Prezados leitores:

Seguimos com o nosso compromisso de trazer até vocês, todos os sábados, artigos sobre temas relevantes, publicados pela imprensa internacional, e traduzidos pela nossa colaboradora, a jornalista e tradutora profissional Telma Regina Matheus. Apreciem!

 

A esquerda raivosa e vingativa veio para ficar e sua reação ao vazamento da SCOTUS é prova disso

 

Fonte: The Federalist

Título original: The Angry, Vindictive Left Is Here To Stay And Their Reaction To The SCOTUS Leak Proves It

Link para a matéria original: aqui!

Publicado em 10 de maio de 2022

 

Autor: Eddie Scarry

 

Ganhar a Casa Branca e assumir o total controle do Congresso não aplacaram o ressentimento da esquerda. Só o tornaram pior.

 Observando a forma como os Democratas reagiram ao vazamento da minuta da Suprema Corte sobre o aborto, chega a ser cômico lembrar que uma promessa central do seu mais recente indicado à Presidência [dos Estados Unidos) era que, se eleito, ele reduziria a pressão arterial da América.

“Precisamos de um presidente que diminua a temperatura e una o país – não de um [presidente] que a eleve e nos divida.” – Joe Biden, Twitter, 1º de setembro de 2020.

“Temos que acalmar toda essa situação.” – Joe Biden, CNN, 27 de agosto de 2020.

“Minha esperança e prece é que todos os nossos líderes trabalhem para diminuir a temperatura do nosso diálogo público.” – Joe Biden, Universidade de Buffalo, 25 de outubro de 2018.

Ou seja, o Partido Democrata inteiro se propagandeava, em 2020, como a opção da América para um ambiente de calma, tranquilidade e serenidade.

“Faça a América serena de novo: os Democratas prometem menos estresse, se eleitos.” – CNN, 2 de setembro de 2020.

Com certeza, você se lembra, com nostalgia, de que as pessoas que geraram a histeria em massa da Covid e instigaram meses de tumultos violentos do Black Lives Matter [Vidas Negras Importam] são as mesmas pessoas que insistiram que faziam parte do partido no qual você deveria confiar para a retomada da estabilidade.

Quase dois anos depois, a esquerda se mostra odiosa e implacável como sempre. Ganhar a Casa Branca e assumir o total controle do Congresso não aplacaram seu ressentimento. Só o tornaram pior.

Após o vazamento do parecer majoritário do juiz Samuel Alito, na semana passada, que submeteria totalmente a questão do aborto à regulação estadual e federal, os Democratas começaram imediatamente a nos lembrar quão desconfortáveis as coisas podem ficar, quando eles não conseguem o que querem.

Em um protesto, na semana passada, na cidade de Nova York, uma mulher disse a um jornalista da revista New Yorker: “Se nós realmente os amedrontarmos (os juízes), eles mudarão de ideia”.

Quatro dias depois, uma multidão desceu até a área residencial do juiz Brett Kavanaugh, em Washington, a fim de vociferar à porta da casa dele. De antemão, uma manifestante sorriu ao declarar para uma repórter: “Você não tirará nossa autonomia sobre o nosso corpo e então se divertirá em casa, no sábado à noite. Ou uma coisa, ou outra”.

No dia seguinte, a sede de um grupo pró-vida, em Madison, Wisconsin, foi incendiada e vandalizada com pichações dizendo: “Se não há segurança para abortos, então também não há para vocês”.

Não há qualquer senso de vergonha ou mesmo discernimento quando um debate político não termina em favor deles. Ian Millhiser, do site esquerdista Vox.com, escreveu no Twitter, na semana passada: “Falando sério. Vamos aclamar seja quem for o herói que, dentro da Suprema Corte, disse: ‘f-da-se! Vamos queimar esse lugar’”.

E lá se vai a promessa de “baixar a temperatura”. As mesmas pessoas que colocaram aquele cara na Presidência, agora falam em jogar o país nas profundezas do inferno porque não conseguiram o que queriam. E elas falam a sério.

Sempre foi mentira que a esquerda tivesse algum interesse em remover divisões e promover a “civilidade”. Não, o que eles pretendiam era tomar o poder, impor suas políticas e esmagar todos os dissidentes. Pode ser muito civilizado, na América, quando a oposição política é jogada na prisão ou coagida por ameaças de violência.

Já fizeram isso antes. E funcionou. Estão fazendo de novo. A esquerda raivosa e vingativa veio para ficar.

 

*Eddie Scarry é colunista do Federalist em Washington e autor de “Privileged Victims: How America’s Culture Fascists Hijacked the Country and Elevated Its Worst People” [em tradução livre: Vítimas privilegiadas: Como os fascistas culturais da América sequestraram o país e engrandeceram suas piores pessoas]

 

 

Traduzido por Telma Regina Matheus, para Vida Destra, 14/05/2022.                                  Faça uma cotação e contrate meus trabalhos através do e-mail  mtelmaregina@gmail.com ou Twitter @TRMatheus

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Acompanhe me
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
WELTON REIS DOS SANTOS
9 dias atrás

Sempre eles! Isso chama-se birra de gente mimada que pode levar a extremos de violência. Todo cuidado é pouco! Excelente artigo!