Afirmar que as eleições que se aproximam são extremamente importantes para o futuro do país é chover no molhado. Ao longo dos últimos anos, o cidadão brasileiro veio adquirindo conhecimento e desenvolvendo a sua consciência política, o que despertou o seu interesse em participar do debate político.

As Eleições Presidenciais de 2018 nos apresentaram muitos candidatos que possuíam discursos que agradavam aos nossos ouvidos, e muitos foram seduzidos por palavras bonitas e discursos prontos, que continham exatamente aquilo que a audiência queria ouvir.

O eleitor está mais consciente e neste pleito não se deixará enganar com a mesma facilidade. E esta postura é salutar, pois ajuda o processo de depuração necessário para que a política brasileira passe a funcionar da maneira correta.

É bom que o eleitor brasileiro esteja mais consciente, pois as escolhas que deverá fazer serão difíceis.

É importante que saiba escolher o candidato a senador, pois nesta eleição renovaremos apenas 1/3 do Senado Federal, ou seja, serão eleitos apenas 27 senadores, ou um por estado. E lembramos que o mandato de um senador é de oito anos. Dada a importância do Senado no sistema de pesos e contrapesos da nossa República, sendo a instituição constitucionalmente responsável pela fiscalização das ações dos membros do Supremo Tribunal Federal, a importância da escolha dos senadores fica evidente.

Da mesma forma, é importante que o eleitor brasileiro saiba escolher os deputados federais. Há inúmeras pautas de interesse do país paradas no Congresso Nacional e é importante que sejam eleitos deputados comprometidos com o avanço dos projetos legislativos que interessam à sociedade, além de eleger candidatos que formem uma boa base de apoio ao presidente no Congresso. E que forme uma boa oposição, caso o Presidente Bolsonaro não consiga se reeleger.

O eleitor precisa também dar a devida atenção à escolha dos deputados estaduais e distritais. Muitos simplesmente desconheciam a função dos deputados estaduais e distritais e não sabiam para que serviam as Assembleias Legislativas estaduais até que veio a pandemia da Covid-19 e as atitudes autoritárias de muitos governadores trouxe à tona o trabalho destes parlamentares, que em muitos casos foram os responsáveis por evitar que o autoritarismo dos governadores impusessem restrições inconstitucionais à população, como a restrição do direito de ir e vir e a imposição do passaporte sanitário. Infelizmente em alguns casos foram os deputados estaduais os responsáveis por validar decisões arbitrárias  de alguns governadores. Agora todos sabemos a importância de se escolher bem aqueles que ocuparão tais cargos.

E é claro que não poderíamos deixar de mencionar a importância da escolha do candidato à Presidência da República. Os motivos que tornam esta escolha extremamente importante já ficaram claros a todos. Trata-se de uma escolha entre o certo e o errado, entre o Bem e o Mal. Trata-se da escolha que definirá se o Brasil, no curto prazo, se manterá no caminho da prosperidade ou se mergulhará numa crise semelhante àquela que se abate sobre países vizinhos.

Embora pareça um chavão repetitivo, afirmamos que estas eleições são decisivas para o futuro do Brasil e o eleitor será o responsável por determinar qual caminho nosso país irá trilhar nos próximos quatro anos. E esta escolha é difícil e de extrema responsabilidade, mas cremos que os brasileiros já estão politicamente maduros e conseguirão dar conta desta importante missão.

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo através do nosso canal no Telegram!

Últimos posts por Vida Destra (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments