Prezados leitores:

Seguimos com o nosso compromisso de trazer até vocês, todos os sábados, artigos sobre temas relevantes, publicados pela imprensa internacional, e traduzidos pela nossa colaboradora, a tradutora profissional Telma Regina Matheus. Apreciem!

 

Fauci é um tirano corrupto e arrogante, que merece ser demitido à luz do dia

 

Fonte: The Federalist

Título Original: Fauci Is A Corrupt, Arrogant Tyrant Who Deserves To Be Fired Into The Sun

Link para a matéria original: aqui!

Publicado em 11 de janeiro de 2022

 

Autora: Jordan Boyd

 

O comportamento incontrolável e sedento de poder de Fauci não fez ao povo americano nenhum favor. Nem estancou a disseminação da COVID-19.

 

O Dr. Anthony Fauci é um burocrata desequilibrado e não eleito, que merece ser demitido por suas mentiras, prevaricações e incapacidade de lidar adequadamente com a crise da COVID-19.

Ao longo dos últimos dois anos, Fauci mentiu para o público americano sobre a origem do vírus, sobre quem seria mais afetado pelo vírus e sobre como mitigá-lo. À medida que se intensificavam os questionamentos sobre sua competência, porém, Fauci ficava mais irritado e inclusive mais rabugento. Sua hostilidade para com a transparência preocupava muita gente, mas isso não impediu que ele continuasse com seus discursos tirânicos na TV e em audiências do Congresso.

Na mais recente audiência no Senado, realizada pela Comissão de Saúde na terça-feira, Fauci atacou os legisladores que ousaram questionar seu papel na vigente pandemia e, aparentemente, ainda chamou o senador republicano Roger Marshall de “idiota” no microfone ligado. Senadores democratas e alguns republicanos, presentes na audiência, tropeçaram uns nos outros para expressar gratidão a Fauci, mas suas palavras não ofuscaram o que o senador Rand Paul, do Kentucky, mencionou como “arrogância” de Fauci por se recusar a responder perguntas e pela forma como lidou com a pandemia como um todo.

“A raiva dirigida a você, Dr. Fauci, é porque você não quer nos aconselhar. Você quer nos dizer o que fazer. Você acha que é a própria ciência e que ninguém deve reagir a você”, disse Paul, na terça-feira. “Esse tipo de arrogância, que na verdade é hubris, é daí que vem a raiva contra você. Fosse você um médico entre centenas de médicos que, no governo, fornecem aconselhamento, eu acho que ninguém se oporia aos seus conselhos. Não haveria esse grau de raiva, mas você está tão convencido de que está certo que você não se dispõe a ouvir ninguém mais”.

Paul também observou que Fauci usou sua posição e salário para calar o diálogo e as conversações sobre COVID-19 que iam contra a interpretação dele sobre a pandemia; mas Fauci ignorou o argumento do republicano e, além disso, o acusou de incitar a violência. No meio de uma audiência sobre a falta de testes nos Estados Unidos, Fauci choramingou sobre as ameaças de morte que recebeu e disse que os esforços do republicano, para coletar recursos financeiros usando uma campanha “demitam Fauci”, eram inapropriados.

Fauci, o cara que, como observou Paul, comparou as críticas dirigidas a ele como “críticas à ciência porque eu represento a ciência”, não está qualificado para cuidar do que resta da pandemia de COVID-19. Na verdade, nunca esteve.

Já no início de fevereiro de 2020, Fauci sabia da possibilidade de o vírus – que, até o momento, matou mais de 800 mil pessoas nos Estados Unidos – ter sido intencional e geneticamente modificado e criado no Laboratório de Wuhan. No entanto, ele escondeu essa informação do público e possivelmente da Casa Branca, na época de Trump. Quando as Big Techs censuraram os legisladores conservadores, como Paul e outros, que tentaram pressionar os burocratas a responder as perguntas sobre a pesquisa de ganho de função, o Instituto de Virologia de Wuhan e as origens da COVID, ele [Fauci] ficou calado.

