O Presidente entrou com pedido no STF  de modo a impedir o tribunal de abrir inquérito “de ofício”, ou seja, por iniciativa própria — sem pedido do Ministério Público Federal.

Ato contínuo, deu entrada também no pedido de impeachment do ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes no Senado.

Vi muitos levantando a hashtag #AceitaPacheco, como se houvesse alguma hipótese de acontecer, mas infelizmente ao contrário da ciência do Barroso — ou seria anticiência? — é tão certo como 2 + 2 = 4, que os dois pedidos sejam rejeitados, ou melhor, engavetados.

O fato é que:

Primeiro, é inaceitável o que estamos vivendo hoje;

Segundo, o presidente sabe que realmente corre perigo nas eleições de 2022;

Terceiro, o Brasil já é um país difícil de administrar: extensão, povo e problemas de sobra, ainda com uma oposição ferrenha e destrutiva, e um judiciário ativista;

Quarto, tem uma base aliada que muito pouco ajuda, acaba assim, apanhando diariamente da oposição e do judiciário!

Estamos há mais de ano sendo privados de nossa liberdade, nosso direito de ir e vir e de trabalhar, e nenhum deputado ou senador da base, entrou com ação contra tal barbárie, a não ser ficar no Twitter falando sobre ataques ao Estado Democrático de Direito!

Só estão preocupados em causar no Twitter, e nas eleições de 2022, ao ponto de Bia Kicis e Filipe Barros, autora e relator da PEC 135/19 — voto impresso — não terem se manifestado sobre o ocorrido na votação plenária da PEC — e o sumiço de 50 votos.

Não houve recurso na Câmara, pedido de cancelamento e/ou adiamento da votação plenária, procedimento que daria mais tempo para trabalhar a PEC, e conseguir mais votos favoráveis e sua aprovação.

Mas, não houve nada, a não ser para surpresa de ninguém, post no Twitter!

Infelizmente esta omissão da base aliada, faz com que o Presidente tenha que tomar iniciativas — desgastando sua imagem quando, na verdade, esse seria o trabalho de sua base aliada — porque qualquer atitude que venha a tomar no futuro, precisará estar respaldada no fato que tentou todas as vias legais foram esgotadas — mostrando que jogou nas 4 linhas!

Ele, Presidente, sabe mais do que ninguém, o quê precisa ser feito — já deu várias dicas à base e ao povo — mas infelizmente, a base não ajuda, ao ponto de queimar até aliados — como o PGR Augusto Aras, alvo de ação da oposição por prevaricação no STF.

O 7 de setembro está chegando, é hora de fazermos valer a nossa VOZ em auxílio aquele que enfrenta diariamente  o sistema por nós!

Nada de violência, nada de pedidos antidemocráticos!

Basta simplesmente darmos as mãos, e cercarmos aqueles  que precisam ouvir a nossa voz!

Para ilustrar o que digo, só imagine este dialogo:

Povo há uma semana sentado em volta do congresso, ninguém entra nem sai, o presidente da casa liga para o Ministro da defesa:

-Precisamos das FFAA para manter a ordem!

Min da defesa:  -Sim, Senhor!

Ao Chegarem as FFAA, os soldados, como povo que são, sentam com o povo. 

Game Over!

Não é difícil perceber, que hoje, temos um presidente, uma FFAA e uma polícia, que estão ao lado do povo, então, penso ser esta a mensagem passada diariamente pelo Presidente!

É hora de gritarmos por nossa liberdade, dia 7 tem que ser gigante! 

#Dia07VaiSerGIGANTE

 

 

Adilson Veiga, para Vida Destra, 24/08/2021.
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @ajveiga2 e no GETTR @ajveiga2

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Adilson Veiga
Acompanhe me
Últimos posts por Adilson Veiga (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Alvaro
Alvaro
10 meses atrás

Tem que ser rápido senão a bagunça é instalada.