Quanto mais informações estão disponíveis às pessoas, mais elas parecem optar pela ignorância. Algumas fazem esta opção por preguiça intelectual, outras por acreditarem que, ao não se envolverem em certos assuntos, não serão afetadas pelos problemas decorrentes destes.

Mesmo diante de todo o aparelhamento estatal e do desastre que as administrações de esquerda representaram para o Brasil, ainda há quem se sinta tentado a dar um voto de confiança aos esquerdistas, sejam os da velha guarda marxista, sejam os da nova esquerda progressista. Não importa qual seja o tom ideológico destas pessoas, se radical ou moderado, a história mostra claramente que os governos de esquerda visam um único objetivo: obter o poder político, para controlar o poder econômico e assim, beneficiar um grupo privilegiado de pessoas. O povo nunca é beneficiado por estes governos. E já comprovamos isto na prática.

É por este motivo que não devemos permitir que a esquerda, seja sob qual pretexto for, volte ao poder no Brasil. Ao contrário do que ocorreu nos Estados Unidos, onde os conservadores perderam a Casa Branca em 2020 mas tem grande chance de retomá-la em 2024, no Brasil a história não será igual, em caso de derrota da direita.

Caso a direita e os conservadores não consigam reeleger o presidente Jair Bolsonaro e não impeçam a retomada do poder pela esquerda, nós não teremos uma segunda chance de retornar ao poder. Não pelas vias democráticas.

Não podemos nos esquecer que vivemos em um país cuja estrutura estatal ainda está predominantemente sob domínio da esquerda. Não podemos nos esquecer que nosso país possui uma Suprema Corte que ignora a Constituição, atropela as atribuições constitucionais dos outros Poderes e é tomada pelo ativismo judicial. Não podemos nos esquecer que nosso país possui uma imprensa suja e manipuladora, que está do lado da esquerda e quer a todo custo voltar a ter acesso aos fartos recursos públicos de outrora. Em outras palavras, caso retornem ao poder, os esquerdistas terão à sua disposição toda uma estrutura de Estado, montada e deixada por eles, para revogar os avanços conquistados pela sociedade e para dificultar que voltem a perder o poder novamente.

Não podemos nos enganar: a esquerda já se cansou de brincar de democracia e está preparada para por as garras para fora e não cometer os mesmos erros que a apearam do poder no passado.

Debates são saudáveis em qualquer regime democrático. Mas precisamos saber o momento certo de debater, e quais as pautas que merecem ser debatidas neste momento. Confrontos desnecessários não trarão o resultado que todos desejamos.

Também é necessário que aqueles que verdadeiramente se preocupam com o futuro do país mostrem que esta preocupação é real, e não apenas retórica, ao colocar o Brasil à frente de seus objetivos pessoais ou de seus egos.

Teremos escolhas a fazer. Não podemos nos abster de fazer as escolhas que nos cabem. E que todos façamos escolhas conscientes, pois se errarmos, não teremos uma segunda chance.

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments