Trechos da delação premiada de Marcos Valério Fernandes de Souza foram publicadas pela revista Veja e causaram enorme repercussão nacional. Marcos Valério ficou conhecido por ter sido o operador financeiro do esquema conhecido como “Mensalão”, através do qual o PT comprava apoio no Congresso Nacional, e por ter recebido a maior pena imposta pelo Supremo Tribunal Federal aos acusados de serem membros do esquema criminoso (37 anos de prisão).

As declarações de Valério, na verdade, apenas confirmam aquilo que todos nós já sabemos: que o PT mantém estreitos laços com a organização criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), com a qual possui “diálogos cabulosos”.

Não é de se admirar que um partido político que foi fundado por guerrilheiros, terroristas, sequestradores, assaltantes de bancos, entre outros criminosos, mantenha estreitas relações com a maior facção criminosa do país.

O próprio Partido dos Trabalhadores faz parte de um esquema muito maior, o Foro de São Paulo, que usa de todos os meios legais e ilegais para obter e manter o poder em vários países da América Latina, e as relações com o narcotráfico e o crime organizado são fortes não apenas dentro do Brasil mas em todo o nosso continente.

Chamar o PT de organização criminosa não é um eufemismo, é retratar a realidade de uma organização sobre a qual pesam acusações de assassinatos políticos, desvios de verbas públicas, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, corrupção, entre outros crimes, que já são de conhecimento público. É uma organização que estendeu os seus tentáculos nefastos por toda a estrutura estatal brasileira e contaminou todas as nossas instituições de Estado, que trabalham em favor de seu projeto de poder.

Nunca foi tão claro: se opor à candidatura de Lula e impedir o seu retorno ao poder não é apenas uma atitude política, é uma atitude moral e um reflexo direto do nosso caráter. Não é possível ser uma pessoa de bem e apoiar a candidatura de alguém ligado aos piores criminosos deste país.

E não há meio termo. É o Bem contra o Mal, é o certo contra o errado, são cidadãos de bem contra criminosos, são pessoas de boa índole e bom caráter contra gente dissimulada e de mau-caráter. Não há meio de misturar os dois grupos, pois são como água e óleo.

Todos nós gostaríamos de ver todos os criminosos recebendo as suas devidas punições, após serem julgados e condenados pela Justiça, com base nas nossas leis. Infelizmente o que vemos, porém, é a nossa Justiça cancelando condenações e permitindo que criminosos comprovados e muitas vezes réus confessos, levem uma vida normal, inclusive se candidatando a cargos políticos. Isto seria considerado um absurdo e seria inaceitável em qualquer país minimamente civilizado e cumpridor das suas próprias leis.

Em pouco tempo teremos que decidir o destino do nosso país. Como mencionamos, não há um meio termo. Nunca foi tão fácil tomar a decisão pelo melhor para nós e o nosso país.

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram!

Últimos posts por Vida Destra (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
WELTON REIS DOS SANTOS
1 mês atrás

O PT conseguiu unir intelectuais e marginais para obter o poder. Conheço gente que foi iludida, alguns se libertaram, mas muitos ainda defendem o indefensável. Deixou a bandeira socialista para empunhar as canetas da corrupção. Espero que aqueles que ainda não acordaram desse pesadelo, que o façam o mais rápido possível.