Escrevo esse texto no domingo, 04, dia em que os cristãos comemoram a Páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo. Para nós, que acreditamos no Cristo vivo e ressuscitado, é um tempo em que as esperanças se renovam; em que, costumeiramente, nos apoiamos Nele para recuperarmos as forças e também o desejo em dias melhores.

Nessa semana, vimos um gigantesco golpe armado nos bastidores de Brasília para derrubar o presidente da República. Golpe esse desarmado graças a pessoas leais a Jair Bolsonaro; este promoveu uma grande troca de ministros para desarticular a trama que estava em curso.

Vimos também que a sanha por dinheiro e poder não tem limites – mesmo que isto custe a nossa soberania nacional. Basta perceber o quão suja foi a jogada política que culminou com a saída do ministro Ernesto Araújo do Itamaraty.

Também percebemos o quanto governadores e prefeitos estão retardando a vacinação no Brasil. Além de vermos “profissionais” sem o mínimo de zelo pelos mais vulneráveis (não aplicando a vacina corretamente ou jogando o líquido no chão, mesmo quando filmados), há o fato de que milhões de doses de vacina estão represadas. Isso em números oficiais.

Ademais, temos o eterno lockdown, que fez com que o estado de São Paulo – além de ter o comércio ainda mais fechado – batesse nessa semana o recorde de óbitos por COVID-19. Mas para os nossos queridos gestores, o que vale é a “ciência”. E quem for contra ou mesmo questionar isso tudo… Bem, já sabe a resposta.

E pra completar, nesse final de semana (mais precisamente ontem), o ministro Kassio Nunes, do STF, permitiu a reabertura das igrejas e a liberdade de culto religioso – o que já é permitido pela CF, inclusive. Bastou, para que o pessoal do ‘beautiful people’ saísse acusando o ministro de irresponsável, e dizendo que as pessoas deveriam rezar em suas casas. O que só serviu para escancarar o imenso desprezo por aqueles que professam a sua fé, seja em qual crença for.

Que não percamos a esperança em dias melhores; assim como também a gana de lutar por aquela que é nosso bem mais precioso: a nossa liberdade. E não nos esqueçamos que essa guerra, além de cultural, também é espiritual.

“A Esperança não murcha, ela não cansa/ Também como ela não sucumbe à Crença/ Vão-se os sonhos nas asas da Descrença,/ Voltam sonhos nas asas da Esperança”.

(Augusto dos Anjos)

 

 

Lucia Maroni, para Vida Destra, 06/04/2021.                                                              Sigam-me no Twitter, vamos debater o tema! @rosadenovembroo

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Lúcia Maroni
Acompanhe me
Últimos posts por Lúcia Maroni (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Rose Mary Carvalho Telles
Rose Mary Carvalho Telles
8 dias atrás

Muito bom! Parabéns!!!

FABIO PAGGIARO
8 dias atrás

Estamos numa guerra que está sendo travada com canetas. Se continuarmos nesse campo de batalha, STF e Congresso instaurarão uma ditadura comuno cleptocrática. Excelente, Lúcia. Parabéns.