É de conhecimento de todos que acompanham os últimos acontecimentos no mundo que a pandemia da Covid-19 caiu, como uma luva, para os habitantes do subsolo. Sim, aqueles que fedem a enxofre.

Alguns pesquisadores estão inclinados a acreditar que tal vírus do mal foi fabricado sob medida, para, talvez quem sabe, causar um estrago considerável nas economias dos países ocidentais.

Não acredito, nem desacredito, mas, produzido para fins diabólicos ou não, aqui esse vírus se tornou o queridinho dos oportunistas (mídia podre, políticos podres, parasitas podres, idiota útil podre e demais podres).

A mídia maldita, que já tinha surtado há muito tempo, entrou em um estado psicodélico, não atina com mais nada. Joga absurdos e mais absurdos em suas páginas, e seja o que Deus quiser. Na mesma linha, em que até o ridículo fica vermelho e envergonhado, os políticos do time corrupto, que o povo já jogou para escanteio e não suporta mais ver-lhes a cara, gravam vídeos afirmando as maiores insanidades, como se suas palavras tivessem algum crédito ou produzissem algum efeito.

Será que essas cabeças de balão imaginam que a maioria da população brasileira é formada por esses oriundos do esgoto que ficam surrando panelas? Aliás, sobre esse povo das panelas vale a pena registrar que, com as vitórias acumuladas por este governo sob o comando de Jair Bolsonaro, eles terão que separar uma graninha extra para comprar mais panelas, talvez tirar um pouco do orçamento destinado às drogas, sei lá. Se bem que isso deve ser uma decisão difícil para eles, melhor tirar do leite das crianças.

O que sei é que nada que o inferno intenta contra o presidente dá certo. No começo eles ficam alegres, pensam: “Agora, vai!”. Mas pouco tempo depois tudo vai por água e sabão abaixo. Para nós, conservadores, nada melhor, mas já estou ficando com peninha dos diabinhos. Não sobra nada de seus planos malignos, pelo contrário, parece até que fortalece o outro lado.

O que resta a essa corja? Rezar? Não, o diabo não gosta de reza. Fazer cara de pidona gulosa e mandar recadinhos ao presidente para fumar cachimbo da “paz”? Não, parece que o Bolsonaro não fuma. Anular compras indecentes de lagostas e vinhos? Não, o povo já viu e registrou a intenção funesta. Fazer pronunciamento roubando a ideia alheia para se dizer o pai da cura promissora? Não, as mídias sociais registram tudo e jogam tudo no ar, não dão colher de chá a mentirosos compulsivos. Bater panelas, então? Deixarei esta para os meus amigos leitores responderem.

 

Gogol, para Vida Destra, 10/04/2.020.

Atualmente sem redes sociais, fique a vontade para responder e  interagir com o autor nos comentários do artigo.

Gogol
Últimos posts por Gogol (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Wilmont Jaber
Wilmont Jaber
1 ano atrás

Está com peninha da esquerda? Eu não. Parabéns pelo artigo. Recomendo.

Angelo Lorenzo
Angelo Lorenzo(@angelo)
1 ano atrás

Texto certeiro e apropriado para o Sábado de aleluia, dia de malhar “os judas”, Gogol!
Aos da turma do contra (esquerda, isentões e centrão) resta “fechar a tampa do caixão”.
Lembrando que zumbis não morrem e podem abrir a tampa a qualquer momento.
Mas, por hora, é o que deviam fazer.
E para nós, a eterna vigilância.

Luiz Antonio de Santa Ritta
Luiz Antonio de Santa Ritta(@luiz-antonio-santa-ritta)
1 ano atrás

Hoje como não assisto o JN falam uns e outros que houve bateção de panelas, mas já soube por malfadadas línguas que são caixas de som a reproduzir. Nem pra isso, a esquerdalha tem. As batatas chamuscaram nas panelas fétidas.

Deise Maria Di Lascio Pestana
1 ano atrás

Excelente matéria! Graças a Deus,todos planos que armam, vão por água a baixo. e assim,será em tudo que armarem.Eu,acredito!

Djalma Pateta
Djalma Pateta(@jdjalma)
1 ano atrás

Rumo a reeleição em 2022. Não esqueçamos das municipais… Acredito que os eleitores conseguiram ver os “velhos políticos” derrubando suas máscaras e mostrando o verdadeiro retrado de ditadores e tiranetes. Aguardem o gado votar… Boa sorte aos opositores…

Nunes
Nunes(@nunes)
Admin
1 ano atrás

Tema veio em boa hora!

Celso Corrêa Santos
Celso Corrêa Santos(@celsocorreasantos)
1 ano atrás

Sempre muito bom. Até o próximo artigo.

Maria do Carmo Silvinho Matias
Maria do Carmo Silvinho Matias
1 ano atrás

Certeiro

JMB
JMB
Reply to  Maria do Carmo Silvinho Matias
1 ano atrás

Realmente

JMB
JMB
1 ano atrás

Nunca é demais lembrar o peso e o significado destes problemas, uma vez que a percepção das dificuldades maximiza as possibilidades por conta do retorno esperado a longo prazo.

joao alves
joao alves
1 ano atrás

O que temos que ter sempre em mente é que a hegemonia do ambiente político talvez venha a ressaltar a relatividade do levantamento das variáveis envolvidas.

Jorge Paolilo
Jorge Paolilo
1 ano atrás

Evidentemente, a adoção de políticas descentralizadoras pode nos levar a considerar a reestruturação dos procedimentos normalmente adotados.

jorge paolilo
jorge paolilo
1 ano atrás

O que temos que ter sempre em mente é que o fenômeno da Internet desafia a capacidade de equalização dos procedimentos normalmente adotados.

michael euler
michael euler
1 ano atrás

mas pensando mais a longo prazo, o acompanhamento das preferências de consumo possibilita uma melhor visão global das formas de ação.

Marcio Capota
Marcio Capota
1 ano atrás

É importante questionar o quanto o início da atividade geral de formação de atitudes assume importantes posições!

Carlos Stalio
Carlos Stalio
1 ano atrás

O dualismo inegável de numerosos pontos evidencia o quanto o monismo confuso característico de algumas vertentes contemporâneas criaria um conflito no interior das três instâncias de oposição centrais.

Shirley stephain
Shirley stephain
1 ano atrás

LINDO TEXTO! arrasaram como sempre!