Prezados leitores:

Trazemos até vocês mais um excelente artigo do nosso parceiro de conteúdo, o site Ser Conservador. Apreciem!

 

A Origem do Conservadorismo Brasileiro – Parte 1   

 

Por Lucas Valandro de Carvalho                                                                                      @LcCarvalho_99

 

Prezados (as) leitores (as), este artigo tratará das raízes do conservadorismo brasileiro, ou seja, sua história e sobre o que move os valores conservadores, por exemplo, a família, cultura, economia, política e também na questão religiosa que predomina em nosso país. Todavia, o foco deste artigo é explanar sobre as origens da nação portuguesa, que resultou nas origens dos valores brasileiros, após a independência, proclamada por Dom Pedro I. Em suma, entendermos o que ocorreu antes e o que foi transmitido para a cultura brasileira, que nós mesmos começamos a desenvolver, como um exemplo, as obras de João Camilo Oliveira Torres, Manuel Oliveira Lima, e dentre outros historiadores importantes que se empenharam a desvendar a história e a cultura do Brasil, para entender seus costumes, sua politica, sua economia e sua literatura. Desejo-lhes uma ótima leitura, sobre a primeira parte, sobre a origem dos valores conservadores do Brasil.

Adendo: o artigo será extenso, dividido por vários subtítulos para que haja o máximo de compreensão sobre o tema, a origem dos ideais conservadores presentes em nós, brasileiros. O foco deste artigo é também transparecer alguns pontos que, como de costume do outro espectro político [esquerda (comunistas, socialistas utopistas, marxistas, leninistas, maoístas, stalinistas, gramscistas, liberais-sociais, sociais-democratas, militância genérica dos lgbt sei lá o que) que deturpa, busca corromper estes valores milenares que formam o ocidente latino] que constantemente, por meio dos veículos de mídia, maioria nas universidades e meios de entretenimento, passa às massas populares (desinformadas) a imagem de que o homem conservador é um bárbaro retrógrado, preso ao passado e dentre outros adjetivos que não compensam ser descritos. Pois bem, é o que tenho para adicionar […]

A Fonte Primária, onde surgiram os valores conservadores do Brasil?

Os valores culturais, políticos e filosóficos do conservadorismo brasileiro, surgiram com base na filosofia e política de Aristóteles, a parte cultural, o seio de origem é Roma. A cultura latina surge especificamente com a fundação do Império Romano, que no decorrer de sua construção, anexou e assimilou diversas culturas, desde a Europa Central, Oriental, Ocidental, Ásia menor, Oriente-Médio e o norte da África. De forma especifica, na história de Roma, tiveram imperadores Íberos, como Marcus Aurelius (também filósofo). A partir do século I, o Império sofreu diversas crises políticas, que acarretaram em corrupção, traição e também uma Guerra Civil, como o confronto de Júlio Cesar e Pompeu; contudo, a cultura cristã, começava a tomar forma, com a igreja de Cristo começando a erguer sua influencia religiosa na cultura romana, por parte dos apóstolos de Jesus. A Igreja estava ganhando estrutura, com os adventos nos séculos seguintes, após um processo lento, decorrente do desmantelamento das áreas conquistadas, principalmente no lado Oriental do Império. Mas para ter um entendimento, necessitará um resumo sobre a origem, ascensão e queda do Império Romano do Oriente (o Império Romano foi divido no século IV d.C. e o lado oriental fundou uma nova cede, na cidade grega de Bizâncio, onde por homenagem ao primeiro Imperador do Ocidente, Constantino, deram o nome de Constantinopla).

O Surgimento dos povos cristãos na Península Ibérica, após a queda de Roma.

No final do século IV, a região Ibérica, formada atualmente por Espanha e Portugal, era apenas uma colônia romana, que sofreu a influência das diversas crises e invasões dos povos germânicos, eslavos e das regiões da Ásia, como os Vândalos e Hunos, e da Europa Central, como os Visigodos, Ostrogodos e Godos, que se espalharam por toda a Europa. Um grupo especifico conquistou a Península Ibérica, os chamados Suevos e Visigodos e, com a miscigenação e assimilação de ambas as culturas, nasce um dos primeiros povoados iberos, chamado de Galécia, criada ao norte de Portugal. A partir do século III, o Cristianismo se difundiu em toda a Hispânia; na segunda metade do século IV,  a pedido dos romanos, os Visigodos foram à Península, no norte de Portugal/Espanha, para expulsar os invasores Vândalos daquela área. Contudo, após a expulsão, os Visigodos decidiram ficar naquela região.

Cristianismo, o Principal Pilar da Cultura Lusitana.

O conservadorismo brasileiro é entrelaçado com a origem de Portugal, ou seja, desde que a região se tornou independente de Roma, antes de seu trágico declínio e fragmentação ocorrida no século IV. Os Visigodos cristãos puderam se estabelecer na Península Ibérica, e assim criar uma civilização baseada nos princípios e valores cristãos, inclusive pela  influência da conversão religiosa, feita pelo Imperador Constantino, que possibilitou a existência da Igreja Católica e as outras vertentes criadas do Cristianismo; e o fim das sucessivas perseguições feitas pelos Imperadores anteriores, de Nero a Diocleciano, por exemplo; os Visigodos converteram-se e começaram a aderir à fé da Igreja cristã, mesmo com a rixa existente contra a Igreja católica, porque naquele tempo os reis visigodos eram cristãos arianos que eram convertidos ao cristianismo niceno. A Igreja Católica exerceu uma influencia determinante que, após anos de assimilação cultural, provocou o declínio dos povos hispânicos, lusitanos e romanos. A influencia gótica, porém, está nos Códigos Visigóticos, que inclusive eram a base do Direito espanhol, durante a Idade Média. Em suma, a construção dos ideais cristãos dos portugueses, deve-se a este período de conquistas e reconquistas na Idade Antiga Tardia pois, sem estes acontecimentos, não existiria sequer a influencia para existir os reinos espanhóis. Com a emancipação do Condado de Portucale, por ventura, no ano de 1092, nasce o Reino de Portugal.

Adendo: Os Visigodos ocuparam a antiga cidade portuguesa de Bracara (atualmente, conhecida como Braga), na região das Astúrias, onde derrotaram os Suevos. Todavia, na Idade Média, esta região foi onde o Condado de Portucale emancipou-se do Reino de Leão.

Conclusão

Foi preciso resumir a história do Império Romano, na Idade Antiga Tardia, posteriormente a sua queda e o inicio da Idade Média, para que assim possa ser descrito os acontecimentos pregressos sobre a formação de Portugal. Séculos após os respectivos acontecimentos, por influência histórica, filosófica, teológica e política, os valores que resultaram na criação e independência do Brasil estão presentes neste epicentro, ou seja, é necessário meticulosidade sobre o tema, A Origem do Conservadorismo Brasileiro. Grandes líderes surgiram para guiar a pátria que fundou o nosso país, e que oito séculos depois da sua própria emancipação o viu tornar-se independente, no ano de 1822, para seguir seu próprio caminho. Esta é a primeira parte, pois ainda falta abordar Santo Agostinho, Santo Ambrósio, a fundação da nação Portuguesa, dentre outras fases até chegar à era ultramarina. Muito há de se explorar para que assim, seja disseminado o conhecimento sobre as origens culturais do Brasil.

 

 

Ser Conservador para o Vida Destra, 01/03/2021.                                                  Visitem o nosso site: serconservador.com.br                                                          Sigam-nos no Twitter: @conservador_ser

 

As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]

 

Ser Conservador
Acompanhe me
Últimos posts por Ser Conservador (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
ROGERIO G LEMOS
ROGERIO G LEMOS
1 ano atrás

Este tem domínio do assunto! Muito bom, ansioso as próximas partes.!!!!!