Estamos em guerra. E por conta dela, vivemos em constante estado de estresse, devido aos ataques incessantes que sofremos diariamente. Nossos inimigos não descansam, e despendem todo o seu tempo a tramar e a conspirar contra nós.

Quando nos referimos a ataques, não nos referimos aos ataques pessoais que recebemos diariamente em nossas redes sociais, mas nos referimos aos ataques perpetrados contra os nossos valores e contra tudo aquilo que nos une e nos identifica como um povo, como uma nação.

Não podemos nos esquecer que o objetivo maior dos nossos inimigos é acabar com a nossa sociedade, em nome da construção de uma nova sociedade global e sem fronteiras, uma nova ordem mundial, onde o atual conceito de país será abolido. Se nossos inimigos prevalecerem, os países como os conhecemos hoje deixarão de existir. Soberania e independência serão coisas do passado.

Atacam as nossas famílias, a nossa fé, as nossas crianças, a instituição do casamento, nosso patrimônio histórico e querem reescrever a nossa história. É humanamente impossível permanecer o tempo todo com a espada desembainhada e levantada, e o escudo a postos, para o combate. Há momentos nos quais o descanso é necessário. Até mesmo para que as nossas estratégias sejam avaliadas.

E não, não estamos defendendo a desistência. Apenas estamos defendendo o argumento de que o descanso é necessário. Temos muitas batalhas ainda para lutarmos, e não podemos permitir que nossa energia seja exaurida. Precisamos equilibrar as lutas e o descanso necessário para recarregarmos nossas energias. E descanso, neste caso, nada tem a ver com desmobilização.

E também é importante não nos esquecermos daquilo que nos motiva a lutar. Não podemos nos esquecer das nossas famílias, dos nossos cônjuges, dos nossos filhos, das nossas amizades, da nossa fé, dos nossos estudos. É por tudo isso que lutamos, e não podemos simplesmente pensar o tempo todo na luta e nos esquecer dos nossos bens mais preciosos. Precisamos protegê-los, mas também precisamos fortalecê-los.

Por isso, nosso objetivo hoje é lembrar a todos que a guerra prossegue, mas temos que saber também que a atenção às nossas famílias, o hábito de orar ou rezar, uma rotina de estudos, tudo isto ajuda a fortalecer os valores que estão sob ataque. Não podemos ir para o campo de batalha e ignorar o cuidados com os nossos bens mais valiosos.

Amigos leitores, aproveitem o final de semana para curtir a sua família, para curtir os amigos,  ler um bom livro, ouvir boa música, visitar um lugar histórico ou um museu, onde isto for possível. Vá á igreja, ao templo ou ao local onde você busca desenvolver a sua espiritualidade. Vamos fortalecer a nossa cultura e tornar mais difícil o ataque dos nossos inimigos.

Há muitas formas de lutar. E certamente a melhor é aquela na qual lutamos sem nos cansarmos e ainda fortalecemos os valores que queremos defender!

 

 

Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra 

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments