Aos poucos as pautas progressistas estão avançando.

Após a mania iniciada nos Estados Unidos, com atletas se ajoelhando em protesto contra o racismo.

Após a Seleção Brasileira de futebol criar caso para jogar a Copa América no Brasil, sem motivos concretos.

Após a seleção húngara ser hostilizada nas partidas da Eurocopa, por conta de medidas adotadas pelo seu governo, para proteger as crianças e adolescentes.

Agora a militância ideológica que invadiu há tempos a seara esportiva pretende dar mais um passo, com os times de futebol mudando as suas cores tradicionais, em defesa da pauta LGBT, como fez o Vasco da Gama, ao colocar a Cruz de Malta, símbolo de suas origens lusitanas, sobre a bandeira do arco-íris, símbolo do movimento LGBT.

Ninguém é contra o combate ao racismo, ou contra a defesa de direitos de TODAS as pessoas. Apenas acreditamos que o esporte não deve se contaminar com pautas ideológicas, que mais causam divisão, do que união.

Por causa de alguns, uma imensa maioria acaba silenciada, vendo os seus valores pessoais sendo vilipendiados sem o direito à reação. Isto de forma alguma pode ser considerado um avanço, ou algo positivo!

Somos contra a ideologização dos esportes!

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd e no Canal do Telegram : https://t.me/EsportesVD

Sigam
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Alvaro
Alvaro
6 meses atrás

Acredito que o respeito é superior a qualquer coisa e utilizar o esporte para se apropriar de uma cultura, seja de minoria ou maioria, é querer tornar obrigatório um pensamento e excluindo uma decisão pessoal.

Ronaldo Tavares
Ronaldo Tavares
6 meses atrás

Excelente!!!