“O segundo ato de Lula: O líder mais popular do Brasil busca retornar à presidência”

 

No último dia 4 de maio, a revista Time publicou uma entrevista com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A matéria escrita pela jornalista Ciara Nugent é um verdadeiro atentado à verdade e ao bom senso do povo brasileiro, e uma afronta contra o verdadeiro jornalismo.

A entrevista, totalmente tendenciosa, apresenta o ex-presidente como alguém que está retornando do “exílio político” com o objetivo de salvar o Brasil e sua “frágil democracia”. Qualquer brasileiro minimamente informado sabe que Lula não estava afastado da vida política por ser um exilado mas, sim, por ter sido condenado pela Justiça por corrupção, entre outros crimes. Condenações estas que ocorreram em três instâncias da nossa Justiça e que foram convenientemente anuladas pelo Supremo Tribunal Federal, composto em sua maioria por ministros indicados pelo próprio ex-presidente e sua sucessora, Dilma Rousseff.

A tentativa de apresentar Lula como alguém que defende a democracia, contrariando declarações do próprio Lula e que foram propositalmente ignoradas pela reportagem da Time, tais como as afirmações de que se eleito regulará a mídia e as redes sociais e revogará reformas que foram aprovadas dentro do legítimo processo legislativo, mostram que está em curso uma tentativa de vender ao mundo uma imagem de estadista democrata totalmente diferente do que ele realmente é.

Qual o objetivo desta narrativa que vem sendo construída? Muito provavelmente colocar Lula na posição de vítima perseguida pelo suposto regime antidemocrático de extrema-direita que, segundo estas narrativas, estaria hoje no poder e atacando nossas instituições e fragilizando a nossa democracia. Nós sabemos que se trata de uma narrativa falsa, mas no exterior e mesmo aqui no Brasil, o cidadão comum desconhece as nuances da nossa política e da nossa sociedade e é facilmente enganado por estas narrativas.

Sabemos que Lula faz parte de um projeto de poder que visa controlar não apenas o governo brasileiro, como também o de outras nações. Dadas as suas dimensões e riquezas, o Brasil é estratégico dentro deste plano de obtenção do poder global. Por isso os agentes a serviço deste projeto de poder, dentro e fora do Brasil, trabalham a todo vapor para construir narrativas que os favoreçam e que destruam a imagem do presidente Jair Bolsonaro e de seus apoiadores.

Tudo isto é feito mesmo que na vida real o ex-presidente Lula seja incapaz de reunir apoiadores num ato público, ao contrário do que acontece com o atual presidente. A entrevista para a Time é mais um ataque à instituição da Presidência da República e à nossa democracia. E, ao contrário do que afirmam, nossa democracia é forte, pois permite que pessoas como Lula se manifestem livremente, sem censuras ou perseguições.

Esta entrevista concedida pelo ex-presidente Lula é uma tentativa clara de manipulação da opinião pública brasileira e internacional, e é também um grito de desespero de um megalômano que perdeu toda a noção da realidade e vive num mundo de fantasia. E isto o torna extremamente perigoso para o Brasil.

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments