Por Sander Souza

Twitter: @srsjoejp Instagram: @sander_r_s

 

Palmeiras x Deportivo Táchira – Libertadores 2022

Fase de Grupos – 6ª Rodada

 

Pré Jogo

 

Quando surge, meus amigos palestrinos!

Nosso Verdão não se cansa de virar as chaves! Hoje a equipe alviverde entrará em campo no Allianz Parque para enfrentar o Deportivo Táchira, no último jogo da fase de grupos da Libertadores 2022.

Vindo da vitória por 3×0 sobre o Juventude, em partida realizada no sábado (21) em Caxias do Sul e válida pela 7ª rodada do Brasileirão, o Verdão entra em campo com a vantagem de jogar em casa, além de ter vencido o primeiro jogo contra o Táchira por 4×0 e de ter se classificado para as oitavas de final da Libertadores com duas rodadas de antecedência!

A partida contra o Deportivo Táchira poderá dar ao Verdão novos recordes em relação à Libertadores: poderemos nos tornar os donos do melhor ataque da fase de grupos na história da competição, estabelecer novo recorde de diferença de pontos entre o primeiro e o segundo colocado no grupo, poderá se tornar o quarto time da história da Libertadores a ter 100% de aproveitamento na fase de grupos e poderá estabelecer um novo recorde de saldo de gols.

O Palmeiras venceu os cinco jogos disputados contra o Deportivo Táchira na história, todos válidos pela Libertadores: dois em 2005 (3 a 0 em casa e 2 a 1 fora – pela fase de grupos), dois em 2006 (2 a 0 em casa e 4 a 2 fora – pela primeira fase) e um nesta temporada (4 a 0 fora – pela fase de grupos). Tem também retrospecto avassalador atuando contra times venezuelanos: 14 vitórias em 14 jogos, com 37 gols marcados e 7 sofridos. Apenas um jogo não foi válido pela Libertadores (um amistoso contra o Valência, vencido por 3 a 0, fora de casa, em 1971).

Preparação

Após a vitória sobre o Juventude, o Verdão voltou a São Paulo nas primeiras horas da madrugada de domingo (21) e pela manhã já se reapresentou na Academia de Futebol para iniciar a preparação para o confronto de hoje.

Como sempre é feito, os jogadores que atuaram por mais tempo contra o Juventude fizeram trabalhos regenerativos e os demais foram a campo e, a princípio, participou de um trabalho técnico com duas equipes: uma tinha o objetivo de marcar gols em uma baliza com goleiro, enquanto a outra tinha de alcançar três mini-metas dispostas nas extremidades e na parte central do gramado. Na sequência, houve uma movimentação também técnica, mas com duas metas normais.

Luan e Gabriel Veron deram sequência aos seus cronogramas individualizados, ao passo que Mayke, Piquerez e Jailson realizaram tratamento com membros do Núcleo de Saúde e Performance.

Os jogadores Gustavo Gómez e Fabinho (D), da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol. (Foto: Cesar Greco)

Na manhã de terça-feira (23) o Verdão finalizou a sua preparação na Academia de Futebol. O Professor Abel Ferreira e sua comissão comandaram duas atividades técnicas em campo reduzido. O lateral-esquerdo Piquerez avançou na recuperação de lesão na coxa direita e fez atividades de transição física no campo ao lado. O zagueiro Luan e o atacante Gabriel Veron seguem cronogramas individualizados de recondicionamento físico.

O preparador físico Marco Aurélio e os jogadores Jorge, Rafael Navarro, Benjamín Kuscevic e Rony (E/D), da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol. (Foto: Cesar Greco)

Escalação

Pendurado: Wesley

Para esta partida o Professor Abel Ferreira ainda não poderá contar com Raphael Veiga (Covid-19), Piquerez (transição), Gabriel Veron (transição), Luan (transição), além de Jailson (recuperação de lesão no joelho).

Espera-se que o Verdão entre em campo com um time misto, semelhante ao que enfrentou o Táchira na primeira partida, aproveitando para dar minutagem aos nossos garotos e também poupando jogadores titulares para o Clássico da Saudade no próximo domingo (29).

20:45 – Desta forma, o Verdão vai a campo com Weverton fechando o nosso gol; Jorge na lateral esquerda e Marcos Rocha na lateral direita; Murilo e Gustavo Gómez na zaga; Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Gabriel Menino no meio campo; Dudu, Rony e Rafael Navarro na linha de ataque. Time organizado num aparente esquema tático inicial 4-2-3-1.

Nem dá pra dizer que é um time misto, como opcional, porque com tantos desfalques este é praticamente o nosso time titular! Não deveremos enfrentar dificuldades e espero um placar de 3×0!

O Jogo

O Deportivo Táchira iniciou o jogo partindo para o ataque, mesmo eles estando desfalcados. Porém, mesmo com nossos desfalques, nossa equipe é superior aos venezuelanos.

Já aos 2 minutos, o Verdão trocou passes em direção ao campo de ataque e após bola esticada para Scarpa, o árbitro assinalou impedimento.

Aos 7 minutos, Jorge seguiu até a linha de fundo e foi travado pelo adversário mas conseguiu o rebote, a bola rolou até Scarpa, que finalizou por cima da meta!

O Táchira tentava criar jogadas de ataque e em alguns momentos até conseguiu chegar ao nosso campo defensivo, como aos 8 minutos, quando Simisterra conseguiu se desvencilhar da marcação com um jogo de corpo e rolou a bola para a área mas felizmente ninguém chegou pra finalizar!