Em vez de confiar em epidemiologistas e especialistas para obter dados e recomendações sobre como cuidar da COVID-19, Fauci conspirou com outros burocratas não eleitos para aniquilar as estratégias de imunidade de rebanho, promovidas pelos especialistas que assinaram a Great Barrington Declaration (GBD) [Declaração de Great Barrington], documento que instava as autoridades de saúde a reconsiderar as perigosas políticas de lockdown por causa da COVID-19. Ele mentiu sobre o uso de máscaras faciais, mudou de ideia sobre a importância das aulas presenciais e, apesar dos efeitos reduzidos, empurrou a vacinação como uma solução para a COVID-19.

Quando o senador republicano Tommy Tuberville perguntou, na terça-feira, se havia dados disponíveis sobre quantas pessoas morreram após uma dose da vacina contra COVID-19, Fauci lamentou o fato de que qualquer pessoa falecida após tomar a vacina pudesse ser contada como uma morte relacionada à vacina.

“Penso que parte da confusão é que, quando você faz um relatório, se você estiver vacinado e sair para caminhar, e for atropelado por um carro, isso será considerado uma morte”, disse Fauci.

Essa distinção não parecia relevante nos últimos dois anos de casos de COVID, mas Fauci não se importa. Foi apenas recentemente que Fauci e seus comparsas dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças, finalmente, reconheceram que esses números caóticos de casos de COVID talvez não sejam os melhores dados a serem usados para tentar justificar a continuidade da péssima política de combate ao vírus.

O comportamento incontrolável e sedento de poder de Fauci não fez ao povo americano nenhum favor. Nem estancou a disseminação da COVID-19. Por sua incapacidade de fazer o que supostamente deveria fazer como diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas e principal conselheiro médico do presidente Joe Biden, Fauci merece ser demitido.

O senador republicano Mike Braun ressaltou, na terça-feira, que diretores e um CEO “deveriam ser demitidos” por falharem na contenção do vírus que, segundo eles, poderia ser combatido com máscaras faciais, leis de obrigatoriedade e vacinas. Entretanto, nenhum dos burocratas da Saúde, que vivem dando ordens ao público americano, teve que enfrentar as consequências.

A senadora republicana Marsha Blackburn, do Tennessee, também se uniu ao grupo de americanos que exige que o governo “demita Fauci”.

Não há nada de errado em exigir a demissão de Fauci. A despeito da insistência de Fauci, não há qualquer ameaça de violência.

Fauci é um burocrata não eleito que usou sua posição privilegiada na mídia corporativa para mentir ao público americano sobre a COVID-19. Ele repetidamente mudou a narrativa sobre o vírus, mas não enfrentou nenhuma consequência por sua falsidade.

Não estávamos “todos juntos nisso”. Nunca estivemos. Enquanto Fauci pregava aos americanos nos espetáculos dominicais da mídia corporativa, nos bastidores, ele se comunicava com outros burocratas da Saúde para ocultar informações fundamentais sobre as origens da COVID-19 e para calar o contraditório. Fauci usou esse vírus para seu ganho pessoal e político. Ele merece ser demitido por usar a COVID-19 para obter mais atenção, mais controle, mais poder e mais dinheiro (como o funcionário mais bem pago do governo federal).

 

*Jordan Boyd é redatora no Federalist e coprodutora do programa The Federalist Radio Hour. Seu trabalho também é publicado no Daily Wire e na Fox News. Jordan tem graduação pela Baylor University, onde se formou em ciência política, com especialização em jornalismo.

 

 

Traduzido por Telma Regina Matheus, para Vida Destra, 15/01/2022.                                  Faça uma cotação e contrate meus trabalhos através do e-mail  mtelmaregina@gmail.com ou Twitter @TRMatheus

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Acompanhe me
Últimos posts por Telma Regina Matheus (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Antonio
Luiz Antonio(@luiz-antonio-santa-ritta)
8 dias atrás

Excelente tradução de @TRMatheus s/Fauci ser tirano corrupto, que a exemplo de Roger Stone, amigo de Trump, que foi condenado pela Justiça americana a prisão, deveria ter o mesmo paradeiro por ter mentido ao Congresso estadunidense.