Começo esse texto contando a história de um condomínio de apartamentos, localizado em um dos lugares mais cobiçados do mundo. Tudo andava bem, até que um morador do prédio começou a se destacar dos demais e foi tido como um líder pelos seus vizinhos. Foi quando alguns arruaceiros começaram a ser denunciados.

De onde isso começou? Ninguém sabe. Quando se vive em um espaço onde um quer ser mais esperto que o outro, não se vê solução a curto prazo. Quiçá a médio. Mas, a princípio, se tenta resolver a coisa no diálogo. Isso, claro, quando o outro lado estiver com essa disposição.

No caso do nosso condomínio, chamado Terra Brasilis, não há a menor dúvida de que existem pessoas com pensamentos diferentes. E é até bom que exista, já que é válido termos várias opiniões, mesmo que divergentes. Problema é quando você morador,  quer jogar dentro das regras do condomínio, mas o síndico decide que o que vale é a vontade dele – e do conselho de administração. Mesmo que isso fira as regras de convivência.

O pior é que, pra isso, o síndico resolve extrapolar e dar as suas próprias interpretações ao que está escrito no estatuto. E punindo quem discorda de suas decisões. Até mesmo com prisão.

Bom, vale lembrar que, além do síndico, outros moradores acabam corroborando com suas sandices; deixando, inclusive, as situações fugirem do controle. Já há algum tempo, o morador citado no início desse texto – e muito respeitado – tenta de todas as formas, colocar “ordem na casa”. Mesmo sabendo que a maioria esmagadora dos condôminos o apoia, ele ainda não saiu do discurso – enquanto vê o circo pegar fogo.

Quando os discursos vão acabar? Eis aí outra pergunta sem resposta. Porém, o pessoal já autorizou ao morador que ele tome as devidas providências, antes que seja tarde demais.

(Qualquer semelhança com a realidade do nosso quintal NÃO é mera coincidência).

“Não há liberdade sem rebeldia”. (Magaiver W.)

 

 

Lucia Maroni, para Vida Destra, 27/08/2021.                                                              Sigam-me no Twitter, vamos debater o tema! @rosadenovembroo

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Acompanhe me
Últimos posts por Lúcia Maroni (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments