Há tempos que está óbvio para os brasileiros que o nosso sistema político apodreceu. Este apodrecimento não é resultado das instituições de Estado que possuímos, mas é culpa direta daqueles que hoje integram estas instituições.

Nós, conservadores, somos contra rupturas institucionais. Porém, somos favoráveis a se reformar as instituições do Estado, bem como o arcabouço legal, buscando o aperfeiçoamento, preservando aquilo que funciona e descartando aquilo que, diante de evidências fáticas, não funciona ou surtiu os resultados pretendidos.

Chegamos num ponto da nossa história onde, para preservar as instituições do Estado brasileiro, precisamos fazer uma imensa faxina institucional e eliminar todo o lixo apodrecido que está impedindo o bom funcionamento destas instituições.

Não precisamos fechar o Congresso Nacional, nem o Supremo Tribunal Federal. Mas precisamos urgentemente remover os membros dessas instituições que não servem ao Estado e ao povo brasileiros. Já está mais que comprovado que tais instituições estão aparelhadas, e são formadas por indivíduos cujo único objetivo é servir a um projeto de poder, que em nada beneficia a população do país.

A nossa mais alta corte de Justiça já não julga segundo a letra da Lei, com seus membros imiscuindo-se em questões partidárias e eleitoreiras, claramente violando o código de ética que deveriam respeitar, intrometendo-se nas atribuições dos membros dos outros poderes, de forma descarada.

O Congresso Nacional, a Casa do Povo, não representa e nem atende os interesses dos eleitores que lhes conferiram um mandato para representá-los. O Poder Legislativo se tornou palco de negociatas e outras práticas que em nada beneficiam o povo, e em nada contribuem para o fortalecimento da nossa democracia.

A podridão está por todo lado. Até quando vamos tapar os nossos narizes e fingir que o odor fétido que estas instituições exalam não existe? Até quando vamos ignorar as ratazanas políticas que insistem em revirar o lixo institucional buscando se beneficiar de alguma forma? Até quando vamos permitir que as instituições de estado permaneçam sob controle de membros de uma organização criminosa, formada com o objetivo de implantar um projeto de poder que visa beneficiar uma pequena elite, em detrimento de milhões de brasileiros? Não podemos nos acostumar com este estado de coisas e considerar que tudo isto é normal, pois não é.

A limpeza precisa ser feita. E infelizmente, como toda faxineira bem o sabe, não dá pra limpar o lixo podre sem se sujar, sem sentir o cheiro fétido, e sem se deparar com coisas desagradáveis. Mas se quisermos de fato um país digno, com instituições fortes e que sirvam ao povo, precisaremos remover todo o lixo político e institucional o mais rápido possível.

Não podemos continuar ignorando a necessária faxina das nossas instituições.

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

Últimos posts por Vida Destra (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
MARCOS RODRIGUES VALLIM
MARCOS RODRIGUES VALLIM
5 dias atrás

Infelizmente devo discordar, pois isto é utópico. Explico: não adianta mudar os politicos se a nossa base ética e moral da população continuar a mesma, onde o “levar vantagem” é algo institucionalizado no país, em todas as camadas sociais. Segundo, devemos levar em conta que, as famílias que mandam no país, seja na esfera federativa, estadual e municipal, não irão permitir isto, ou seja, se pretendemos ter esta mudança, será a muito longo prazo. Claro que devemos começar já, mas, de imediato, não devemos esperar muita mudança.