Por Lucas Barboza                                                                              @BarbozaLucaas

 

Parece até uma lenda do esporte bretão, mas não, o futebol já parou uma guerra e o time que fez isso foi o Santos de Pelé.

Entre os anos de 1967 até 1970, ocorreu a Guerra do Biafra ou Guerra Civil Nigeriana, como queiram chamar. Mais precisamente no ano de 1969, o Santos iniciou uma série de jogos pelo continente africano, pois, junto com o Internacional, não participou da Copa Libertadores daquele ano, por divergências entre a extinta CBD e a Confederação Sul-americana.

Então, o Santos partiu para uma sequência de jogos na África que se revelaria histórica. As primeiras exibições ocorreram na República do Congo. Na ocasião, o Congo estava dividido em dois países em litígio, que não mantinham relações diplomáticas. O Santos se viu obrigado a jogar nos dois, em eventos marcados pela alegria dos africanos por ver Pelé.

Depois de passagens por Lagos, na Nigéria, e Lourenço Marques, em Moçambique, o clube foi convidado para retornar à Nigéria. Dessa vez, o jogo seria em Benin, cidade próxima à fronteira com a região separatista de Biafra, epicentro de uma sangrenta guerra civil.

O tenente-coronel Samuel Ogbemudia, governador da região, liberou a passagem pela ponte que ligava Benin à cidade de Sapele. Além disso, decretou feriado depois do meio-dia para que as pessoas pudessem assistir ao jogo. Cerca de 25 000 pessoas compareceram ao estádio naquele  4 de fevereiro. Pelé foi homenageado com flores. O jogo contra a Seleção do Meio Oeste terminou com a vitória santista por 2 a 1.

Para termos uma noção, eventos esportivos como Olimpíadas e Copa do Mundo não ocorreram por causa de guerras, claro que guardadas as devidas proporções, mas o futebol conseguiu parar uma, mesmo que momentaneamente, mas parou.

O esporte bretão nos proporciona momentos de alegrias, como em títulos, e tristezas, como em várias tragédias que já ocorreram. Ele nunca será apenas um esporte onde 22 homens correm atrás de uma bola! Neste exemplo sobre o qual escrevo, ele conseguiu parar uma guerra, quem fala que é só mais um esporte nunca sentiu uma emoção por conta do mesmo.

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd e no Canal do Telegram : https://t.me/EsportesVD

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra Esportes. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Sigam
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments