José Dirceu, o guerrilheiro disfarçado de ativista político e que é um dos cérebros por trás das ações do PT e da extrema esquerda, aquele mesmo que disse que eles “tomariam o poder, o que é diferente de ganhar eleições”, andou publicando as suas pérolas. Mais do que apenas um festival de mentiras, escancarou a quem quisesse ver que há um golpe em andamento com o objetivo de derrubar o presidente Jair Bolsonaro. Não um golpe de Estado através das armas, mas através do uso da máquina pública, ainda infestada de esquerdistas, do fisiologismo do Poder Legislativo e do ativismo judicial da nossa suprema corte. As suas declarações possuem tantas mentiras que nos cabe apenas ir respondendo bloco a bloco, porque a força da verdade é maior do que a da mentira. E o nosso compromisso é com a verdade!

Lá se foi 2020 e nada mudou. Ao contrário tudo se agravou. Os desafios do Brasil e de nosso povo ficaram ainda maiores. Tragicamente, não temos nenhum plano de vacinação e nem como enfrentar o agravamento da pandemia. Nunca houve um governo criminoso e irresponsável como o atual, na realidade um governo militar, autoritário, de extrema direita, obscurantista e fundamentalista. Um governo corrupto começando pela família do presidente e, também, corruptor ao capturar as instituições –como a Polícia Federal, a Receita Federal, o Coaf, o Ministério Público– e colocá-las a serviço da impunidade para benefício do presidente, sua família e grupo de áulicos, dos policiais e militares agora acima da lei“.

Ao contrário do que afirma Dirceu, tudo mudou! Em 2020 tivemos mais um ano de governo sem corrupção, alinhado às maiores potências do planeta e não a países comunistas que aprovam o assassinato de bebês na fase pré-natal, como a Argentina; cujo presidente saudou o ex-presidiário Lula ao invés de saudar o Presidente legitimado através do voto popular, numa clara afronta à soberania do povo brasileiro e à nossa democracia.

Ainda nesse episódio cabe lembrar que Rodrigo Maia, portando-se como lacaio e usurpador, foi abanar o rabinho para os lados portenhos, exercendo atos para os quais obviamente não tem investidura, nem legal e nem moral, para realizar.

Sobre o plano de vacinação: se trata de problema mental essa repetição de que “não há plano de vacinação”?

O prazo de janeiro de 2021 estabelecido pelo Ministério da Saúde, com base nos procedimentos da Anvisa está sendo rigorosamente cumprido. Temos Estados já cientes de como organizar a vacinação e esses sujeitos ficam repetindo essa cantilena, para convencer sua militância fanática e os pobres diabos que ainda consomem velha mídia, de que o PT é o salvador? Não se preocupam de fato com as vidas das pessoas, apenas em manipulá-las.

Essas “medidas de reação ao agravamento” que Dirceu deseja implementar, visam obter o efeito de “greve geral” com a retirada das pessoas das ruas e das atividades produtivas. Ainda, se encontra ressentido pela política econômica e a atuação do Banco Central funcionarem perfeitamente para driblar a crise. Mesmo com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, deixando caducar medidas importantes e não pautando outras tantas, que poderiam ter facilitado ainda mais o enfrentamento da crise gerada pela pandemia.

O PT soa louco ao acusar quem quer que seja de corrupção e, como sabemos, a acusação de “captura das instituições” é tão absurda que sequer vale a pena comentar senão para dizer que Dirceu deve falar nesse tom, pela revolta da retirada de seus militantes da chefia desses órgãos. E se ainda há algum aparelhamento, é resquício do que foi feito pela esquerda nos anos em que esteve no poder.

“O governo de Bolsonaro foi ainda além ao estimular o armamento da população e apoiar as milícias, ao contrapor-se ao isolamento social e à vacinação universal pública e gratuita. Enfim, uma terra arrasada onde grassa a violência e a barbárie, que incluem o desprezo pelo meio ambiente, pela cultura e ciência, pela liberdade e democracia. Temos um governo que simplesmente nega o novo mundo que emerge na crise, com alinhamento total aos Estados Unidos de Trump e hostil à China e à União Europeia. Um governo que abandonou o Mercosul e a integração sul americana, nossa natural e necessária aliança geopolítica, solução e saída para o desenvolvimento nacional.”

O armamento da população foi pauta das eleições, cumprimento de referendo e anseio da sociedade, e aqui Dirceu aparenta estar apenas triste por seus companheiros do MST não poderem mais invadir terras diariamente. E isto porque o Congresso Nacional conseguiu atrapalhar o governo neste assunto.

