Estamos a um ano das convenções partidárias de 2022. Lula foi solto da cadeia, inocentado dos seus crimes e tornado “elegível” pela pseudo-justiça aparelhada. Para completar o golpe, o “sistema” insiste em rechaçar a contagem pública dos votos. Não há dúvidas do que está em curso.

Os conservadores deste país precisam compreender as recentes instruções e alertas do Presidente da República: “Um homem sozinho não consegue mudar o Brasil“. “Meu exército é o povo”. Bolsonaro não faz parte do sistema que destrói o país há anos. Ele só tem o povo. Ou seja…

Chegou a hora dos conservadores deste país tomarem consciência da responsabilidade que está confiada em suas mãos e superarem egos e vaidades, pela salvação da nação. O progressismo está com golpe em curso, engatilhado. Ou nos unimos, ou assistiremos a “venezualização” do Brasil.

O progressismo está organizado e nos ataca em diversas frentes: PL da maconha, contagem pública de votos, ideologia de gênero, censura das redes sociais. A nossa união é uma necessidade urgente, por isto, apoiamos a iniciativa da criação da Frente Parlamentar Mista Conservadora.

O agrupamento nacional Marcha da Família Cristã pela Liberdade convoca todas as instituições conservadoras do Brasil, e todos os influenciadores, a se unirem ao que chamamos de Foro Conservador.

Temos um missão: Um país a salvar, e temos pouco tempo pra isto! Deus acima de todos!

 

Coordenação Nacional da Marcha da Família Cristã pela Liberdade / Foro Conservador

 

Instagram: @marchadafamiliaoficial

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Alvaro
Alvaro
3 meses atrás

Temos pouco tempo para que não desmoralizem o nosso Brasil.
A liberdade só é sentida a falta quando não se tem mais, por isso deve ser preservada.

Elidiane Maiara Gonçalves Martins
Elidiane Maiara Gonçalves Martins
3 meses atrás

Qual é o problema com a contagem pública dos votos? Pergunta sincera.