O Ministro Barroso quer implementar nas eleições de 2022 de forma gradual, a votação por celular, tablet ou por sites, através do computador. Com a desculpa de baratear o processo e custo da eleição digital brasileira e evitar as complexidades com os processos de licitações a cada dois anos. Barroso é o atual presidente do TSE; Fachin e Alexandre de Morais serão os próximos.

Um Ministro que acredita na lisura das eleições e urnas brasileiras, e também acredita na lisura das eleições americanas, mesmo com todas as fraudes expostas (software dando votos, mortos votando, cédulas duplicadas) nas mídias sociais, mídias independentes ou não, mostram claramente que o respectivo Ministro vive em uma bolha, ou não tem o “conhecimento” ou “caráter” suficiente.

Recentemente ataques hackers ocorreram à sistemas do STJ, Ministério da Saúde e da Secretaria do Governo do Distrito Federal (GDF). E para piorar, o TSE também foi invadido e com isso, 28 bancos de dados com senhas e informações críticas (mais de 2500 senhas e dados) foram acessados. Fato que foi negado inicialmente, mas como o grupo hacker postou as provas das invasões na DarkWeb, o TSE reconheceu a invasão mas não sabe apurar quando ocorreu a  mesma.

Neste domingo (15 de Novembro), o sistema de e-título estava completamente instável e sobrecarregado, gerando vários erros no aplicativo e vários memes nas redes sociais.

Você realmente crê na lisura de uma instituição que sempre tenta esconder informações? A quem eles querem enganar? A apuração dos resultados é sigilosa e centralizada no TSE, sem parciais e sem possibilidade de auditoria, além da demora da divulgação e da apuração dos resultados para a população em geral.

Depois dos fatos acima explicitados, é de se observar como o establishment mundial deu all-in no mundo civilizado do Ocidente, está mais do que provado que 2020 é a “preparação de terreno” para 2022:

  • pandemia chinesa
  • liberdades individuais restritas
  • prisões arbitrárias e inconstitucionais
  • fraudes eleitorais
  • censuras nas redes sociais
  • amordaçamento fascista via Sleeping Giants e empresas fundo de quintal fact checking,
  • baderneiros como Black Lives Matter
  • geração de  mimizentos.

Todos sabem que em 2018, Bolsonaro deveria levar o pleito no primeiro turno, pelo andar da carruagem, não ficará nem em terceiro com esse sistema eleitoral fajuto em 2022.

Que Deus livre o Ocidente!

 

Nunes, para Vida Destra, 16/11/2020
Vamos discutir o Tema. Sigam os perfis do Vida Destra no Twitter @vidadestra e o reserva @VidaDestra_Sup

Avatar
Acompanhe me
Últimos posts por Nunes (exibir todos)
Amigos e leitores, pessoas físicas/jurídicas! Colaborem com a Revista @vidadestra sem tirar dinheiro do seu bolso. Baixe o app LunesPay e ganhe 25 pontos de vantagens. Seremos remunerados por cada download a partir do nosso link. Contamos com a direita! https://bit.ly/BaixeLunesPay-0
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Sander Souza
Editor
7 dias atrás

Parabéns pelo excelente artigo!
Lido e compartilhado!

Luiz Antonio
7 dias atrás

O Ocidente só escapa se Trump ganhar as eleições, pq os socialistas vão tomar o Brasil, c/sinais do PSOL no 2o. Turno em POA e SP. Entendo q urge a aprovação da PEC 135/2019,voto impresso. Centralização de totalização dá o que dá, imagina celular.