O isolamento social arguido como salvação é mais uma hipocrisia retórica; não resolve nada, haja vista que o vírus já se incorporou ao meio ambiente. Não podemos morrer de fome, apenas porque não podemos impedir o vírus de circular. Além disso, o principal motivo da quarentena era tentar controlar a velocidade da taxa de infecção da população, para não sobrecarregar o sistema público de saúde, dando tempo aos governos para prepararem a rede hospitalar, e não para impedir as pessoas de contraírem o vírus. Se o sistema público de saúde não tivesse sido sucateado pelos governos petistas, a situação poderia ser melhor.

A vacinação será pública e gratuita. Não pode ser obrigatória porque existem diversas particularidades que impedem este intuito ditatorial. Bem, de ditadura Dirceu entende muito bem, pois foi treinado pelo Serviço Secreto Cubano. O que o faz também um exímio mentiroso.

Mas para desgosto do agente, este é um país cristão e nenhum cristão em sã consciência vai receber nada em seu corpo de maneira forçada. Receberá aquilo que estiver de acordo com sua consciência, o que Dirceu aparenta querer roubar. Não somos tão tolos quanto ele pensa.

Ao contrário do que diz, a violência reduziu visivelmente; as narrativas sobre o meio ambiente não passam de mentiras; a cultura esquerdista não é cultura para os padrões normais. Quem não se sentiu enojado com a escultura aberta por uma feminista no solo em formato de genitália feminina? Ou a peça macaquinhos? Ou a “lógica do assalto”? Rechaçamos essas iniciativas putrefatas que de arte e cultura não tem absolutamente nada. Além disso, temos assistido à recuperação da verdadeira arte, que cultua o belo e faz com que as pessoas busquem o seu melhor, ao contrário do que é proposto pela esquerda, que cada vez deseja descer mais o nível cultural da sociedade. A cultura deve servir para o progresso, não para o atraso.

Nunca houve ciência como está havendo neste momento, sob a pasta de Marcos Pontes. O nome não é unanimidade por suas posturas desconectadas com as premissas do governo e alinhadas à mentalidade esquerdista, mas a competência do astronauta ex-N.A.S.A. é inegável.

Liberdade e democracia? O retrocesso nesses temas se dá pela atuação e, agora sabemos por quem orientada, de parte do legislativo e do judiciário, que tem feito de todo o possível para conspirar, deslegitimar, cercear, perseguir, destruir a vida das pessoas, apenas por não querer mais ter bandidos, como membros do PT, no poder. Como pode falar em democracia, se não são capazes de aceitar aquilo que é decidido pelo voto no Parlamento? Recorrendo ao STF sempre que são contrariados pelos votos dos representantes eleitos pelo povo? Os conceitos esquerdistas de liberdade e democracia não são os que são defendidos pela maioria da população brasileira, e a esquerda não aceita isto.

Ainda bem que o atual governo nega o “novo mundo” porque só temos para nós mesmos, não temos obrigação de sustentar ditaduras sangrentas nem aos outros países da América do sul, que abraçaram a nefasta visão de mundo que o agente cubano tenta nos trazer. Não somos responsáveis pelos males que outras nações escolheram por conta própria.

O alinhamento total aos Estados Unidos de Trump, o distanciamento da China e da União Europeia são exigências do eleitorado de 57 milhões de brasileiros que elegeu o Presidente e o abandono do Mercosul e da integração sul americana, se faz necessário, porque os países que os compõem não compartilham dos mesmos valores democráticos e liberais do Brasil, além de não oferecerem uma contrapartida econômica que justificasse tal união. O Mercosul só tem nos servido de âncora, nos puxando para baixo, e nos impedindo de crescer. Além disso, o que uma nação falida como a Argentina pode nos oferecer, em termos de parceria econômica?

Como se desenvolver negociando com países destruídos pelo socialismo? É uma piada! Não há nada de natural nisso! Nossa herança é portuguesa e nosso isolamento sempre existiu. Essa conversa de “aliança geopolítica” envolve muito mais do que o povo brasileiro deseja e pode dar. Visa a satisfazer interesses que não são os do nosso povo.

A situação econômica se deve à pandemia, circunstância mundial e imprevisível, e aos 13 anos de governo petista; cuja corrupção é desnecessário abordar. Ainda temos muitos escombros petistas para limpar e muita coisa a reconstruir.

Estamos crescendo e a reforma tributária já teria saído, se Maia, aliado da esquerda em todo o processo, não tivesse “sentado em cima” da pauta de votações para tentar se perpetuar no poder.

A ode ao socialismo que Dirceu faz, criticando as diferenças inerentes ao livre mercado e ao empreendedorismo, serão ignoradas pois essa cantilena já é conhecida.

Temos que ter teto de gastos sim. Não somos loucos. Toda nação próspera sabe que deve gastar apenas o que possui. O país não pode se endividar além da sua capacidade de pagamento, pois isto sim acabaria com a nossa economia e traria ainda mais miséria à nossa população. Não se produz prosperidade sobre dinheiro emprestado.

DOLOROSA HERANÇA

O ano que não acabou deixa uma herança de estagnação e aumento da pobreza, desemprego e desalento, precarização e sucateamento dos serviços públicos. Só austeridade –menos para as Forcas Armadas e seus oficiais–, privatização, mercado, especulação. Sem crescimento e com aumento de desemprego, ainda enfrentamos um cenário de juros reais para o consumidor, as famílias e as pequenas e médias empresas, o que, ao lado da estrutura tributária, expropria a renda nacional e reduz o Brasil a um país de subconsumo, de alta concentração de renda, riqueza e propriedade.”

Quem nos deixou uma dolorosa herança foi o PT e a esquerda. Nos anos em que estiveram no poder, cuidaram para que houvesse distribuição de renda, mas somente aos seus, e usando do dinheiros dos cofres públicos para isso. Dirceu, assim como todo esquerdista, fala daquilo que não fizeram quando estiveram no poder e poderiam ter feito. E agora, se acha no direito de criticar quem está tentando arrumar a casa. Hoje temos a inflação sob controle, com a taxa de juros mais baixa da nossa história.

“Teto de gastos, regra de ouro, corte de salários e gasto (exceção fica por conta das elites militares e do Judiciário) são apresentados como solução para um dos maiores países do mundo que só cresceu historicamente quando rompeu com essa ortodoxia e se lançou aos desafios e sonhos visionários de seus líderes com Getúlio, JK e Lula. Nossa história nos ensina que só com o Estado e o investimento público, com distribuição de renda e um projeto nacional será possível devolver ao país e seu povo autoestima, orgulho, confiança e coesão social.”

O período de crescimento mencionado se deu quando, Dirceu? Quando o ditador de tendências nazifascistas Getúlio Vargas governou? Quando JK destruiu o Brasil tirando a capital do Rio de Janeiro, construindo uma perfeita cidade comunista, na arquitetura e estruturas, na distância das outras capitais e na dificuldade de acesso, condenando o Rio de Janeiro, alma do Brasil, a viver em constante desalento e entregue a hordas corruptas? Nem precisamos mencionar o período no qual o PT esteve no poder.

Não ao Estado gigantesco! Não ao investimento público que é dinheiro retirado das pessoas; não à noção comunista de distribuição de renda! O cidadão precisa ser livre das amarras estatais para viver e receber conforme seu esforço e trabalho, não conforme esmolas do Estado.

A autoestima, o orgulho, a confiança e a coesão social serão rapidamente alcançadas sem a canalhice de proto-ditadores que emergem de todas as partes, tentando invalidar a vontade popular manifestada em 2018, ao eleger um governo que de fato defende as pautas populares.

“Vivemos à beira de um precipício. Nossa democracia, Estado Nacional e de Bem Estar estão em risco de um colapso ou ruptura, de serem capturados de novo por uma ditadura depravada e decadente. É hora de dar um basta e encerrar o ano de 2020 derrotando de uma vez por todas , antes que seja tarde, a camarilha que assaltou o poder em Brasília.”

Quem promove ditaduras são os asseclas indicados pelo PT e seus comparsas, infiltrados em toda a estrutura pública. A mesma quadrilha que assalta o poder há décadas, continua sendo o mesmo bando. De assalto a bancos, aliás, eles entendem bem, são especialistas. Realmente chegou a hora do basta! Basta de bandidos travestidos de políticos se intrometendo nas discussões nacionais. Basta de canalhas fazendo de tudo para que a vontade popular manifesta nas urnas não seja respeitada. Basta da atuação de infiltrados e sabotadores, que agem em nome de um projeto de poder, e não de um projeto de país!

“Não há mais dúvidas. Bolsonaro e seu bando não podem e não devem continuar governando o Brasil. É preciso impedir a marcha acelerada do governo em direção ao suicídio nacional”.

Para eles, não há dúvidas! Se Bolsonaro continuar no poder, será reeleito em 2022, e destruirá ainda mais as estruturas de poder deixada pelos esquerdistas, o que inviabilizará o retorno deles ao poder, pelas vias legais e democráticas.

“Não podemos esperar por 2022 para derrotar este desgoverno. Nossa tarefa principal, em 2021, é remover Bolsonaro do cargo de presidente, de forma legal e constitucional, e mobilizar o pais para a vacinação e para um plano de emergência que evite uma catástrofe social já às nossas portas com o aumento do desemprego, da pobreza, da inflação e fim do auxilio emergencial.

De imediato, devemos barrar todas suas iniciativas no Parlamento e recorrer ao Judiciário para obrigá-lo a vacinar a população e respeitar a Constituição, impedir que continue aparelhando as instituições e que venha a controlar a mesa das duas casas legislativas. Para isso, é necessário unir todos os democratas, progressistas, nacionalistas na luta contra Bolsonaro e constituir, desde já, uma Frente Popular de esquerda para organizar a resistência popular, lutar pela vacinação pública e gratuita, pelo auxílio emergencial, por um plano de investimentos para criar empregos e renda e para disputar as eleições presidenciais em 2022.“

Dirceu deixa claro o modo como pretendem atuar. Caberá à Direita e à sociedade impedir que eles obtenham êxito. Está claro que farão uso do ativismo judicial e do fisiologismo do Legislativo, como instrumentos para travar ainda mais as iniciativas do governo, que já são barradas pelo nosso Congresso e pelo STF, não importando o preço a ser pago pelo país e pelo povo. Tentarão forçar a todos a se vacinar e no mais, uma inversão total na base do “acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é”.

Depois disso, as eleições que Dirceu fala serão como as eleições da Venezuela, Cuba, Coreia do Norte e China, ou seja, “muito” democráticas, e realizadas com o uso de urnas eletrônicas super “seguras e confiáveis”.

A própria palavra democracia na boca de Dirceu, Lula, Maia, etc, significa ditadura do proletariado e por “estado social” entenda “estado socialista”.

Resta saber se o povo aceitará passivamente este golpe ameaçado por este sujeito que só está solto pelo aparelhamento que promoveu no Judiciário brasileiro. Realmente, chegou a hora do basta!

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam os perfis do Vida Destra no Twitter @vidadestra e o reserva @VidaDestra_Sup

Subscribe
Notify of
guest
15 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Nunes
Admin
3 meses atrás

Recomendo a todos a leitura.

Rose Mary Carvalho Telles
Rose Mary Carvalho Telles
Reply to  Nunes
3 meses atrás

Sensacional!!! Parabéns! Quanto ao plano de vacinação o Ministério da Saúde comprou 100 milhões de doses do Butantan, que será incluída no plano nacional. Não adotarei essa vacina, espero que toda a esquerdalha faça bom uso e que nehuma vacina se perca ou passe da data de vencimento. Vamos ver!!!

Nunes
Admin
Reply to  Rose Mary Carvalho Telles
3 meses atrás

Irei esperar a de Oxford

Junior Thermomax
Junior Thermomax
Reply to  Nunes
3 meses atrás

Eu tbm daqui à 5 anos

João Batista
João Batista
3 meses atrás

O Brasil tem os políticos mais desgraçados do mundo,esse criminoso em liberdade, ainda tem espaço na mídia para atacar o presidente e falar mentiras,o Brasil está infectado destas bestas feras,o povo dormindo não tira essas porcarias do cenário politico, guerrilheiro desgraçado, não acontece nada com essas porcarias,essa merda vai viver até os 100 anos para atormentar os brasileiros!

Nunes
Admin
Reply to  João Batista
3 meses atrás

Infelizmente as coisas não estão melhorando

João Batista
João Batista
3 meses atrás

Quando vamos acordar, porque não saímos desse sono profundo, aturando esse criminoso, guerrilheiro que vive as custas dos impostos do contribuinte,acorda Brasil! Quantos Dirceu, Rodrigo Maia, Alcolumbre, Alexandre de Morais, Lewandowski, Gilmar Mendes, Luís Barroso teremos que aturar?

Nunes
Admin
Reply to  João Batista
3 meses atrás

Parece um pesadelo mesmo

Junior Thermomax
Junior Thermomax
3 meses atrás

Como fazer para colocar este povo nas ruas? será que o exemplo USA impulsiona? Americanos são patriotas e armados no entanto não houve reação ….até agora 07.01.21 20:38

Nunes
Admin
Reply to  Junior Thermomax
3 meses atrás

Povo brasileiro quer saber de churrasco e cerveja…enquanto ter isso nas mesas, nada acontece demais

Natan Dantas.
Natan Dantas.
Reply to  Junior Thermomax
3 meses atrás

Nem eles sabem o que fazer da vida, infelizmente o povo em geral é burro não aderem a movimento nenhum, tem medo de perder a miséria que tem!

Martins
Martins
Reply to  Natan Dantas.
3 meses atrás

Impressionante, “tem medo de perder a miséria que tem”, isso é o fim do mundo. Acorda povo!!

Douglas Pessoa
Douglas Pessoa
3 meses atrás

Já que fazem tanta questão da vacina, seria ótimo esses esquerdopatas tomarem a Vachina, sejam extintos toda a ideologia contra a democracia, contra o povo patriota.

Nunes
Admin
Reply to  Douglas Pessoa
3 meses atrás

Então. Eles insistem nessa narrativa.

Martins
Martins
Reply to  Douglas Pessoa
3 meses atrás

A guerra civil americana existiam dois lados, não havia acordo, chegaram à conclusão que teria que existir Norte e Sul um digladiando contra o outro, até que um dos dois venceu. Vai ter que acontecer o mesmo aqui.