Até quando governadores e prefeitos acreditam que vão enganar o povo?

É fato que na verdade quem está se enganando são os próprios governadores e prefeitos que insistem em fechar tudo, tirando a liberdade de trabalhar, do ir e vir do cidadão.

Usam das verbas públicas e seus poderes políticos para colocar policiais e guardas municipais contra o povo. Está sendo muito fácil manipular funcionários públicos, principalmente os órgãos de segurança.

Enquanto isso, a maioria dos vereadores, deputados estaduais e federais, bem como os senadores, se calam, silenciam, fazendo de conta que estamos vivendo dentro da normalidade.

É muito fácil para quem está com seu salário garantido no final do mês. É muito fácil para aqueles que têm uma arma ou cassetete na mão oprimir o trabalhador, chegar falando alto e mandar o trabalhador para casa. E como se não bastasse toma a mercadoria do trabalhador, como se este fosse bandido.

E para onde levam essas mercadorias? Deve haver algum depósito lotado de mercadorias que foram tomadas de trabalhadores, afinal já são mais de 365 dias que guardas municipais e policiais militares intimam vendedores, ambulantes e lhes tomam as mercadorias, colocam em viaturas e somem com tudo. Fazem doação por acaso ou simplesmente dividem entre si? Está na hora de haver um esclarecimento sobre o que estão fazendo com os produtos tirados dos vendedores, que na maioria vão presos.

O que pensam esses policiais e guardas municipais que se prestam a uma ação nociva e covarde contra a população de bem? Agem assim contra bandidos? Esqueceram que não faz muito tempo haviam grupos de militantes gritando nas ruas “não acabou, tem que acabar, eu quero o fim da Polícia Militar”?

Não percebem que agindo como tiranos, daqui a pouco não vão ser somente grupos pedindo o fim, mas uma população inteira.

Claro que não são todos os policiais e guardas municipais que fazem isso, mas aqueles que não fazem também não se pronunciam contra. Silenciam. Tornam-se cúmplices. Aos PMs e guardas municipais cabe uma reflexão: “Quando acabar tudo, restará alguém para pagar impostos, de onde sai meu salário?”.

É importante pensarem nisso. Por enquanto, governadores e prefeitos lhes pagam para destruir o sonho, a esperança e a dignidade dos trabalhadores. Por outro lado, soltam bandidos, muito perigosos, não somente à sociedade comum, mais também a vocês, e aí terão tempo para prendê-los? Quem sabe vocês tomarão seus lugares, já que não haverá mais cidadão de bem para perseguir.

O povo clama “queremos trabalhar!”. Deixem o povo trabalhar. Defendam quem realmente os pagam. Por trás da farda há um homem ou mulher, pai ou mãe de família, que deseja voltar para casa com a consciência tranquila. Cumpram a lei com honra e defendam o povo, é do trabalho de cada cidadão que paga seus impostos que sai o salário de vocês.

Usem do poder de vocês e cerquem a população para levá-la diante do governador, prefeito, vereadores e deputados para serem cobrados. Foram eles os eleitos para administrar com honestidade, a saúde, educação, segurança, dentre outras instituições. São os administradores que precisam ouvir de vocês que são soldados para zelar pelo cidadão.

Reflitam militares e guardas municipais. O povo aguarda uma resposta sã. Que fale mais alto a voz da razão.  De vocês pode vir o grito de paz.

 

 

Claiton Appel, para Vida Destra, 23/03/2021.
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @appel67

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Claiton Appel
Acompanhe me
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
FABIO PAGGIARO
22 dias atrás

E agora essa situação vai piorar, pois Marco Aurélio Mello acaba de negar o pedido de Bolsonaro para acabar com essa barbaridade.