O assunto da semana no futebol é o mercenarismo de Kyllian Mbappé, que em diversas declarações dizia ter vontade de atuar no Real Madrid e nessa semana aceitou a oferta de renovação contratual com o Paris Saint-German. De acordo com a BBC, o clube parisiense irá desembolsar mais de 150 milhões de euros (cerca de 770 milhões de reais) para manter seu camisa 7 no elenco e nessa renovação ele terá voz ativa também em decisões do clube, como escolha de técnico, venda e compra de jogadores e até uma linha direta com a diretoria.

Já vimos casos tanto no Brasil quanto no exterior de clubes que deram muitos poderes e dinheiro para ídolos e que depois tornaram-se martírios para os torcedores. Recentemente no Brasil, tivemos Daniel Alves pelo São Paulo. Eu entendo que o excesso de individualismo seja negativo e acaba por levar ao estrelismo exacerbado. Esse tipo de estrelismo está se tornando muito comum nos clubes, ainda mais quando um jogador de 23 anos pode tomar tantas decisões pelo clube.

Tanta bajulação pode levar ao excesso de confiança em seus talentos e carisma, levando ao habito de valorizar demais esses pontos e deixar de lado os esforços e determinações. Seria ótimo lembrar ele, caso comece com um estrelismo exagerado, que o talento, determinação, esforço e carisma devem estar sempre lado a lado. Quem não conhece a fábula da lebre e da tartaruga? A lebre tinha mais talento mas, por confiar demais em si, perdeu a corrida. A tartaruga, com menos talento, venceu porque se esforçou.

Muitos desses jogadores, em campo, vão fazer jogadas individuais, pensando mais em se destacar do que no seu time. Futebol não é esporte para quem quer brilhar sozinho. Deve-se jogar pensando no time. Os jogadores andam sendo acometidos por uma espécie de egoísmo. Em campo, eles pensam em jogar para ser as estrelas da partida e esquecem que estrelismo não marca gol nem leva um time à vitória.

Kyllian Mbappé poderá entrar para a lista de mais um jogador que preferiu trocar um sonho pelo dinheiro, que hoje pode ser considerado a tradição do futebol, como escrevi em um artigo para o Vida Destra Esportes, que pode ser lido aqui.

 

 

Lucas Barboza, para Vida Destra, 25/05/2022.                                                                Sigam-me no Twitter! Vamos conversar sobre o meu artigo! @BarbozaLucaas

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd, no Canal do Telegram: https://t.me/EsportesVD e venham participar também do nosso grupo de debates de esportes: https://t.me/BotecoVDE

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra Esportes. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Acompanhe me
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments