Por Felipe Silva                                                                                                              @felipe4710

 

Flamengo X LDU

 

 

Local: Maracanã

Horário: 21:05

 

0 Flamengo entrou no jogo com um time totalmente modificado na escalação com três zagueiros, jogando no esquema tático 3 – 5 – 2, com vários titulares no banco de reservas

Na zaga Rodeio Caio foi poupado e entraram jogando Gustavo Henrique, Bruno Viana e Léo Pereira. O jogo começou tenso nos primeiros minutos da partida. Logo aos 14 minutos, teve a expulsão de William Arão, que iniciou a partida na sua posição original de volante. Ele foi grotesco com o pé muito alto e atingiu o jogador da LDU no rosto, e foi bem expulso.

Após a expulsão, o Flamengo recuou e ficou jogando no contra-ataque. Aos 26 minutos, João Gomes, garoto da base, entrou no lugar de Everton Ribeiro, que não atravessa boa fase e, na minha modesta opinião, não merecia ir para a seleção brasileira neste momento. João Gomes entrou para arrumar o meio campo e aumentar o poder de marcação do time Rubro Negro.

Aos 32 minutos, numa bola enfiada por Gerson dentro da área, Pedro na disputa de bola com o zagueiro, na raça e na técnica, abriu o placar para o Mengão. E três minutos depois do gol do Flamengo, aos 35 minutos, o jogo teve um roteiro que já virou filme e rotina no time Rubro Negro, que é tomar gols de bola parada e pelo alto, mais uma vez a zaga falhou e cedeu o empate ao time da LDU, na cabeçada do zagueiro Guerra. Após o gol de empate da LDU o jogo ficou feio, embolado, e o time equatoriano ainda teve a chance de aumentar o placar aos 42 minutos, mas não aproveitou a oportunidade. O mengão, só foi levar perigo ao gol da LDU aos 47 minutos da primeira etapa. O que se viu no 1°tempo foi um Flamengo irreconhecível e diferente, mas com velhos problemas.

O Flamengo voltou para a etapa final com Bruno Henrique no lugar de Léo Pereira e Ramon no lugar de Gabigol. Até os 15 minutos do 2° tempo, o Mengão tinha muito volume de jogo mas pouca eficiência e não levava nenhum perigo ao gol adversário. E teve o castigo por ser inepto e não meter a bola para dentro das redes do LDU.

E de novo a zaga falhou com Bruno Viana e tomou o segundo gol da LDU, que virou o jogo com Jhojan Júlio aos 15 minutos da etapa final. E com o time perdido em campo, Rogério Ceni mudou novamente o time e entraram Arrascaeta no lugar de Vitinho, e Diego Ribas no lugar de Gerson. E mais uma vez, na minha opinião de torcedor, o goleiro Gabriel Batista é muito fraco! Hugo Moura é ? vezes melhor, e Ceni, que já foi chamado de “Mito” por ter sido um grande goleiro, parece que não consegue enxergar outro grande goleiro e teima em colocar os piores para atuar pelo Flamengo!

Num 2° tempo truncado, chato de se ver, o árbitro resolveu entrar em cena e fazer uma trapalhada no jogo trocando a anotação do cartão amarelo, em vez de dar para Ramon que fez a falta, ele deu o cartão para Bruno Henrique, que não participou do lance. E tirou o jogador da próxima partida da libertadores na quinta feira, por causa do terceiro cartão amarelo e automaticamente foi suspenso do próximo jogo.

O Flamengo estava totalmente fora de sintonia, por causa da lambança técnica que Ceni fez ao mudar o esquema tático do time. E os jogadores na base do individualismo e categoria de Arrascaeta, que colocou a bola na cabeça de Gustavo Henrique, zagueiro de 1,96 de altura que aos 43 minutos da etapa final empatou o jogo, aliviando a nação Rubro Negra e dando a classificação ao mais querido do Brasil antecipadamente, com uma rodada de antecedência!

Enfim depois da trapalhada de Ceni na escalação e das trapalhadas da zaga rubro negra, a nação vai poder dormir tranquila! Depois de um jogo tenso, muito disputado e enrolado para os flamenguistas. Literalmente, quase morremos de susto ou raiva neste jogo temeroso! Parabéns a todos os flamenguistas e à equipe pela classificação antecipada às oitavas de final da Libertadores!

Nota: Não poderia deixar de escrever sobre o River Plate, nesta noite de quarta-feira, dia 19/05/2021.

O River fez algo que entrou para a história do futebol e será contada por muitos e muitos anos!

Com apenas 10 jogadores na linha e sem nenhum reserva no banco, o time argentino ganhou do Santa Fé por 2 X 1. Sendo que foi por causa do surto de Covid-19 que assolou o clube e atingiu 20 jogadores! O time ficou sem os três goleiros e o volante Enzo Gomes virou o arqueiro da meta do River Plate, fez quatro grande defesas e terminou como o melhor jogador da partida!

Coisas que só o futebol nos proporciona, emoção e surpresas até o fim!!

 

*Felipe Silva é um brasileiro apaixonado por futebol e que ama o Flamengo!

 

Sigam Vida Destra Esportes no Twitter: @EsportesVD, no Instagram: @esportes_vd e no Canal do Telegram : https://t.me/EsportesVD

 

As informações e opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seu(s) respectivo(s) autor(es), e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra Esportes. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Sigam
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments