Prezados leitores:

Seguimos com o nosso compromisso de trazer até vocês artigos sobre temas relevantes, publicados pela imprensa internacional, e traduzidos pela nossa colaboradora, a tradutora profissional Telma Regina Matheus. Apreciem!

 

Oscar: China censura as mídias sociais e silencia comemoração pela vitória da chinesa Chloé Zhaos no Oscar

 

Fonte: Breitbart

Título da matéria original: Oscars: China Censors Social Media Celebration of Chinese-Born ‘Nomadland’ Director Chloe Zhao’s Oscar Wins

Link da matéria original: aqui!

26 de abril de 2021

 

Por: Equipe BREITBART NEWS

 

Taipei, Taiwan (AP) – Marco histórico na trajetória do Oscar, a vitória de Chloé Zhaos, que levou os prêmios de melhor direção e melhor filme, foi recebida com silêncio e até mesmo censura em seu país natal.

 

“Nomadland”, de Zhaos, é o segundo filme dirigido por uma mulher a levar o Oscar de melhor filme. Ela é a primeira estrangeira e a segunda a vencer o Oscar de melhor direção.

Mesmo assim, na China onde Zhao nasceu, seu sucesso histórico não foi alardeado nem comemorado. A mídia estatal chinesa está em silêncio desde a tarde de segunda-feira [26 de abril de 2021], sem que nenhum dos dois principais meios de comunicação estatais, CCTV e Xinhua, mencionem a vitória de Zhaos.

Houve inclusive censura. Um post anunciando a premiação de Zhaos como melhor diretora, feito pela revista de cinema Watch Movies, que tem mais de 14 milhões de seguidores no onipresente microblog Weibo, foi censurado na segunda-feira de manhã. Uma hashtagChloe Zhao wins Best Director” [Chloe Zhaos vence como Melhor Diretora) também foi censurada na plataforma; os usuários recebiam uma mensagem de erro dizendo que “de acordo com leis, regulamentações e políticas relevantes, a página não foi encontrada”.

Alguns usuários recorreram às letras “zt” para falar sobre Zhao, usando as iniciais do nome completo em chinês, Zhou Ting. No Weibo, o nome chinês de Zhou resultou apenas em posts desconexos do início de abril. Uma pesquisa por “Oscars” mostrou somente posts oficiais das embaixadas da Coreia do Sul e dos Estados Unidos.

Douban, um aplicativo popular entre os fãs de cinema, baniu a pesquisa de “Nomadland” e “Zhao Ting”, alegando que “não foi possível mostrar os resultados da pesquisa em cumprimento a leis e regulamentações relevantes”. Várias threads de discussão sobre a vitória de Zhao também foram excluídas do aplicativo, assim como foi excluído um artigo jornalístico no WeChat, o maior aplicativo de mensagens do país.

Contudo, as notícias sobre suas vitórias se espalharam pela internet chinesa, com internautas e blogueiros aplaudindo Zhao. Muitos destacaram seu discurso de agradecimento, em que Zhao mencionou uma linha de um poema escrito no século 13, que ela, tal como muitas outras crianças chinesas, memorizou ainda na infância e que pode ser assim traduzida… “As pessoas são boas quando nascem”.

Em gritante contraste, Youn Yuh-jung, da Coreia do Sul, que conquistou a audiência interpretando a avó em “Minari”, pôde ser pesquisada na internet chinesa. Youn levou o prêmio de melhor atriz coadjuvante, tornando-se a primeira artista coreana a ganhar um Oscar.

E na Correia do Sul, terra natal de Youn, a frase “Actor Youn Yuh-jung” [Atriz Youn Yuh-jung] foi ao topo dos trendings do Twitter, enquanto outras celebridades sul-coreanas apareciam rapidamente para cumprimentá-la. Lee Byung-hun, ator sul-coreano famoso internacionalmente por seu papel em “Storm Shadow”, na série “G.I. Joe”, postou uma foto de Youn segurando a estatueta do Oscar. “Impossível é apenas uma opinião”, escreveu ele no post. Bae Doona, da aclamada série “Kingdom” da Netflix, e o famoso ator sul-coreano Kim Hye-soo também parabenizaram Youn em suas contas de redes sociais.

Zhao enfrentou uma forte reação negativa, em março, quando ganhou o Globo de Ouro de melhor direção. Internautas na China questionaram se ela poderia ser considerada chinesa e alguns disseram que ela havia insultado seu país natal em comentários sobre o sistema político. Imprensa, televisão e redes sociais na China são rigorosamente controladas pelo Partido Comunista, seja de forma direta, seja por meio da autocensura, e o criticismo pode, com frequência, resultar em campanhas de boicote a artistas e marcas de produtos.

Antes da repercussão negativa em março, o filme havia sido programado para exibição no dia 23 de abril na China, segundo a mídia local, mas nada foi declarado na última semana e não houve nenhuma informação oficial sobre isso. Dois funcionários de salas de cinema, em Pequim, disseram que não sabiam de nenhuma iminente exibição do filme.

Zhao criticou duramente a China em uma entrevista de 2013:

Isso me lembra meus tempos de adolescente na China, vivendo em um lugar onde havia mentiras por toda parte. Você se sentia como alguém que nunca conseguiria sair. Muitas informações que recebi na juventude não eram verdadeiras, e isso me tornou muito rebelde com a minha família e a minha história. De repente, fui para a Inglaterra e reaprendi minha história. O estudo de ciências políticas em uma faculdade de artes liberais me permitiu descobrir o que era real. Arme-se com informações e, então, questione-as também.

No ambiente offline, porém, algumas pessoas comemoraram a vitória de Zhao e a parabenizaram.

“Uau! É incrível – levar o prêmio mais importante do mundo, sendo chinesa”, disse Zhou Lu, 35 anos, que trabalhou como editora em Pequim. Ela afirmou que nunca tinha ouvido falar de Zhao e planejava assistir ao filme.

Outras pessoas observaram que o nacionalismo não deveria pautar o debate sobre o filme.

“A vitória dela [de Zhao] é merecida e não tem nada a ver com seu país ou sua etnia”, declarou Victory Dong, estudante de 19 anos que usa o Douban.

Mas Dong não se sente particularmente conectado a Zhao por causa de seu país natal. “Ela é uma cidadã global; eu, não.”

 

Essa matéria contou com a contribuição da Associated Press.

 

 

Faça uma cotação e contrate meus trabalhos através do e-mail  [email protected] ou Twitter @TRMatheus

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments