Por que a esquerda odeia tanto Israel e Estados Unidos?

Para entender o que acontece é necessário voltar ao grande pai e fundador da esquerda moderna, falo de Karl Marx, o homem que plantou a semente mais maligna já vista na história, a saber o Comunismo que já matou mais de 50 milhões de pessoas em menos de 200 anos de existência.

Marx enquanto jovem era cristão e descendente de judeus, porém após o magistério algo mudou, quando iniciou sua jornada nesta fase da vida Marx anota em seu diário adorações ao Deus dos cristãos, mas quando ele sai, em seu diário está registrado: “ouso vingar-me daquele que governa lá de cima”. Não! Marx não era ateu, muito pelo contrário em um poema pouco conhecido e intitulado de Oulanem, que é uma inversão do nome Emanuel (que significa “Deus Conosco), ele descreve seu ritual de iniciação na magia negra. Isso mostra de onde vem seu ódio aos cristãos e judeus que é disseminado na esquerda até hoje.

Israel segundo a doutrina cristã é a nação escolhida por Deus para ser referência para a humanidade, bem como no tempo oportuno viesse dela o tão esperado Messias. A história de Israel respira Deus, e sua cultura remete diretamente ao que Marx mais odiava, Deus. Naturalmente o ódio de seus seguidores se direciona a esta nação nos dias de hoje.
Já os Estados Unidos tem sua fundação, construção do modelo político e constituição profundamente influenciado e porque não conduzido pelos Cristãos Puritanos que marcaram a história dessa incrível nação com o cristianismo.

Ambas religiões odiadas por Marx, e odiadas por seus seguires sejam comunistas, socialistas ou demais vertentes. Quando estudamos a fundo estes pseudo sistemas políticos notamos que o que Marx tenta fazer é construir o paraíso bíblico na terra, emprestando de forma deturpada alguns conceitos de atos 2:42. Marx decidiu desafiar o Deus dos judeus e também dos cristãos ao tentar fazer por suas mãos ou por suas ideias um paraíso melhor do que o descrito na bíblia, um paraíso construído pela mão do homem e que exclui Deus de sua construção.

As promessas utópicas de Marx buscavam tirar Deus de cena e colocar o estado que faria com que todos fossem tratados com igualdade. O problema é que todo o estado tem um regente e no comunismo/socialismo o regente se torna Deus. Duvida? Observe a Coreia do Norte, nação onde do ditador assume a posição de líder supremo e divindade.
O resultado da arrogância de Marx é uma quantidade imensa de sangue derramado, vidas e famílias destruídas em um rastro de morte, roubo e destruição por onde passou a sua ideologia. Isso me lembra de uma passagem bíblica que diz que o diabo (enganador) veio para matar, roubar e destruir. Qualquer semelhança não é mera coincidência. Marx entregou sua alma e deixou a arrogância dominar seu coração e sua mente. Seu fracasso pessoal e o fracasso de sua ideologia mostra que ele se dedicou a deidade errada.

Então para finalizar este artigo e responder a pergunta inicial do texto a esquerda odeia Estados Unidos e Israel porque eles representam o fracasso desta ideologia e o sucesso de seguir os princípios estabelecidos pelo Deus de Israel e dos cristãos. Estas nações esfregam na cara desses fanáticos religiosos travestidos de ideólogos que o comunismo nunca será a saída para os problemas da humanidade e que não há prosperidade no comunismo.

Por: Henri Severien Junior

Henri Junior

Me chamo Henri, tenho 30 anos, sou conservador, cristão e desde muito cedo comecei a estudar politica, esta que é uma paixão. Sou apaixonado também por teologia e curto um pouco de teorias de conspiração.

Já passei pela esquerdae hoje entendo o mal que a esquerda é e por isso milito pelaperda da influencia que o marxismo cultural exerce hoje.
Saiba das novidades, siga-nos
error

Related posts

5 Thoughts to “Por que a esquerda odeia tanto Israel e Estados Unidos?”

  1. Enrique Fonseca

    Eu desconheço um artigo mais alienado pela mentalidade cristã do que esse mas vamos lá.
    Deixemos de lado esses ideais religiosos que são subjetivos e vamos partir para a realidade.
    Israel é um Estado terrorista simplesmente, da sua criação em 1949 até os dias de hoje essa nação foi responsável pela expulsão e pela morte de milhares de Palestinos incluindo Palestinos cristãos, portanto ir contra Israel é uma questão ética.
    Os Estados Unidos, essa parte é mais irrisória ainda, um país fundado por maçons liberais que de fato tinham como sua maior intenção criar uma utopia em vida.
    Esse país foi responsável direta e indiretamente por intervenções e guerras que também levaram a catástrofes humanitárias. Os principios pelos quais os EUA foram realmente formados nada se parecem com princípios conservadores inclusive não existe conservadorismo real sem anti-americanismo, um lambe botas só poderia ser um neoconservador….

    1. Henri Junior

      Percebe-se onde esta a alienação! Alienação com viés esquerdista e antisemita.

      1. Nunes

        Bem isso Henri Junior.

      2. Enrique Fonseca

        Ora, pesquise um pouco mais a respeito de Israel, seu Apartheid, seu genocidio estratégico de palestinos (cristãos inclusive).
        Além disso, pense em como o Estado de Israel surgiu, até Golda Meir não houve um único governo de direita em Israel, todos foram socialistas, isso porque Israel surge como Estado socialista apoiado pela união soviética a maior prova disso é o movimento Kibutziano, os Kibutz ideais socialistas moldaram as bases sociais para a criação de Israel, portanto uma pessoa que se diz de direita cai em contradição lógica ao defender Israel.

      3. Enrique Fonseca

        Além disso, leia mais a respeito dos EUA, a degradação moral começa quando o centro cultural sai da Europa (coisa que acontece na primeira guerra) e se centra nos EUA um país fundado por princípios maçônicos onde seus fundadores queriam criar um novo imperio romano o que fica claro na arquitetura da capital.

Leave a Comment