Por Sander Souza

Twitter: @srsjoejp Instagram: @sander_r_s

 

Palmeiras x Juventude – Brasileirão 2022

26ª Rodada

 

Pré-Jogo

 

Quando surge, galera palestrina!

Após enxugar as lágrimas depois da nossa eliminação para o Athletico-PR na Libertadores, só nos restou o Campeonato Brasileiro para nos preocuparmos. Na noite de hoje entraremos em campo no Allianz Parque e receberemos a equipe gaúcha do Juventude, para partida válida pela 26ª rodada do Brasileirão.

Pela competição nacional a nossa última partida foi no sábado (3) contra o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista, pela 25ª rodada do Brasileirão, quando empatamos em 2×2. O Verdão entra em campo hoje como líder isolado do Brasileirão com 51 pontos, 7 à frente do vice-líder Flamengo, e com a responsabilidade de garantir mais 3 pontos e a permanência na liderança isolada.

Adversários desde 1963 (goleada palestrina por 4 a 2 em Caxias do Sul-RS), Palmeiras e Juventude já mediram forças em 26 oportunidades ao longo da história, e o Verdão conquistou mais do que o dobro de vitórias no retrospecto geral: foram 13 triunfos contra cinco resultados positivos do time gaúcho. Contando apenas duelos pelo Campeonato Brasileiro, este será o 20º encontro entre as equipes: em 19 jogos, o Maior Campeão do Brasil soma 10 vitórias, 6 empates, 3 derrotas, 40 gols marcados e 22 gols sofridos.

O Palmeiras acumula 11 jogos de invencibilidade contra times gaúchos: são nove vitórias e dois empates (quatro triunfos contra o Grêmio, três contra o Internacional e dois contra o Juventude, além de um empate com o Grêmio e mais um com o Juventude). O Verdão vem também de quatro vitórias seguidas contra equipes do Rio Grande do Sul: Internacional (1 a 0, no Allianz Parque) e Grêmio (3 a 1, na Arena do Grêmio), pelo Campeonato Brasileiro de 2021, e Juventude (3 a 0, no Alfredo Jaconi) e Internacional (2 a 1, no Allianz Parque), pelo primeiro turno da atual edição do Nacional.

Preparação

Após a eliminação na Libertadores no jogo de volta da semifinal ocorrido na última terça-feira (6), a equipe alviverde descansou na quarta-feira (7), Dia da Independência, e se reapresentou na Academia de Futebol na manhã da quinta-feira (8) para dar início à sua preparação para o duelo de hoje. Como sempre é feito, os jogadores titulares no jogo contra o Furacão fizeram atividades regenerativas na parte interna do Centro de Excelência. O restante do elenco foi a campo e realizou um treino técnico em dimensões reduzidas – como nos últimos dias, jovens Sub-20 do grupo de apoio participaram dos trabalhos.

Os jogadores Eduard Atuesta e Fabinho (D), da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol. (Foto: Cesar Greco)

A preparação palmeirense prosseguiu na manhã da sexta-feira (9) na Academia de Futebol. No campo, a comissão técnica do Professor Abel Ferreira comandou uma atividade de aprimoramento de fundamentos, com o elenco dividido no gramado por posições. Na parte final, os jogadores participaram ainda de um recreativo e aperfeiçoaram faltas e pênaltis.

Os jogadores Bruno Tabata e Murilo (D), da SE Palmeiras, durante treinamento, na Academia de Futebol. (Foto: Cesar Greco)

Escalação

Pendurados: Gustavo Gómez, Gabriel Menino, Zé Rafael, Atuesta, Wesley, Rony, José López, Abel Ferreira (treinador), Vitor Castanheira (auxiliar técnico) e João Martins (auxiliar técnico)
Suspensos: não há
Desfalques: Jailson (lesão no joelho direito) e Raphael Veiga (artroscopia no tornozelo direito)

Para esta partida o Professor Abel Ferreira não poderá contar com Raphael Veiga, que segue em tratamento de uma entorse no tornozelo com a equipe do Núcleo de Saúde e Performance. Desta forma, Veiga faz companhia a Jailson no departamento médico. Todos os demais jogadores se encontram disponíveis para serem relacionados para a partida de hoje.

Segundo palavras do próprio Professor, teremos agora 13 finais pela frente, em referência às 13 rodadas que serão disputadas até o fim do Brasileirão. Com isso em mente, creio que o Professor deverá escalar o nosso time titular para ir a campo, com a exceção apenas do já mencionado Raphael Veiga.

O time que deverá entrar em campo hoje: Weverton, fechando o nosso gol; Marcos Rocha na lateral direita e Piquerez na lateral esquerda; Murilo e Gustavo Gómez na zaga; Danilo, Bruno Tabata e Zé Rafael no meio-campo; e Gustavo Scarpa, Rony e Dudu na linha de ataque.

*Pré-Jogo concluído em 10/09/2022 às 15:00.

*Escalação confirmada às 20:00.

O Palmeiras vai a campo com Weverton; Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Bruno Tabata e Zé Rafael; Gustavo Scarpa, Rony e Dudu. A escalação é exatamente a que eu imaginava e o Verdão deve entrar em campo com o esquema tático inicial 4-2-3-1.

Creio num placar de 3×0 para o Verdão. Se com o nosso time titular não fizermos esse placar mínimo sobre o lanterna do Brasileiro, aí o bicho pega!

