentro das regras democráticas, com ética e honestidade, sem o famigerado toma-lá-dá-cá, teremos que ter jogo de cintura e saber que nem tudo o que queremos será possível. Ainda mais com um Congresso fisiológico como o nosso! Aprendi a olhar o quadro geral, e a pensar não apenas no aqui e agora, mas a pensar também no médio e longo prazo.

Mas o principal, a meu ver, é que não perdi o foco! E este é o ponto que considero o mais importante. Eu apoio o presidente e apoio o governo, mesmo discordando de algumas coisas, porque ainda que não seja exatamente como eu quero, ainda é muito melhor que um governo de esquerda! E temos que ter isto em mente: não apoiar o governo Bolsonaro é ficar contra a Direita e a favor da esquerda. Acham que estou sendo radical? Pois não estou! Não há meio termo! Isentões, centrão e esquerda são farinha do mesmo saco! Se somos de Direita e não apoiarmos este governo de Direita, o que nos restará?  Eu achava que era prematuro me preocupar com as eleições de 2022, mas vejo que me enganei. A Direita ainda não está madura, ainda estamos frágeis e vulneráveis. E a esquerda virá com força total contra nós!

Me pergunto quanto da Direita sobreviverá até as próximas eleições. Sei que muita gente apoiará uma reeleição de Bolsonaro se o país seguir melhorando, mas acredito que seria muito melhor se as pessoas apoiassem o governo por convicção, por acreditar nas ideias conservadoras. Porque somente desta maneira elas ficariam menos suscetíveis a tanta narrativa falsa. É necessário que aqueles que se identificam como sendo de Direita passem a estudar, passem a conhecer os valores defendidos, pois só desta maneira aprenderão a defender-se dos ataques sujos vindos dos adversários  políticos. Quando aprendermos que, ao defender o conservadorismo e os valores como verdade, honra, integridade, honestidade, família e pátria, defenderemos todo governo que trabalhe sob estes ideais, então teremos de fato uma militância formada.

Por enquanto, o que temos são pessoas precisando urgentemente amadurecer politicamente. E eu me incluo entre elas. Também tenho muito o que aprender a respeito do jogo político. Sei apenas o suficiente para saber o quanto é complexo. E sei que é este o governo que está trabalhando sob os valores nos quais eu acredito, para eliminar do Brasil toda a herança maldita deixada pela esquerda. E no que depender de mim, os esquerdistas jamais voltarão ao poder! Por isso, mesmo desaprovando algumas medidas, continuo com Bolsonaro e não abro!

Sander Souza, direto do Japão para Vida Destra, 24/01/2020

Sander Souza
Acompanhe me

Últimos posts por Sander Souza (exibir todos)

9 Comentários

  1. Os que se elegeram na onda do PR e viraram traíras, não são muitos, os apoiadores de verdade continuam muitos! Para o Aliança, dito pela Dra Karina, temos centenas de assinaturas, até março estará tudo concluído!!
    🙏🙌

    • Sander, seu texto e autêntico e bem oportuno . Parabéns pela sinceridade e coerência de seus argumentos.! Patriotismo, lucidez e foco, são fundamentais pra continuarmos nessa guerra cultural e vencermos essa esquerdalha q tanto mal já causou estando no poder e no (DES) governo dessa Pátria Amada Brasil.Expor seu posicionamento desta forma, indica sim, que está(mos) amadurecendo.
      TMJ…..💚💛💙

  2. Parabéns pelo artigo. Concordo plenamente!
    Hoje sou Bolsonarista raiz, defendo o Presidente em qq lugar e para isso leio tudo sobre o Governo Federal e todas as ações dos 22 Ministros.

  3. Bolsonaro como presidente, foi a melhor tomada de decisão da minha vida.
    Nunca havia me posicionado politicamente, e estou apreendendo este novo conhecimento as duras transições.
    Hj ratifico meu voto e minha confiança!!!
    Este governo está sendo merecedor pela competência, assiduidade, zelo, transparência!
    Valeu Capitão Bolsonaro!
    Valeu Presidente Bolsonaro!
    Tua firmeza de caráter, nós dá ânimo pra caminhar mais tempo e muito mais longe!
    Sander Souza PARABÉNS, traduziu em palavras os sentimentos de milhares de pessoas!

  4. O verdadeiro apoiador vai ficar com Bolsonaro até o fim . Fiquei 30 anos sem votar ,só justificava e enrolava mas quando apareceu Bolsonaro eu vi nele algo especial, .Vi um homem simples, patriota ,um ser especial que ama seu país. Então aquele que não enxerga isto é porque está sendo massa de manobra. Ass.uma tia do zap.

  5. Que artigo!!! Lavou minha alma porq é exatamente o que eu tento explicar para as pessoas que caem nas narrativas criadas pela mídia suja.
    Estou com Bolsonaro e não abro.

  6. SANDER Fantastico.
    Sigo a mesma cartilha e tenho, com muito menos propriedade, falado exatamenteno isso que escreveu.nesse texto.
    Parabéns pela.lucidez ao explanar

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui