Por Francisco Roque do Nascimento                                                                                @fcoroque15

 

São Paulo x Fortaleza – Copa do Brasil

Quartas de Final

 

Em noite que pareceria ser de show de Rigoni, o São Paulo decepciona, e e permite o empate do Fortaleza ofuscando o show do hermano!

 

O tricolor chegou para o primeiro jogo das quartas de finais da Copa do Brasil, diante do Fortaleza, com um time bastante competitivo, pois como desejava a torcida, finalmente o Benítez veio como titular.

Crespo levou a campo uma formação das mais fortes possíveis durante o ano:

Miranda, Bruno Alves e Leo na zaga; Reinaldo na lateral esquerda; Nestor, Benítez, Luan no meio e no ataque Rigoni e Pablo, completando o time o Daniel Alves na lateral Direita e Volpi no Gol, sendo ausência na titularidade Luciano (opção do técnico) e Arboleda (machucado).

A noite prometia um jogo bastante movimentado, e assim, iniciou-se o primeiro tempo: onde vimos um Fortaleza inicialmente superior que sufocou a saída de bola do São Paulo forçando o mesmo a incorrer em erros, o que quase provou o primeiro gol do Fortaleza numa bola que acertou a trave, chutada por Wellington Paulista.

O São Paulo acordou e criou duas chances claras de gol, uma com o Rigoni e outra com Daniel Alves – ambas o goleiro do Fortaleza se transformou numa muralha e impediu que o São Paulo abrisse o placar!

Mesmo as duas equipes buscando fortemente abrir o placar, num jogo movimentado e corrido para ambas, o placar não passou do 0x0 no primeiro tempo.

Os dois times voltaram para a segunda etapa, o São Paulo fez duas modificações, entrando Sara e Liziero nos lugares de Benítez e Nestor, e com isso passou a  pressionar mais a saída de bola do Fortaleza; em uma decida do Reinaldo, ele faz grande lançamento cruzando para Rigoni que se desvencilha de dois marcadores e chuta no canto esquerdo do goleiro do Fortaleza para abrir o placar – 1×0 São Paulo.

O Fortaleza mesmo sofrendo o gol não desiste e continua a pressionar o São Paulo em seu campo de defesa, e numa perca de bola do Romarinho para o Liziero, que acerta em seguida um lindo passo para o Rigoni partir em direção ao gol e marcar o segundo do São Paulo na partida.

O resultado parecia decidido, porém o Fortaleza continuava a incomodar, e num lançamento para o meio da área entre os marcadores do São Paulo, Volpi sai mal e falha, sobrando a bola para Picachu fazer o primeiro do Fortaleza aos 84 minutos da partida.

E o que parecia impossível, aconteceu mais uma vez com o time paulista, em um descuido de marcação, o Fortaleza consegue alçar a bola na pequena área, que encontra o Romarinho mal marcado, conseguindo de cabeça marcar o gol de empate dos cearenses nos acréscimos, findando assim a partida em 2×2 – resultado que serve como start de alerta para Crespo trabalhar mais o lado emocional do time, pois é inconcebível que um time esteja vencendo por 2 gols de diferença e permita o empate no intervalo inferior a 10 minutos!

Que a desatenção sirva de lição, e que no jogo de volta a concentração e vontade de vencer seja maior por parte de todos os jogadores do São Paulo, se assim quiserem seguir em frente na competição!

 

*Francisco Roque é mais um brasileiro apaixonado por futebol e torcedor fervoroso do São Paulo FC.

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd e no Canal do Telegram : https://t.me/EsportesVD

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra Esportes. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Sigam
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments