Só poderemos ter a verdadeira FÉ em Deus e em Nosso Senhor Jesus, se mantivermos a fé em nós mesmos!

 

“Com a felicidade dos justos, exulta a cidade; com a perdição dos ímpios solta brados de alegria” (Prov 11, 10)

 

No dia 6 de maio, houve uma operação policial na comunidade do Jacarezinho, na cidade do Rio de Janeiro, do qual fiz esta postagem no Twitter:

Na manhã seguinte esse número fatal aumentara para 28 e, na ocasião, fiz nova postagem:

Esta postagem teve mais de 2,5 mil curtidas, mas tão logo fiz esta postagem e começaram os comentários, me ocorreu um pensamento.

A postagem, que já era um pouco dúbia teve 218 comentários, das quais, tirando minhas respostas, eram de felicidades e dando parabéns à polícia. 

O meu pensamento foi expresso em uma resposta dada a amiga Juca, que perguntou o seguinte:

Respondi:

Realmente penso ser infeliz a nação que tenha que comemorar a morte de um ser humano e, mais infeliz ainda, Nosso Senhor ao ver onde chegou a humanidade!

Lembrem-se das palavras de Jesus ao Nosso Senhor, ao ser crucificado:

“Chegados que foram ao lugar chamado Calvário, ali o crucificaram, como também os ladrões, um à direita e outro à esquerda. 

E Jesus dizia: “Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem”. Eles dividiram as suas vestes e as sortearam.” (Lc 23, 33-34 – Grifei)

Mas será que isso demostra nossa falta de FÉ e nossa falta de humanidade?

Será que nos tornamos seres sem sentimentos?

Aonde terão ido os ensinamentos de Jesus quando nos disse:  

Dou-vos um novo mandamento: Amai-vos uns aos outros. Como eu vos tenho amado, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.” (Jo 13,34, grifei)?

Porém, eu entendo todas as reações – incluindo aí a minha própria – pois é difícil cumprir ao ensinamento de Jesus a Pedro, quando este perguntou quantas vezes deve perdoar e recebeu como resposta: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.” (Mt 18,22) (Grifei)

Quando esse perdão deve ser dado sobre o pecado de tantas vidas tiradas e famílias destruídas, como nos 43.892 assassinatos no último ano?

Na verdade, não perdemos nossa FÉ em Cristo, nem tão pouco em Deus!

De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.” (Rui Barbosa)

Na verdade, acabamos por perder a FÉ na própria humanidade!

 

 

 

Adilson Veiga, para Vida Destra, 18/05/2021.
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @ajveiga2 e no Parler @AJVeiga

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Adilson Veiga
Acompanhe me
Últimos posts por Adilson Veiga (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Alvaro
Alvaro
6 meses atrás

A Fé está se perdendo porque os maus, de caráter e espírito, tem se sobressaído em defesa da minoria que atormenta a vida do cidadão de bem fazendo que sua crença e Fé seja abalada por não terem sua defesa pelos que deveriam ser os primeiros a cobrar.

FABIO PAGGIARO
FABIO PAGGIARO(@fabio-paggiaro)
6 meses atrás

Quando CPF de marginais são cancelados, comemoramos a salvação de inocentes que criminosos iriam matar ou acabar com suas vidas. A eliminação de facínoras é legítima defesa preventiva. Excelentes e oportunas colocações, Veiga. Parabéns.