Dia 13 de abril o presidente do senado Rodrigo Pacheco leu, na sessão deliberativa, o requerimento de criação da CPI da Covid para investigar as ações do governo Federal no combate à pandemia e investigar a aplicação de recursos federais que podem ter sido desviados de seu propósito ou utilizados de forma superfaturada em contratos firmados de estados e municípios.

O pedido da CPI foi feito pelo senador Randolfe Rodrigues, que também solicitou ao STF que obrigasse o senador a instaurá-la!

Mas todos sabemos que a finalidade de tal CPI – conhecida agora como: #CPIdaVergonha #CPIdoCirco – que já nasceu errada, tem na sua mesa diretora os senadores Omar Aziz (presidente), Randolfe Rodrigues (vice-presidente) e Renan Calheiros (relator), não passa de mais um pretexto para atacar o executivo federal.

Até aqui, o que vimos desta CPI foi um show de horrores, com duplo padrão de trabalhos, com senadores em sua maioria de socialistas ou sociais-democratas (oposição) tratando com cortesia e polidez quem é contra o executivo federal –  como nos casos do ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta e a Dr.ª Luana Araújo – e uma  verdadeira inquisição como nos casos do ex-chanceler Ernesto Araújo, o também ex-ministro da saúde General Pazuello e a Dr.ª Nise Yamaguchi.

Como esquecer as ameaças de prisão ao General Pazuello, ou a senadora Simone Tabet, que saiu de seu gabinete para ameaçar o ex-chanceler Ernesto Araújo – chegou a pedir sua prisão por, segundo ela, acusar Kátia Abreu a quem ela chamou de “senadora honesta e respeitada” (sic)?

Como esquecer o que fez o presidente da CPI Omar Aziz contra a Dr.ª Nise Yamaguchi quando pediu para a população desconsiderar sua fala, chamando-a de mentirosa?

“A sua voz calma e sua forma de falar convencem as pessoas como se a senhora estivesse falando a verdade. Infelizmente, o que os seus colegas falaram eu retiro completamente. Eles estão equivocados. A senhora está omitindo muita coisa e eu estou alertando que vai ser convocada, e não mais convidada”.

Ou o que fez o senador Otto Alencar, com seu show de grosseiras e arrogâncias, com perguntas absurdas como “qual a diferença entre protozoários e vírus?”, colocando em dúvida e desqualificando os 39 anos de atuação médica da Dr.ª, continuando a atacá-la, chamando-a de “leviana” e afirmando que a médica “não sabe nada”, que “não estudou” sem deixá-la responder ou ignorando suas respostas?

Tratamento tão grotesco, que rendeu “notas de repúdio do presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), do grupo Médicos pela Vida e de várias pessoas no Twitter.

Verdadeiro “GENOCÍDIO” de reputações!

Tratamento totalmente diferente do que teve a Dr.ª Luana Araújo, aliás, respondendo ao senador Humberto Costa, diz ela: “sem a menor sombra de dúvida que nós temos um sistema de saúde pública, que é invejado pelo resto do mundo”. (Vídeo a partir de 1h59min)

Sobre essa fala, fiz uma postagem na qual obtive respostas como: “No papel é ótimo, se não houvesse corrupção” ou “realmente, sentem inveja, pois atende de graça”.

Sobre isso, abro um parêntese:

Não existe almoço grátis, o sistema de saúde custa muito caro aos pagadores de impostos, sem nenhum retorno prático!

Quanto ao resto do mundo, vou citar os EUA: 

Lá, realmente grátis – sem nenhum custo mesmo – só para pessoas abaixo da linha de pobreza e idosos, sendo que o restante, tem que pagar um seguro saúde. 

Acontece que só se paga uma vez, ao contrário do Brasil, em que financiamos o sistema de saúde com impostos, e quando precisamos dele, temos que recorrer a planos particulares ou no mínimo, consultas e exames particulares, pois ninguém aguenta esperar meses por uma consulta ou até anos, por um exame.

Voltando!

Longe de querer desdenhar a inteligência (e ela tem) da Dr.ª Luana Araújo, em questão de  conhecimento, é infinitamente inferior a Dr.ª Nise e seus quase quarenta anos de profissão e prática no assunto.

Porém, os ataques não são exclusividade da CPI: ele vem de todos os lados, inclusive da imprensa tradicional, de presidente do TSE e sua sanha por urnas com voto não impresso e de políticos de esquerda como vemos diariamente no Twitter – onde figuras como Humberto Costa e Freixo, passam o dia todo atacando o presidente e espalhando FAKES, seguidos por suas hordas de “Orcs” (seguidores sem almas de “Sauron” – personagem do mal, na série Senhor dos Anéis).

Infelizmente, a tendência agora é só piorar os ataques! 

Há 17 meses das próximas eleições, a oposição, que já estava desesperada, pois, além de não terem candidatos a altura e não existir o que chamam de “terceira via” (sic), o governo do presidente Bolsonaro está superando todas as expectativas e fazendo agora, mesmo durante uma pandemia,  uma excelente administração, com alta do PIB de 1,2% no primeiro trimestre de 2021 e expectativa de crescimento de mais de 5% no ano, queda do dólar, recordes sucessivos de investimentos na Bolsa de Valores além de um agro forte, com exportações batendo recordes – que com exceção de uma tragédia – o levará a decidir as próximas eleições já no primeiro turno.

A nós cabe apoiá-lo e defendê-lo de todas as formas possíveis, mostrando a verdade dos fatos, combatendo ataques e fakes news e, principalmente, indo às ruas em massa cada vez maiores, porque assim estaremos defendendo a verdadeira democracia!

 

 

Adilson Veiga, para Vida Destra, 08/06/2021.
Vamos discutir o Tema! Sigam-me no Twitter @ajveiga2 e no Parler @AJVeiga

 

Receba de forma ágil todo o nosso conteúdo, através do nosso canal no Telegram!

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao contato@vidadestra.org
Adilson Veiga
Acompanhe me
Últimos posts por Adilson Veiga (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Antonio Santa Ritta
Luiz Antonio Santa Ritta(@luiz-antonio-santa-ritta)
5 meses atrás

Neste brilhante art. de @AJVeiga2 sobre a superação em tempos difíceis e intensificação de ataques, só questiono se Rodrigo Pacheco não poderia obrigar ao Presidente da CPI o cumprimento do fato determinado, que é a convocação do Sr. Gabas do Consórcio Nordeste.

Alvaro
Alvaro
5 meses atrás

Parabéns pelo impecável texto Adilson Veiga, retrata o desespero da oposição, que sem nenhum critério espalha mentiras com apoio dos “checadores”, que na verdade são mentirosos desqualificados.