Chega a meus ouvidos uma estória muita engraçada e estranha. Alguns podem até achar que não, que é exagero meu; mas, para quem está acostumado a ler os grandes clássicos da literatura universal, como eu estou, saber que a mulher de Moro fechou contrato com uma editora para escrever um livro sobre os bastidores da política, enquanto seu desleal marido era o ministro da Justiça e Segurança Pública, chega mesmo a ser hilário.

Não é bacana saber que o Ministério da JUSTIÇA E SEGURANÇA PÚBLICA tenha os seus segredos revelados a uma total estranha aos trabalhos de alta prioridade desenvolvidos por aquela Pasta? Ninguém acha total discrepância a falta de zelo pela coisa pública exposta em meios de comunicação do submundo? Pensem no que seria dos serviços secretos se as esposas de seus membros, ou eles próprios, começassem a escrever livros sobre os segredos de Estado de seu país.

Eu não gosto desta frase: “Isso é só no Brasil, mesmo!”, mas sou obrigado a usá-la aqui. O que essa sem noção pensa que está vendendo a essa editora, pelo visto, também nada confiável? Um romance policial no estilo de Arthur Conan Doyle, autor de Sherlock Holmes? Bom, se for ficção científica imaginada naquela cabecinha oca, tudo bem. Tolo de quem comprar mais essa porcaria. Mas o dinheiro não será o meu.

Agora, se o Estado brasileiro permitir que seus segredos sejam revelados, a bel prazer, por um livro de quinta categoria, por um de seus ministros que achou por bem dividi-los com sua mulher, e juntos, ganharem dinheiro vendendo o que não lhes pertence, eu jogo a toalha e desisto do meu amado e sofrido Brasil.

É inacreditável como uma porcentagem extremamente alta de ocupantes de cargos públicos se acham os donos desses cargos, das instituições; e até mesmo podem vender o que lhes foi confiado, quando da ocupação do cargo. Isso acontece em todos os Poderes, infelizmente, mas é gritante o quanto Dallagnol e Moro usaram e abusaram, usam e abusam, do que lhes foi e é propiciado pelos cargos que ocuparam e ocupam. Sem o menor pudor, usam suas imagens, que SOMENTE foram conseguidas pela projeção da Lava Jato, e esta nem parece ser o símbolo de justiça que imaginávamos, para fins exclusivamente pessoais.

Vendem palestras, cursos, livros de esposas como se fosse algo totalmente aceitável. Ninguém fala nada a respeito, pelo contrário, está tudo bem, eles são “heróis”, eles podem vender até sentenças. Herói pode! E, como se fosse pouco, teremos agora esse “livro”, para manchar de vez o serviço público, o Brasil e sua literatura, que já foi presenteada por grandes nomes como Érico Veríssimo, Machado de Assis, Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector, Cecília Meireles…

Já que vivemos em um país do oba-oba em que tudo é permitido, então, em breve teremos mais um lixo vendido como livro nas estantes das livrarias. Uma lástima, mas não será a primeira porcaria da literatura; nem a última, enquanto houver público para esse tipo de drogas. E muito se ilude quem pensa que as drogas pesadas são proibidas. Cabe a nós ficarmos longe delas.

Para aqueles apreciadores do mundo maravilhoso da boa literatura, a verdadeira fonte de conhecimento e inspiração, deixo um conselho de conduta de Robert Louis Stevenson, autor do best seller “O médico e o monstro: o estranho caso do Dr. Jekyll e o Sr. Hyde”: todos podemos fazer nossas escolhas entre o bem e o mal, mas cada um arcará com as consequências delas.

Gogol, para Vida destra, 9/5/2020.

Gogol
Últimos posts por Gogol (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
21 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Antonio de Santa Ritta
Luiz Antonio de Santa Ritta(@luiz-antonio-santa-ritta)
1 ano atrás

Gogol não entendo que Rosângela Moro esteja para escrever algo sobre os bastidores da política. É mais provável achincalhar as esposas de Ministros por não terem a última bolsa da moda. Naquela soberba que é toda peculiar.

noah
noah
1 ano atrás

Nunca enxerguei no ex-Juiz Moro um herói exclusivo, e sim alguém que estava no Judiciário, como Juiz Federal, e que normalmente os Juízes Federais são muito bem preparados. Aquela vitória da Lava-Jato era da Instituição MP e Justiça Federal, e não exclusividade dele. De fato a grande mídia com seu assédio tornou Moro e o Marcelo Bretas alvos de suas garras. E eles foram inconsequentes. Quem aconselhou o Presidente a convidá-lo prestou um desserviço à nação, pois colocou em xeque a Lava-Jato. Desde o início sabia que suspeição e anulação de sentença seriam pedidos. Vamos ver o que o STF… Read more »

Moisés
Moisés(@junimosart)
1 ano atrás

Perfeito!!!!

noah
noah
1 ano atrás

Não é possível que não haja previsão legal que proteja a nação desse tipo de conduta antiética. Ou nossos legisladores de fato são muito incompetentes, ou os juristas que exercem cargos na administração pública com atribuições de proteger segredos de estado não são capazes de fazer.

Mava
Mava
1 ano atrás

Wow, desesperante realmente.

Eliane Marins
Eliane Marins(@ranchorepublicacdr)
1 ano atrás

Quando vi o filme da lava jato, estranhei que o juiz não fosse o protagonista. De fato, a lava jato não partiu do juiz e sim do MP e da PF. Criamos um herói sem nunca ter sido. Com a popularidade negativa que ele tem agora… mais um para ficar mofando nas prateleiras. Se houver vazamentos… que sejam investigados.

João Fontebasso
João Fontebasso
1 ano atrás

A VISÃO GLOBALISTA DESTES CRETINOS TENTA CONSTRUIR A VISÃO DA ELITE GLOBAL …
DESTRUIR , MANIPULAR, MATAR E MENTIR DESCARADAMENTE …

Angelo Crosara Neto
Angelo Crosara Neto
1 ano atrás

Quanto a traidores da Pátria, devem ser jogados numa cadeia e esquecidos!!!!

Quanto a escolhas e conseqüências, temos também, da Bíblia Sagrada, “Diante de ti estão a água e o fogo, a vida e a morte, sobre o que lançares mão, isso lhe será dado!!!”

Jamylly
Jamylly
1 ano atrás

Crime sério contra segurança nacional. Mas a justiça é ???

Livio Oliveira
Livio Oliveira(@livio-oliveira)
1 ano atrás

Gogol, parabéns pelo artigo! Mais uma vez, como dizia o Stanislaw Ponte Preta, o FEBEAPÁ assola o país. Essa senhora é uma deslumbrada com poder e dinheiro. Quanta futilidade em uma só pessoa!

Livio Oliveira
Livio Oliveira(@livio-oliveira)
Reply to  Gogol
1 ano atrás

Amém! Que Deus nos livre e guarde de todo o mal!