Recentemente, o aplicativo tik tok, o qual as pessoas fazem vídeos de seus afazeres diários e compartilham com amigos, explodiu entre os jovens durante a quarentena, que vem mudando nossos hábitos desde que fora implementada. O aplicativo promete, ainda, remuneração caso você convide seus amigos a participar dele, no entanto, o que muita gente não sabe é que o aplicativo é uma máquina de espionagem que desde 2018 enfrenta problemas com governos de outros países que não seja, claro, a ditadura chinesa. O tiktok pertence a uma empresa chinesa chamada ByteDance, que atua no setor de tecnologia e inteligência artificial desde sua fundação, em 2012, e desde então, coleta os dados dos usuários do aplicativo. Coleta de dados atualmente todas as empresas de tecnologia fazem, do Facebook ao Parler, mas vamos entender o porquê da coleta de dados do tiktok ser uma ameaça, o que tem levado o aplicativo a ser banido do mundo inteiro.

Atualmente, todas as empresas de tecnologia, como Facebook, Google, Parler, Twitter e outras coletam nossos dados. Informações como o que pesquisamos, quando nascemos, quem são nossos amigos nas redes sociais, como estamos nos sentindo, quais são nossos planos, nossos hábitos, que tipos de e-mails enviamos e recebemos, conversas privadas essas empresas sabem e utilizam esses dados para traçar um perfil nosso e recomendar anúncios em suas plataformas. Quer fazer um teste? Pesquise por “passagem de avião” no Google e depois entre no Facebook. Ao invés de ver qualquer anúncio, você irá ver anúncios de passagens de avião, pois o sistema do Facebook está te monitorando e acha que é mais provável que você compre uma passagem de avião do que qualquer outro produto, afinal, você estava pesquisando sobre isso para comprar, não é mesmo? Esse é o fenômeno que foi chamado na ciência da computação de “big data”, que consiste basicamente na quantidade enorme de dados que geramos diariamente, seja postando em nossas redes sociais, seja pesquisando as coisas. Esses dados então são coletados e tratados para, como eu disse, essas empresas nos recomendar anúncios. O fato de grandes oligopólios de comunicação com tendência de esquerda, como as empresas Google e Facebook, possuírem nossos dados já é de certa forma um limite colocado ao nosso direito natural de propriedade, porém, concordamos em fornecer tais dados a partir do momento que utilizamos as plataformas e, além disso, tais empresas sofrem controle externo dos estados, que criaram leis para proteger nossas informações. Estados Unidos, União Europeia e até o Brasil já criaram uma lei geral de proteção aos dados justamente para evitar o abuso contra os internautas por parte desses oligopólios.

Agora, pense: se nossos dados nas mãos de Facebook e Google já são de certa forma uma violação da privacidade, imagine nossos dados nas mãos do partido comunista chinês, um partido que controla hoje a maior e mais repressora ditadura desde a época de ditadores sanguinários, como Stalin e Mao Tsé Tung. O fundador da empresa ByteDance, Zhang Yiming, em 2018, prometeu “aprofundar a cooperação“ com o partido comunista chinês para promover suas políticas, o que levou países como Índia, Indonésia e Bangladesh a suspenderem o aplicativo. Todos nós sabemos que as políticas do PCC não são democracia, liberdade e capitalismo, muito pelo contrário, é ditadura, repressão e comunismo, bandeiras que o mundo ocidental deu muito sangue para derrubar e não se transformar em países horríveis como Cuba e Coréia do Norte e uma vez que damos acesso aos nossos dados ao tiktok, o que impede o PCC de obrigar a ByteDance a fornecer todos os dados a ele? Seriam toneladas de informações dos mais diversos tipos, desde o que você almoçou até os seus segredos mais íntimos.

Pior: imagine que o ditador Xi Jinping tenha acesso a segredos do Estado brasileiro e planos políticos traçados pela resistência conservadora que tem se formado contra as alianças globalistas e comunistas que tem se formado, respectivamente, no ocidente e oriente? Essa é a representação perfeita daquilo que o personagem O’Brien, do livro 1984, que conta a história de um romance proibido pelo governo em uma ditadura comunista, diz a Winstow, personagem perseguido pela ditadura: “pense no futuro como uma bota esmagando um rosto humano”.

Hoje, o dado é a informação mais valiosa na sociedade, pense numa situação hipotética: imagine que um ladrão entre na sede de um grande banco como o Itaú e roube os computadores da empresa, o que acontece? O banco teria um prejuízo e teria que comprar novos computadores, porém, suas informações estariam a salvo, visto que pelo tamanho e ramo que o Itaú segue, ele faz cópias das informações importantes e as guarda como backup, isto é, como cópias de segurança em diversos outros computadores ao redor do mundo e em depósitos fora da sede. Mas o que aconteceria com o Itaú caso todos os seus dados fossem apagados, seja de sua sede, seja dos outros lugares do mundo, seja dos depósitos? Isso seria possível caso houvesse a informação de onde esses dados estão, para onde foram enviados, qual é a senha para acessá-los etc. Se isso acontecesse, o Itaú não poderia mais saber quem ele deve cobrar, quem ele deve pagar, o quanto ele deve pagar ou cobrar, quem é seu cliente, há quanto tempo uma pessoa é cliente etc. Em suma, se isso acontecesse, a empresa deixaria de existir e prejudicaria milhões de outras pessoas que são suas clientes, o que levanta a questão da importância dos dados no contexto da sociedade informatizada de hoje. Se um governo comunista tem acesso a todos os dados de todas as empresas de um país, ele pode fazer o que quiser com essa empresa e com esse país sob a ameaça de força e violência, já que poderia literalmente dissolver as empresas que não fizessem o que ele manda numa fração de segundos com a exclusão de seus dados.

A tecnologia, sob a quarta revolução industrial que estamos vivendo hoje, trouxe consigo a facilidade para executarmos diversas tarefas do dia a dia, mas trouxe também o senso de responsabilidade o qual devemos ter nos tempos modernos e entender os riscos e ameaças dos produtos que surgem. Por isso, é importante se manter informado sobre tendências tecnológicas que aparecerão daqui pra frente, ainda mais se elas forem aplicativos como o tiktok, em cuja propaganda aparecem pessoas felizes e bonitas se divertindo, pois como diz o apóstolo Paulo em sua segunda carta aos Coríntios: “E não és maravilhoso, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz

 

Vinicius Mariano, para Vida Destra, 03/08/2020
Vamos debater meu artigo! Sigam-me no Twitter: @viniciussexto e Parler : @viniciusmariano

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Sander Souza
Sander Souza
1 mês atrás

Parabéns pelo excelente artigo, Vinícius!
Aqui no Japão este aplicativo é uma verdadeira febre, com os meus sobrinhos usando-o diariamente!
Eu não o uso, pois não confio em produtos tecnológicos chineses. Considero tais produtos verdadeiros cavalos de Tróia!

Adilson Veiga
1 mês atrás

Parabéns pelo ótimo artigo Vinícius!
Muitas informações relevantes para os desavisados de plantão.

Nunes
Admin
1 mês atrás

Vinicius como sempre foi direto ao ponto. Tik tok nunca entrou no meu celular, e nem entrará!

Lucia Mariano Da Silva Souza
Lucia Mariano Da Silva Souza
1 mês atrás

Parabéns, excelente artigo!