O que estamos presenciando no Amazonas, sobretudo em Manaus, nada mais é do que uma tragédia anunciada. A falta de cilindros de oxigênio para suprir a alta da demanda de pacientes internados com Covid-19, foi o estopim para o recrudescimento da manipulação e politização em torno da pandemia.

A rapidez com que os abutres se apressaram a apontar o dedo para o Governo Bolsonaro, acabou tropeçando na hipocrisia de omitir as reais causas do problema, e quem deveria ser responsabilizado e cobrado por ele.

A tragédia manauara tem o DNA do Supremo Tribunal Federal, gestores locais, políticos oportunistas e a mídia movida a ódio e ressentimento por não ter mais nenhuma importância na preferência da maioria da população.

A Suprema Corte, instada por partidos de oposição, entendeu que a União não poderia invadir competências municipal, estadual e distrital como, por exemplo, para reverter medidas de isolamento social. Mas os Ministros dizem que isso não significa que o governo foi afastado do combate à pandemia, e reafirmaram as competências da União para ações em âmbito federal.

Não precisa ser um gênio para deduzir que, na prática, coube ao Governo apenas pagar a conta das decisões tomadas por gestores locais com base nas “inquestionáveis” recomendações médicas da OMS.

Convenhamos, se o Presidente não pode estabelecer nada sobre isolamento, abertura de comércio, estabelecimento de serviços essenciais ou restrições de transporte, o que lhe restou fazer? Exatamente o que fez: enviar os recursos necessários para os Estados suprirem suas unidades de saúde, prover o auxílio emergencial aos brasileiros, socorrer a atividade econômica garantindo a manutenção do máximo de empregos e investir na compra e desenvolvimento de vacinas.

Mas diante da imensa autonomia que lhes foi dada pelo STF, muitos Governadores e prefeitos cederam à tentação de politizar o enfrentamento da pandemia de forma rasteira, dando verdadeiras mostras de autoritarismo, impondo restrições absurdas sem o menor respaldo técnico e sacrificando o sustento da população e a economia local. Aproveitaram os milhões enviados a fundo perdido e com fiscalização afrouxada para promoverem uma bandalheira sem limites, desviando recursos para esquemas de corrupção que deram origem ao Covidão.

Só para se ter uma ideia, em 2020 o Governo Federal enviou para o Amazonas cerca de R$ 18,5 bilhões! Só para a Saúde foram R$ 1,9 bilhão. R$ 8,9 bilhões para o Estado e Municípios, R$ 679 milhões de suspensão de dívida e cerca de R$ 7 bilhões em benefícios aos cidadãos. Onde está esse dinheiro?

A turma esquece que a Polícia Federal chegou a pedir a prisão do Governador Wilson Lima por suposta participação no desvio de verbas na compra de respiradores. Sua Secretária de Saúde chegou a ser presa. Apagaram da memória que ele desativou entre julho e outubro de 2020, 85% dos leitos de UTI criados para combater a Covid-19, além de desmontar um hospital de campanha em julho, no auge da pandemia.

Mas é bom lembrar que antes disso, ainda em abril de 2020, à beira do colapso no início da pandemia, o Presidente Bolsonaro ofereceu uma intervenção federal na Saúde do Amazonas. Mas a oferta foi recusada pelo Governador pois a situação estaria “sob controle”. E agora vemos que não era por causa disso, e sim porque as tramoias que já ocorriam na Secretaria de Saúde seriam descobertas pelo interventor nomeado. Talvez isso explique a incapacidade de prever a necessidade de reforço no suprimento de oxigênio. Um total descalabro!

Mas o troféu hipocrisia do ano vai para a horda de aproveitadores que sabem de todo esse contexto restritivo, e mesmo assim aposta na narrativa de que Bolsonaro é o culpado único e essencial de toda essa situação. Não é! O mau-caratismo dessa gente enxerga nesse episódio apenas a chance de tentar derrubar o Governo. Basta ver a jogada ensaiada executada pelo cadáver insepulto de Rodrigo Maia que endossa acusações levianas e faz chantagens dignas de gângsteres insinuando impeachment do Presidente por isso.

A pintura de mal gosto é cuidadosamente emoldurada pela mídia tradicional. Ressentida pela falta de verbas e perda de relevância diante da opinião pública, o jornalismo opaco omite todos esses fatos da sociedade, na esperança de que sejamos todos idiotas de acreditar nessa narrativa fajuta que tentam emplacar. Essa gente se juntou num espetáculo oportunista que busca dividendos políticos em cima dos cadáveres manauaras.

A Justiça, ou a História, hão de punir esses infelizes de forma adequada. E o Vida Destra estará aqui para expor de maneira clara a canalhice de toda essa súcia de malandros. Para o azar deles, nós não vamos parar nunca!

 

 

Ismael Almeida, para Vida Destra, 16/01/2021.
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter:  @Ismael_df  

 

Crédito da Imagem: Luiz Augusto @LuizJacoby

 

As opiniões expressas nesse artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Últimos posts por Ismael Almeida (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Nunes
Nunes(@nunes)
Admin
10 meses atrás

Vem aquela pergunta, cadê os bilhões?

Luiz Antonio
Luiz Antonio(@luiz-antonio-santa-ritta)
10 meses atrás

No brilhante art. de @Ismael_df sobre Manaus,lembro q respiradores foram comprados lj. de vinho. Sen. Eduardo Braga agora quer intervenção na saúde. Hipocrisia é Maduro enviar cilindros de oxigênio. E Lewandowski agora quer plano do Gov.Federal. Não é um país sério!

Fabio Sahm Paggiaro
Fabio Sahm Paggiaro(@fabio-paggiaro)
10 meses atrás

Concordo em gênero, número e grau. O que está acontecendo no Amazonas é reflexo da anarquia institucional e politização da pandemia promovidas pelo Congresso e STF para derrubar Bolsonaro. Eles não aceitam o resultado das urnas. Não aceitam a democracia.Parabéns, Ismael.

Laura Cristina ??????
Laura Cristina ??????(@lauracrystina)
Reply to  Fabio Sahm Paggiaro
10 meses atrás

E vão ter que engolir o 2° mandato; a não ser que ele não queira, pois é excessivamente desgastante OUUU, as urnass, né…

Sander Souza
Sander Souza(@sandersouza)
Editor
10 meses atrás

Excelente artigo! Lido e compartilhado!

Moises
Moises
10 meses atrás

Muito bom

Livio Oliveira
Livio Oliveira(@livio-oliveira)
10 meses atrás

Excelente artigo! Parabéns Ismael!