Por Sander Souza                                                                                                        @srsjoejp

Palmeiras anuncia a saída de Felipe Melo e Jailson

 

O Palmeiras anunciou oficialmente ontem, 04/12/2021, a saída de Felipe Melo e Jailson do elenco do clube. Ambos os jogadores têm o contrato vencendo em 31 de dezembro, e não serão renovados.

 

Felipe Melo

 

O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, comemora a conquista da competição após jogo contra a equipe do Santos FC, em partida final, da Copa Libertadores, no Estádio do Maracanã. (Foto: Cesar Greco)

Felipe, quando você chegou, em janeiro de 2017, você disse que tinha o objetivo de ser ídolo do Palmeiras e conquistar títulos importantes. Cinco anos depois, olhando em retrospectiva, você levantou o Brasileiro de 2018, o Paulista de 2020, a Copa do Brasil de 2020 e as duas Libertadores de 2020 e 2021. Que missão cumprida!

Por falar em Libertadores, você se lembra do quanto te instigava, do quanto te arrepiava ouvir das arquibancadas de que a Taça Libertadores é obsessão? Pois então. Você trouxe essa alegria à torcida que canta e vibra duas vezes. A mesma torcida que, desde o começo te abraçou e cantou a plenos pulmões: “o bagulho é doido, Felipe Melo pitbull cachorro louco”.

Na primeira conquista, você precisou se esforçar e suar ainda mais para voltar a tempo de estar à disposição no Maracanã. Só você e sua família carregarão para sempre o valor do épico gol do Breno Lopes nos acréscimos. Em 2021, um caminho árduo. São Paulo favorito? Atlético-MG favorito? Flamengo? Você contagiou todos e mostrou que, sim, era possível. E foi. Deus capacitou!

Em cinco anos houve também momentos difíceis, temporadas sem títulos, mas sempre com intensidade, como é ser Palmeiras e como é ser Felipe Melo. Realmente a sua escolha foi a melhor possível quando você decidiu voltar ao Brasil para dar sequência à sua vencedora carreira na Europa. Afinal, um verdadeiro campeão reconhece o outro.

Decisões difíceis na hora certa definem o peso do personagem na história. Sua saída não marca o fim de sua trajetória no Palmeiras, mas o início da eternização. Você ascende ao patamar mais elevado que o futebol proporciona, marcado para sempre nas paredes do clube e na memória do torcedor. Felipe, você fez história no Maior Campeão do Brasil e agora tricampeão da América.

O jogador Felipe Melo, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do SC Corinthians P, durante partida válida pela décima terceira rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Arena Corinthians.

 

“Jailsão da Massa”

 

O goleiro Jailson, da SE Palmeiras, comemora a conquista do Campeonato Brasileiro, Série A, após jogo contra a equipe do EC Vitória, partida valida pela trigésima oitava rodada, na Arena Allianz Parque.

 

O goleiro Jailson é a prova viva de que nunca é tarde para realizar seus sonhos. Contratado pelo Palmeiras em 2014, aos 33 anos de idade e em momento de reconstrução na história alviverde, marcou época no Maior Campeão do Brasil e se despede em dezembro de 2021, por decisão do clube, eternizado como o “Jailsão da Massa” da torcida que canta e vibra. Declaradamente torcedor palestrino, acumulou uma coleção invejável de títulos pelo clube do coração.

Disputou ao todo 104 jogos pelo Verdão, sendo 95 como titular. Campeão brasileiro em 2016 sem perder nenhuma das 19 partidas que disputou e eleito melhor goleiro do torneio, Jailson só foi conhecer sua primeira derrota pela competição nacional em 2018, após 27 duelos invictos, fato que o coloca em segundo lugar no ranking dos palmeirenses com as maiores invencibilidades no Brasileirão em todos os tempos, superando, em números, craques como Ademir da Guia e Leão.

O goleiro Jailson, da SE Palmeiras, comemora a conquista do Campeonato Brasileiro, após jogo contra a equipe da A Chapecoense F, durante partida válida pela trigésima sétima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, na Arena Allianz Parque.

Passou por várias equipes de divisões inferiores antes de marcar seu nome como um dos jogadores que mais levantaram taças pelo Palmeiras em todos os tempos, com sete títulos no total. Sem oportunidades em 2014, estreou em 2015 em um amistoso de pré-temporada contra o Shandong Luneng, da China, e comemorou meses depois a conquista da Copa do Brasil de 2015, a primeira do Verdão no Allianz Parque e de uma era marcada pelos troféus.

Foi no Brasileirão de 2016, no entanto, que se tornou peça fundamental e virou xodó da torcida alviverde. Com a responsabilidade de substituir Fernando Prass, fez o primeiro jogo de Série A da carreira aos 36 anos e acumulou exibições de alto nível, com milagres sob as traves e protagonismo na conquista do Enea. Dois anos depois, em 2018, também foi importante no Decacampeonato Brasileiro, disputando 13 dos 38 jogos do torneio.

Em 2020 e 2021, foi um dos nomes de maior experiência no grupo que marcou história com a Tríplice Coroa e o Tri da América. Entre seus grandes ídolos está São Marcos, a quem hoje Jailson considera um amigo pessoal. O jeito simples e brincalhão, inclusive, é característica comum aos dois arqueiros marcados para sempre na história palmeirense. Eternizados na Academia de Goleiros mais tradicional do Brasil.

 

Muito Obrigado, Felipe Melo!

Muito Obrigado, Jailson! 

Boa sorte e que Deus abençoe a ambos!

 

*Sander Souza é editor do Vida Destra.

 

*Fontes: Twitter e página oficial do Palmeiras

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd, no Canal do Telegram: https://t.me/EsportesVD e venham participar também do nosso grupo de debates de esportes: https://t.me/BotecoVDE

Sigam
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments