Amigos leitores, mais uma vez escrevo sobre o tema Educação. E não é difícil entender o por quê da escolha deste tema! Sabemos bem o quanto a educação brasileira foi destruída durante a gestão dos governos de esquerda, que aplicaram as doutrinas fracassadas de Paulo Freire em seus projetos pedagógicos, visando não o desenvolvimento e formação intelectual das nossas crianças, mas visando destruir os valores morais conservadores e tradicionais transmitidos pelas famílias, substituindo-os por valores ideológicos, que não contribuem para a formação intelectual das crianças, mas servem apenas aos objetivos políticos das esquerdas.

O resultado do PISA divulgado no final do ano passado serviu para nos mostrar a realidade nua e crua, e as nefastas consequências das políticas educacionais baseadas nas ideias de Paulo Freire. Se não fossem suficientes os problemas causados por esta pedagogia equivocada, ainda existe o sério problema ideológico, já que o Ministério da Educação e toda a estrutura educacional brasileira estão infestados de militantes de esquerda, que tem o objetivo de doutrinar os alunos e montar esquemas de corrupção de forma a desviar verbas públicas para o financiamento de um projeto esquerdista de retomada e manutenção do poder.

Sabíamos que os desafios na área da educação seriam grandes, e tivemos prova disso já no início do governo do presidente Jair Bolsonaro, quando o então ministro da Educação Ricardo Vélez Rodríguez foi alvo de um pesado ataque de integrantes da oposição, que acabou resultando na sua demissão. Já com a questão ideológica escancarada, foi a vez de Abraham Weintraub assumir o posto e a tarefa de limpar o Ministério da Educação de toda a influência ideológica, trabalho que realizou de forma magnífica até ser forçado a sair de cena e aceitar um cargo no Banco Mundial, nos Estados Unidos. E agora, os holofotes foram direcionados ao ex-ministro nomeado e não empossado Carlos Alberto Decotelli da Silva. Sua nomeação claramente não levou em consideração os desafios ideológicos que envolvem a gestão do Ministério da Educação, e se levou em consideração, então claramente subestimou o tamanho e a gravidade do problema! Se não bastasse isto, ainda houve o problema com o currículo do indicado ao ministério, que causou um vexame à equipe de assessores presidenciais e envergonhou de forma inaceitável o Presidente da República!

Todos estes episódios ilustram bem o tamanho do desafio que envolve a educação no Brasil. Existe o desafio pedagógico, que é o de levar educação de qualidade às nossas crianças, e existe o desafio hercúleo de desmontar todo o aparato deixado pelos esquerdistas, eliminar os funcionários que só se prestam a um trabalho ideológico/partidário e acabar com os esquemas de corrupção que drenam os recursos públicos e deixam à míngua as nossas escolas!

Até o momento em que escrevo este artigo, ainda não houve a definição de quem ocupará o cargo de ministro da Educação. Independente de quem seja o indicado, precisamos continuar com o trabalho de recuperação da educação brasileira. Este é um projeto de Estado, e não apenas um objetivo de governo! E sabemos que os frutos de um trabalho bem sucedido nesta área levarão anos para serem colhidos!

Mas enquanto o governo Bolsonaro luta para vencer estes desafios ideológicos, para resgatar a Educação, o que nós podemos fazer para ajudar? Creio que a maioria daqueles que estão lendo este artigo já concluíram os seus estudos. Além do apoio maciço aos projetos governamentais, outra forma de auxiliarmos na batalha educacional é buscando o nosso próprio aprimoramento, através da leitura, do estudo e do enriquecimento cultural. Nosso aprendizado e aprimoramento devem ser constantes, a vida toda! Aqueles que tem filhos, além do aprimoramento pessoal, podem contribuir ensinando-os desde cedo os valores tradicionais e conservadores, estimulando a leitura e o desejo de aprender. Atiçar a curiosidade das crianças e satisfazer esta curiosidade com produtos culturais de qualidade, as ajudarão a ter um melhor desempenho escolar, além de auxiliar na blindagem ideológica. Mesmo morando aqui no Japão, tenho o sonho de um dia fazer com meus filhos um roteiro pelas cidades históricas de Minas Gerais! Os pais devem estar cientes do papel da escola e do papel da família na educação das crianças!

Nós temos uma cultura rica, que tem sido alvo de reiterados ataques da esquerda, e podemos contribuir nesta luta resgatando a nossa história, valorizando nossos heróis nacionais (os verdadeiros e não os propagados pela esquerda), valorizando a nossa literatura e música clássicas. Também podemos nos dedicar à vida espiritual, já que a religião também é um dos valores conservadores que são constantemente atacados e as igrejas sempre foram uma fonte de conhecimentos e instrução! As Escolas Dominicais são um bom exemplo do estímulo dado pelas igrejas à leitura e ao estudo! Muitas pessoas tem a Bíblia como o primeiro livro com o qual tiveram contato! Conheci várias pessoas que se esforçaram para aprender a ler porque tinham o desejo de ler a Bíblia por conta própria!

Enfim, meus amigos, o que quero transmitir com este artigo, é a mensagem de que a solução dos problemas envolvendo a Educação não depende apenas dos integrantes do governo! A educação não é um dever apenas do Estado! Todos nós devemos nos envolver e ajudar a resolver este sério problema, que afeta a todos nós! Aliás, devemos nos envolver em todos os aspectos da vida cotidiana do país, reconhecendo que nossa eventual omissão não nos livra das consequências destes problemas! Educação, Cultura, História, Literatura, Música, Artes Plásticas, Arquitetura, Filosofia, temos muitas áreas a explorar para nos fortalecer culturalmente contra as hostes esquerdistas! Não podemos permitir que os problemas que ainda existem na Educação nos tornem uma massa manobrável para os políticos desonestos e para a mídia vendida! Educação, em todos os aspectos, será a chave para a nossa vitória!

Sander Souza, Conexão Japão para Vida Destra, 3/7/2020.

Sigam-me no Twitter! Vamos conversar sobre o que acontece no Brasil! @srsjoejp

Sander Souza
Acompanhe me
Últimos posts por Sander Souza (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Wilmont Jaber
Wilmont Jaber
1 mês atrás

Parabéns! Disse tudo.

Sander Souza
Sander Souza
Reply to  Wilmont Jaber
1 mês atrás

Muito obrigado por ler e comentar!

Angelo
Editor
1 mês atrás

Bela reflexão, Sander!
Estamos fazendo o possível. Aqui mesmo, no VD, estou montando um curso de autoaprendizado (Leões da Pátria) para oferecer uma possibilidade acessível e cujo ritmo se adapta ao usuário como um EAD.
Deixo o link, aos interessados em se inscrever e aguardar o início.
Infelizmente ainda não tenho previsão de lançamento do primeiro módulo, que está em revisão, mas desejo que se inicie ainda este ano.
https://vidadestra.org/leoes-da-patria-inscricao/

Sander Souza
Sander Souza
Reply to  Angelo
1 mês atrás

Obrigado, meu amigo!
E parabéns pela iniciativa!
A Educação é tarefa de todos nós! Conte comigo!

Viviam Patricia de Araujo
Viviam Patricia de Araujo
1 mês atrás

Texto de reflexão excelente para q todo brasileiro possa entender como e de onde pode contribuir com a educação dos próprios filhos, sobrinhos, netos, etc… a educação hoje não depende somente da escola, todos devemos ter consciência de que tudo parte de casa, também, e não somente esperar que o Estado “crie” os filhos que não são dele… parabéns pelo texto Sander… ??

Sander Souza
Sander Souza
Reply to  Viviam Patricia de Araujo
1 mês atrás

Muito obrigado Viviam, por ler e comentar!
Precisamos quebrar as correntes que nos tornam dependentes do Estado! E a Educação é fator importantíssimo para que esta independência do indivíduo ocorra!

Christian Freitas?? NÃO SE AUTOMEDIQUE!
Christian Freitas?? NÃO SE AUTOMEDIQUE!
1 mês atrás

Muito bom, Sander! Direto ao ponto, com muita lucidez…

Sander Souza
Sander Souza

Muito obrigado Christian, por ler e comentar!
Este é um assunto importantíssimo, e há muito o que escrever a respeito!

Nunes
Admin
1 mês atrás

Disse muita coisa que está entalada em nossas gargantas…Parabéns pelo artigo meu amigo.

Sander Souza
Sander Souza
Reply to  Nunes
1 mês atrás

Eu é que agradeço a oportunidade de compartilhar as minhas ideias e opiniões!

Nunes
Admin
Reply to  Sander Souza
1 mês atrás

É um tema pertinente, ainda mais no período de guerra cultural em que vivemos… Mas o espaço sempre estará aberto!

Livio Oliveira
1 mês atrás

Congratulações pelo seu lúcido e esclarecedor artigo Sander.

Sander Souza
Sander Souza
Reply to  Livio Oliveira
1 mês atrás

Muito obrigado, meu amigo!

Fabio Sahm Paggiaro
1 mês atrás

Excelente, Sander. Tanto vc tem razão que a Educação foi a área mais aparelhada e mais deturpada pela esquerda. Ela é a fonte do bem ou do mal, dependendo de quem se apropria dela. Por isso, eles não irão largar pacificamente.

Sander Souza
Sander Souza
Reply to  Fabio Sahm Paggiaro
1 mês atrás

Muito obrigado, Fábio!
Realmente a luta pela educação vai muito além das salas de aula! As batalhas mais difíceis serão travadas nos palácios em Brasília! E nós, enquanto sociedade, não podemos nos omitir desta luta!