O Jogo

A partida começou com o Palmeiras aproveitando a vantagem de jogar em casa para fazer um jogo ofensivo. Nossa primeira descida no ataque ocorreu aos 3 minutos, com o Piquerez recebendo na entrada da área adversária e finalizando, com a bola passando por cima do travessão. O Verdão já controlava as jogadas nos minutos iniciais e aos 5 minutos Tabata recebeu de Dudu e tentou devolver na área mas a defesa gaúcha conseguiu interceptar e cortar a jogada.

Pouco depois, aos 8 minutos, nova oportunidade em cobrança de escanteio, com o Murilo na área cabeceando e mandando a bola pela linha de fundo. Aos 14 minutos, o Verdão faz uma bela jogada de ataque pela esquerda, com o Piquerez fazendo um lançamento para a área e, no desespero em interceptar a jogada, o zagueiro adversário quase marcou contra!

Aos 20 minutos, Rony recebeu e avançou em velocidade em direção ao gol, invadiu a grande área e chutou forte, obrigando o goleiro a espalmar para escanteio! Aos 27 minutos, excelente oportunidade em cobrança de escanteio com o Dudu recebendo lançamento na área e quase abrindo o placar!

O Verdão possuía maior posse de bola e tentava traduzir essa posse em jogadas no ataque, pressionando o Juve. Aos 30 minutos, em chegada no ataque Rony tentou finalização com uma bicicleta e na sobra Zé Rafael chutou de primeira com a bola passando por cima da meta!

Apesar de toda a pressão alviverde, após 3 minutos de acréscimos terminou o primeiro tempo no Allianz Parque. Placar parcial: Verdão 0x0 Jaconero.

Foi um primeiro tempo onde o Verdão teve a maior posse de bola (67%) e finalizou 12 vezes ao gol. Apesar desta pressão, o Porco não teve efetividade e nem qualidade nas inúmeras tentativas de finalização. A pressão feita deveria ter resultado em ao menos dois gols para o Palmeiras no primeiro tempo.

Voltamos para a segunda etapa sem alterações no time. Mas embora o Verdão voltasse com os mesmos jogadores que atuaram no primeiro tempo, a mentalidade com certeza mudou muito! A pressão que já era forte se tornou ainda maior e o Verdão foi pra cima do Jaconero como uma avalanche! Nem bem o juiz apitou o início da segunda etapa e logo pintou notificação nos celulares da torcida alviverde! Marcos Rocha lançou para Rony, que recebeu na entrada da área e finalizou por entre as pernas do goleiro Pegorari! Placar aberto no Allianz Parque! Porco 1×0 Jaconero!

Aos seis minutos Dudu recebeu na área, ajeitou pelo meio e finalizou, obrigando Pegorari a fazer uma bela defesa! A pressão seguiu forte e aos 8 minutos quase sai o segundo gol do Verdão, em jogada na qual o Rony recebeu na área, driblou a marcação e finalizou com um chute cruzado, com a bola raspando a trave do gol dos gaúchos!

Pouco depois, Rony novamente em jogada no ataque, dominando de frente pro gol e finalizando firme e rasteiro, obrigando Pegorari a se esticar para alcançar a bola e espalmar!

Apesar da nossa pressão, o Jaconero foi eficiente e em sua primeira boa chegada ao gol de Weverton conseguiu igualar o placar no Allianz Parque. Porco 1×1 Jaconero.

Aos 21 minutos, após cobrança de escanteio, Scarpa levantou na área e Murilo cabeceou mandando a bola pro fundo das redes, ampliando o placar no Allianz Parque! Porco 2×1 Jaconero!

Aos 29 minutos quase o Porco amplia o placar, com o Tabata aproveitando sobra de bola na entrada da área e finalizando na direção do gol. Aos 36 minutos o Professor Abel Ferreira fez as nossas primeiras substituições, com Mayke, Breno Lopes e Rafael Navarro entrando em substituição a Marcos Rocha, Bruno Tabata e Rony.

Seguimos buscando mais um gol e aos 43 minutos o Professor fez as nossas últimas substituições, com Atuesta e Gabriel Menino entrando em substituição a Scarpa e Dudu. Após 4 minutos de acréscimos terminou a partida no Allianz Parque com vitória do Verdão! Placar final: Palmeiras 2×1 Juventude.

O Palmeiras fez um bom jogo mas precisa trabalhar as finalizações. Creio que não adianta o time se matar na criação de jogadas ofensivas e pecar tanto nas finalizações. E escrevo isso lembrando que foi um jogo entre o atual líder isolado e o atual lanterna do Brasileirão. Deveríamos ter terminado o primeiro tempo com pelo menos dois gols marcados!

O importante é que vencemos o primeiro jogo das 13 finais que temos pela frente e garantimos não só mais três pontos como também nos mantemos na liderança da competição! Agora faltam só 12 partidas! E de quebra atingimos mais uma marca, pois a vitória de hoje sobre o Juventude foi a de número 3.400 da história do Verdão!

O nosso próximo compromisso será no domingo (18) quando receberemos o Santos no Allianz Parque para partida válida pela 27ª rodada do Brasileirão.

Até lá e #AvantiPalestra 

 

*Sander Souza é editor do Vida Destra Esportes.

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd, no Canal do Telegram: https://t.me/EsportesVD e venham participar também do nosso grupo de debates de esportes: https://t.me/BotecoVDE

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra Esportes. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Sander Souza
Sigam me
Subscribe
Notify of
guest

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments