Esta semana o povo brasileiro viu mais uma vez a máscara politicamente correta da grande mídia cair por terra, revelando ainda mais a verdade sobre a sua natureza nefasta. A cada dia mais e mais brasileiros abrem os seus olhos e enxergam a podridão que tomou conta da velha e decadente imprensa.

Ao mesmo tempo que temos assistido aos governadores e prefeitos, completamente perdidos, tomarem decisões sem nenhum respaldo científico, legal, moral, e até mesmo lógico, sob o pretexto de combater a pandemia de Covid-19, assistimos também o total fracasso destas mesmas medidas, que após um ano de repetições, não se mostraram eficazes.

Um ano de abre e fecha cidades, e os resultados estão aí para todos verem: hospitais lotados, falta de leitos de UTI, pessoas ainda morrendo sem a possibilidade de um tratamento precoce, pessoas desempregadas e empresas falidas. Um ano de pandemia serviu para comprovar cientificamente que este tipo de ação não ajuda a controlar a disseminação do vírus. E há um ano, em todo o país, médicos verdadeiramente comprometidos com a vida das pessoas, usam os medicamentos disponíveis para tratar de forma precoce os pacientes, ajudando a evitar o agravamento da doença e a necessidade de tratamento intensivo. Hoje é no mínimo leviano dizer que não há comprovação científica da eficácia do uso desses medicamentos no tratamento precoce.

Os brasileiros enfrentam cada vez mais dificuldades para satisfazer suas necessidades básicas. Aumenta diariamente o número de pessoas que não conseguem comprar alimentos, e além do problema com o coronavírus, o país agora enfrenta dois outros grandes problemas, que já existiam e foram agravados pela pandemia: a fome e a pobreza!

E em meio a fatos tão alarmantes a respeito da sobrevivência dos brasileiros, a mídia segue com sua postura terrorista, divulgando informações infundadas e mentirosas. Somos obrigados a testemunhar o descaramento de muitos famosos que apregoam o “fique em casa” para o cidadão comum, enquanto eles seguem vivendo normalmente suas vidas de luxo, com renda garantida, e sendo servidos por seus empregados.

Enquanto a grande maioria da população está apreensiva quanto ao dia de amanhã, existe uma classe de pessoas hipócritas, sem sentimentos, que pregam que os outros façam aquilo que elas mesmas não fazem, capazes de dizer em rede nacional que o “choro é livre”. Quando ouvimos uma apresentadora de telejornal dizer isso, como se a preocupação das pessoas com o próprio sustento e dos seus familiares fosse algo insignificante, ou como se a fome fosse algo suportável, podemos jogar a pá de cal na velha imprensa, que está ética e moralmente morta.

Quando alguém desdenha do sofrimento alheio em meio a uma pandemia que tem ceifado vidas, comprovamos que o mundo está seguindo rápido para o abismo. Quando o choro de sofrimento de um ser humano é interpretado com tamanho desprezo, temos que parar para uma autorreflexão. Quando a fome já não é capaz de sensibilizar as pessoas, é porque estamos perdendo a nossa humanidade.

Quando um ser humano é incapaz de se compadecer com o sofrimento de outro ser humano, é sinal que precisamos rever urgentemente os valores que regem nossa sociedade – ou a falta deles.

Lamentamos cada vida perdida nesta pandemia. Lamentamos que a hipocrisia e a politicagem impeçam as pessoas de obterem um tratamento que possa evitar que esta doença maldita se agrave. Mas queremos que os responsáveis sejam investigados e que aqueles que tiverem cometido crimes, sejam exemplarmente punidos. Nós da mídia independente estaremos aqui cobrando e denunciando todos os abusos, todo o autoritarismo e todos os crimes cometidos contra a nação. Todo este sofrimento do nosso povo não terá sido em vão. A Justiça, cedo ou tarde, prevalecerá!

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

Últimos posts por Vida Destra (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio Sahm Paggiaro
1 ano atrás

Quando a esquerda se aproxima do poder, passa a descartar e desprezar vidas humanas. Qdo assume, passa a extermina-las. Excelente editorial.