Aos 11 minutos, Navarro deu assistência para Scarpa, que invadiu a área e finalizou mas o goleiro Varela Caicedo fez a defesa! Aos 15 minutos, Scarpa levantou a bola na área, e antes que Rony conseguisse chegar, o goleiro Varela Caicedo protagonizou o maior frango que eu vi nos últimos anos! A bola simplesmente passou por entre as pernas do goleiro e foi direto pro fundo do gol! Placar aberto no Allianz Parque! Verdão 1×0 Táchira!

O Verdão seguiu mandando na partida, mas o Táchira não desistiu de atacar, mesmo depois do gol. E aos 20 minutos, Navarro  ganhou na velocidade em bola longa e foi derrubado pelo Camacho dentro da área! Pênalti assinalado a favor do Verdão! Na ausência do nosso batedor oficial, Scarpa foi para a cobrança e bateu, com a bola indo pra um lado e o goleiro pro outro! Placar ampliado no Allianz Parque! Palmeiras 2×0 Táchira!

Seguimos pressionando, com o Táchira tentando se impor da forma que dava e aos 38 minutos Rony bateu colocado de fora da área e quase fez um golaço! Aos 44 minutos, em chegada do Táchira, Weverton fez uma defesaça!! Após 1 minuto de acréscimo o primeiro tempo terminou no Allianz Parque! Palmeiras 2×0 Deportivo Táchira.

Voltamos para a segunda etapa sem alterações no time. O Táchira voltou com o mesmo ritmo, tentando criar jogadas de ataque e o Verdão pareceu mais displicente, tanto que logo aos 2 minutos, numa falha grotesca da nossa defesa, o Táchira chegou ao nosso gol: em uma cobrança de escanteio na área, Gutiérrez subiu e desviou pro fundo do nosso gol! O Táchira diminuiu o placar no Allianz Parque! Palmeiras 2×1 Táchira.

O gol adversário parece ter despertado o Verdão e já no minuto seguinte demos uma rápida resposta, com o Navarro ganhando mais uma disputa no campo de ataque e chutando firme na finalização, com o goleiro espalmando!

Mantendo boa pressão, apesar das inúmeras tentativas ofensivas do Táchira, aos 11 minutos Rony avançou em velocidade, se livrou da marcação e mandou a bola pro fundo da rede, marcando o seu também! Placar ampliado no Allianz Parque! Palmeiras 3×1 Táchira!

O jogo seguiu bem disputado mas com controle do Verdão. Aos 22 minutos, Breno Lopes recebeu passe em profundidade e avançava na área quando foi derrubado! Pênalti assinalado a favor do Verdão! Scarpa, Navarro e Gómez se ofereceram pra cobrar e foi decidido que Scarpa faria a cobrança. Como se fosse um replay, Scarpa bateu de um lado, Caicedo foi pro outro! Hat-trick de Scarpa! Placar ampliado no Allianz Parque! Verdão 4×1 Táchira!

Aos 25 minutos, o Professor Abel Ferreira fez as nossas primeiras substituições, com o Fabinho e o Wesley entrando em substituição a Gabriel Menino e Rafael Navarro. Aos 30 minutos, o Verdão esteve presente na área do Táchira, tentando de todas as formas chegar ao quinto gol! O Wesley teve duas tentativas seguidas de marcar e a bola sobrou para o Scarpa, que bateu forte e carimbou o zagueiro!

Aos 32 minutos, nova substituição, com Jhonatan entrando em substituição a Gustavo Scarpa!

O Táchira tentava diminuir o placar arriscando de longe, sem sucesso! O Verdão ainda tentou ampliar o placar mas após 4 minutos de acréscimos, a partida chegou ao fim no Allianz Parque! Placar final: Palmeiras 4×1 Deportivo Táchira.

Gols: Scarpa (3) e Rony

Uma noite mágica para o Verdão!

  • 100% de aproveitamento na fase de grupos (6 vitórias, 18 pontos);
  • A melhor campanha da fase de grupos da história da Libertadores, saldo de 22 gols;
  • Com 25 gols marcados, o melhor ataque da história da fase de grupos (O segundo melhor é o do River Plate, com 21);
  • Maior diferença de pontos entre o primeiro e o segundo colocados de um mesmo grupo já registrada, 10 pontos (Palmeiras com 18 pontos e Emelec com 8 pontos);

Hoje vou guardar a corneta, até porque de forma geral o time atuou bem. Apesar dos nossos desfalques, os reservas e as Crias da Academia se mostraram bem preparados. Porém, não podemos nos esquecer que o Deportivo Táchira, com todo o respeito, não serve de parâmetro para avaliar os jogadores. O grande desafio do nosso elenco será enfrentar o clássico contra o Santos no próximo domingo (29) na Vila Belmiro.

Por hora, vamos comemorar mais uma vitória, que aliás ocorreu na partida que foi a nossa 13ª partida de invencibilidade, e desfrutar do momento maravilhoso que o Palmeiras está proporcionando a nós, torcedores!

Orgulho de ser Palmeirense!!

#AvantiPalestra

 

*Sander Souza é editor do Vida Destra Esportes.

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd, no Canal do Telegram: https://t.me/EsportesVD e venham participar também do nosso grupo de debates de esportes: https://t.me/BotecoVDE

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra Esportes. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Sander Souza
Sigam me
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments