No último domingo, 28 de fevereiro de 2021, o Governo Federal divulgou a lista dos repasses feitos para todos os estados da federação e o Distrito Federal, no ano de 2020, evidenciando a seriedade no combate à pandemia da Covid-19.

Os valores são assustadoramente altos e levantaram questões acerca de sua utilização dentro dos estados. Neste artigo, destrincharemos estes números, bem como exibiremos os dados estatísticos de cada estado no combate à Covid-19.

Os dados a seguir, que estão atualizados até 28/02/2021 no Portal da Covid do Ministério da Saúde, seguem a ordem alfabética das regiões do Brasil, Centro-Oeste, Nordeste, Norte, Sudeste e Sul, com seus respectivos estados também organizados em ordem alfabética:

Região Centro-Oeste

Distrito Federal:

Repasses do Governo Federal: R$ 9,8 BILHÕES

População: 3.015.268

Casos Acumulados da Covid-19: 296.694

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 9.840

Óbitos Acumulados da Covid-19: 4.838

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 160

Governo Estadual: Ibaneis Rocha (MDB) – Paco Britto (Avante)

___________________

Goiás:

Repasses do Governo Federal: R$ 27,1 BILHÕES

População: 7.018.354

Casos Acumulados da Covid-19: 395.813

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 5.640

Óbitos Acumulados da Covid-19: 8.517

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 121

Governo Estadual: Ronaldo Caiado (DEM) – Lincoln Rejota (Cidadania)

___________________

Mato Grosso:

Repasses do Governo Federal: R$ 15,4 BILHÕES

População: 3.484.466

Casos Acumulados da Covid-19: 249.418

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 7.158

Óbitos Acumulados da Covid-19: 5.713

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 164

Governo Estadual: Mauro Mendes (DEM) – Otaviano Pivetta (PDT)

___________________

Mato Grosso do Sul:

Repasses do Governo Federal: R$ 11,9 BILHÕES

População: 2.778.986

Casos Acumulados da Covid-19: 181.528

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 6.532

Óbitos Acumulados da Covid-19: 3.319

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 119

Governo Estadual: Reinaldo Azambuja (PSDB) – Murilo Zauith (DEM)

___________________

Repasses do Governo Federal (Centro-Oeste) – Total: R$ 64,2 BILHÕES

 ___________________

 Região Nordeste

Alagoas:

Repasses do Governo Federal: R$ 18,09 BILHÕES

População: 3.337.357

Casos Acumulados da Covid-19: 131.746

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 3.948

Óbitos Acumulados da Covid-19: 2.999

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 90

Governo Estadual: Renan Filho (MDB) – Luciano Barbosa (MDB)

___________________

Bahia:

Repasses do Governo Federal: R$ 67,2 BILHÕES

População: 14.873.064

Casos Acumulados da Covid-19: 684.037

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 4.599

Óbitos Acumulados da Covid-19: 11.819

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 79

Governo Estadual: Rui Costa (PT) – João Leão (PP)

___________________

Ceará:

Repasses do Governo Federal: R$ 42,5 BILHÕES

População: 9.132.078

Casos Acumulados da Covid-19: 425.372

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 4.658

Óbitos Acumulados da Covid-19: 11.284

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 124

Governo Estadual: Camilo Santana (PT) – Izolda Cela (PDT)

___________________

Maranhão:

Repasses do Governo Federal: R$ 36 BILHÕES

População: 7.075.181

Casos Acumulados da Covid-19: 219.307

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 3.100

Óbitos Acumulados da Covid-19: 5.052

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 71

Governo Estadual: Flávio Dino (PC do B) – Carlos Brandão ( Republicanos)

___________________

Paraíba:

Repasses do Governo Federal: R$ 21,2 BILHÕES

População: 4.018.127

Casos Acumulados da Covid-19: 221.115

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 5.503

Óbitos Acumulados da Covid-19: 4.496

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 112

Governo Estadual: João Azevêdo (Cidadania) – Lígia Feliciano (PDT)

___________________

Pernambuco:

Repasses do Governo Federal: R$ 42,7 BILHÕES

População: 9.557.071

Casos Acumulados da Covid-19: 299.475

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 3.134

Óbitos Acumulados da Covid-19: 10.996

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 115

Governo Estadual: Paulo Câmara (PSB) – Luciana Santos (PC do B)

___________________

Piauí:

Repasses do Governo Federal: R$ 19 BILHÕES

População: 3.273.227

Casos Acumulados da Covid-19: 173.691

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 5.306

Óbitos Acumulados da Covid-19: 3.335

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 102

Governo Estadual: Wellington Dias (PT) – Regina Sousa (PT)

___________________

Rio Grande do Norte:

Repasses do Governo Federal: R$ 18,3 BILHÕES

População: 3.506.853

Casos Acumulados da Covid-19: 166.895

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 4.759

Óbitos Acumulados da Covid-19: 3.585

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 102

Governo Estadual: Fátima Bezerra (PT) – Antenor Roberto (PC do B)

___________________

Sergipe:

Repasses do Governo Federal: R$ 12,9 BILHÕES

População: 2.298.696

Casos Acumulados da Covid-19: 151.411

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 6.587

Óbitos Acumulados da Covid-19: 2.961

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 129

Governo Estadual: Belivaldo Chagas (PSD) – Eliane Aquino (PT)

___________________

Repasses do Governo Federal (Nordeste) – Total: R$ 277,89 BILHÕES

 ___________________

 Região Norte

Acre:

Repasses do Governo Federal: R$ 6,8 BILHÕES

População: 881.935

Casos Acumulados da Covid-19: 57.534

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 6.524

Óbitos Acumulados da Covid-19: 998

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 113

Governo Estadual: Gladson Cameli (PP) – Major Rocha (PSL)

___________________

Amapá:

Repasses do Governo Federal: R$ 6,7 BILHÕES

População: 845.731

Casos Acumulados da Covid-19: 83.663

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 9.892

Óbitos Acumulados da Covid-19: 1.140

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 135

Governo Estadual: Waldez Góes (PDT) – Jaime Nunes (PROS)

___________________

Amazonas:

Repasses do Governo Federal: R$ 18,5 BILHÕES

População: 4.144.597

Casos Acumulados da Covid-19: 315.966

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 7.624

Óbitos Acumulados da Covid-19: 10.860

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 262

Governo Estadual: Wilson Lima (PSC) – Carlos Almeida (PTB)

___________________

Pará:

Repasses do Governo Federal: R$ 39,5 BILHÕES

População: 8.602.865

Casos Acumulados da Covid-19: 364.643

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 4.239

Óbitos Acumulados da Covid-19: 8.591

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 100

Governo Estadual: Helder Barbalho (MDB) – Lúcio Vale (PL)

___________________

Rondônia:

Repasses do Governo Federal: R$ 8,6 BILHÕES

População: 1.777.225

Casos Acumulados da Covid-19: 148.772

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 8.371

Óbitos Acumulados da Covid-19: 2.850

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 160

Governo Estadual: Marcos Rocha (PSL) – Zé Jodan (PSL)

___________________

Roraima:

Repasses do Governo Federal: R$ 5,1 BILHÕES

População: 605.761

Casos Acumulados da Covid-19: 82.049

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 13.545

Óbitos Acumulados da Covid-19: 1.100

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 182

Governo Estadual: Antonio Denarium (Sem Partido) – Frutuoso Lins (Solidariedade)

___________________

Tocantins:

Repasses do Governo Federal: R$ 10,5 BILHÕES

População: 1.572.866

Casos Acumulados da Covid-19: 113.924

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 7.243

Óbitos Acumulados da Covid-19: 1.526

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 97

Governo Estadual: Mauro Carlesse (DEM) – Wanderlei Barbosa (Sem Partido)

___________________

Repasses do Governo Federal (Norte) – Total: R$ 95,7 BILHÕES

 ___________________

 Região Sudeste:

Espírito Santo:

Repasses do Governo Federal: R$ 16,1 BILHÕES

População: 4.018.650

Casos Acumulados da Covid-19: 326.270

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 8.119

Óbitos Acumulados da Covid-19: 6.406

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 159

Governo Estadual: Renato Casagrande (PSB) – Jacqueline Moraes (PSB)

___________________

Minas Gerais:

Repasses do Governo Federal: R$ 81,4 BILHÕES

População: 21.168.791

Casos Acumulados da Covid-19: 878.705

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 4.151

Óbitos Acumulados da Covid-19: 18.565

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 88

Governo Estadual: Romeu Zema (NOVO) – Paulo Brant (Sem Partido)

___________________

Rio de Janeiro:   

Repasses do Governo Federal: R$ 76 BILHÕES

População: 17.264.943

Casos Acumulados da Covid-19: 583.044

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 3.377

Óbitos Acumulados da Covid-19: 33.080

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 192

Governo Estadual: Wilson Witzel (PSC) *afastado* – Cláudio Castro (PSC) *em exercício*

___________________

São Paulo:

Repasses do Governo Federal: R$ 135 BILHÕES

População: 45.919.049

Casos Acumulados da Covid-19: 2.041.628

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 4.446

Óbitos Acumulados da Covid-19: 59.493

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 130

Governo Estadual: João Doria (PSDB) – Rodrigo Garcia (DEM)

___________________

Repasses do Governo Federal (Sudeste) – Total: R$ 308,5 BILHÕES

 ___________________

 Região Sul

Paraná:

Repasses do Governo Federal: R$ 38,6 BILHÕES

População: 11.433.957

Casos Acumulados da Covid-19: 647.032

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 5.659

Óbitos Acumulados da Covid-19: 11.669

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 102

Governo Estadual: Ratinho Júnior (PSD) – Darci Piana (PSD)

___________________

Rio Grande do Sul:

Repasses do Governo Federal: R$ 40,9 BILHÕES

População: 11.377.239

Casos Acumulados da Covid-19: 640.924

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 5.633

Óbitos Acumulados da Covid-19: 12.392

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 109

Governo Estadual: Eduardo Leite (PSDB) – Ranolfo Vieira Júnior (PTB)

___________________

Santa Catarina:

Repasses do Governo Federal: R$ 21,6 BILHÕES

População: 7.164.788

Casos Acumulados da Covid-19: 670.603

Casos Acumulados/100 mil habitantes: 9.360

Óbitos Acumulados da Covid-19: 7.358

Óbitos Acumulados/100 mil habitantes: 103

Governo Estadual: Carlos Moisés (PSL) – Daniela Reinehr (Sem Partido)

___________________

Repasses do Governo Federal (Sul) – Total: R$ 101,1 BILHÕES

 ___________________

Repasses do Governo Federal – Total: R$ 847,39 BILHÕES

 

Partimos agora para o ranking das unidades da federação organizada de acordo com o acúmulo de óbitos por Covid-19 a cada 100 mil habitantes:

1º Maranhão – Nordeste – 71

2º Bahia – Nordeste – 79

3º Minas Gerais – Sudeste – 88

4º Alagoas – Nordeste – 90

5º Tocantins – Norte – 97

6º Pará – Norte – 100

7º Piauí – Nordeste – 102

8º Paraná – Sul – 102

9º Rio Grande do Norte – Nordeste – 102

10º Santa Catarina – Sul – 103

11º Rio Grande do Sul – Sul – 109

12º Paraíba – Nordeste – 112

13º Acre – Norte – 113

14º Pernambuco – Nordeste – 115

15º Mato Grosso do Sul – Centro-Oeste – 119

16º Goiás – Centro-Oeste – 121

17º Ceará – Nordeste – 124

18º Sergipe – Nordeste – 129

19º São Paulo – Sudeste – 130

20º Amapá – Norte – 135

21º Espírito Santo – Sudeste – 159

22º Distrito Federal – Centro-Oeste – 160

23º Rondônia – Norte – 160

24º Mato Grosso – Centro-Oeste – 164

25º Roraima – Norte – 182

26º Rio de Janeiro – Sudeste – 192

27º Amazonas – Norte – 262

Analisando os dados, podemos verificar excelentes resultados em alguns estados do Nordeste, corroborando os estudos que indicam a dificuldade do vírus em regiões de temperaturas altas e pouca umidade. Entre os dez primeiros colocados neste ranking, cinco estados pertencem à região Nordeste: Maranhão, Bahia, Alagoas, Piauí e Rio Grande do Norte. Todavia, apenas Maranhão, Bahia e Alagoas, conseguem manter esse número abaixo das 100 mortes a cada 100 mil habitantes.

Alguns estados do Nordeste, todavia, não obtiveram bons resultados na questão da mortalidade da Covid-19, entre eles evidenciamos especialmente o Ceará, que apesar do recebimento de R$ 42,5 bilhões, possui um número elevado de 124 óbitos a cada 100 mil habitantes.

Dentre os estados da região Norte, evidenciamos os excelentes resultados obtidos por Tocantins, um dos cinco estados da federação que conseguiu manter o número relativo de óbitos abaixo de 100, com 97 óbitos a cada 100 mil habitantes. No Tocantins vale ressaltar a cidade de Palmas, que graças aos protocolos de tratamento precoce, melhoraram de forma significativa os números de mortalidade da Covid-19.

Em contrapartida, o Amazonas fica com a última colocação do ranking, com alarmantes 262 mortes a cada 100 mil habitantes, uma evidência do péssimo estado da Saúde Pública no estado, que precisou de ajuda emergencial inclusive no envio e fabricação de oxigênio para os leitos de UTI.

No Centro-Oeste, nenhum estado conseguiu lidar bem com a pandemia, sendo o Mato Grosso do Sul, décimo-quinto colocado no ranking, o estado com melhores números, com 119 mortes a cada 100 mil habitantes. Número muito distante dos primeiros colocados no ranking.

Já o vizinho, Mato Grosso, obteve os piores resultados na região, com 164 óbitos a cada 100 mil habitantes.

Na região Sul, os resultados foram satisfatórios, principalmente levando-se em conta que a região é a mais fria e propícia à disseminação do vírus no país. Destaca-se na região Sul o estado do Paraná, que com 102 óbitos a cada 100 mil habitantes, ocupa a oitava colocação neste ranking.

O estado com o pior resultado da região é o Rio Grande do Sul, governado por Eduardo Leite, do PSDB, com 109 óbitos a cada 100 mil habitantes.

Na região Sudeste, a mais rica do Brasil, os resultados foram alarmantes. São Paulo, estado responsável por quase metade do PIB brasileiro, foi incapaz de administrar a pandemia, com uma taxa muito elevada, de 130 óbitos a cada 100 mil habitantes, evidenciando os equívocos cometidos na abordagem restritiva no estado, pelo governador do PSDB, João Doria, mesmo com um aporte de R$135 bilhões de reais advindos do Governo Federal.

De forma oposta a São Paulo, Minas Gerais obteve os melhores resultados da região, com apenas 88 óbitos a cada 100 mil habitantes. Utilizando-se de uma abordagem muito mais alinhada ao Governo Federal e ao Presidente Jair Messias Bolsonaro, Romeu Zema, do NOVO, conseguiu controlar muito bem a pandemia dentro de seu estado, mantendo-o como o terceiro colocado no ranking e um dos cinco estados do Brasil com taxa de óbitos relativos abaixo de 100.

No total, foi quase um trilhão de reais investidos pelo Governo Federal apenas no ano de 2020. O valor elevadíssimo leva ao questionamento de todos os governadores. Este dinheiro foi bem investido? Com um aporte financeiro tão robusto, resultados tão ruins em estados desenvolvidos como São Paulo, são aceitáveis?

Bolsonaro fez uma jogada de mestre e como um exímio enxadrista, encurralou aqueles governadores que insistiam em criticar de forma irracional o Governo Federal, evidenciando os erros cometidos pelas administrações estaduais na forma de lidar com os recursos recebidos. Agora resta aos 27 governadores da federação explicar a aplicação dos recursos e a justificativa de alguns estados possuírem resultados tão ruins em comparação à quantidade de dinheiro recebida.

Os próximos dias serão quentes na política brasileira.

 

 

Lucas Jeha, para Vida Destra, 02/03/2021.                                                              Sigam-me no Twitter! Vamos conversar sobre o artigo! @LucasJeha

 

As opiniões expressas neste artigo são de responsabilidade de seus respectivos autores e não expressam necessariamente a opinião do Vida Destra. Para entrar em contato, envie um e-mail ao [email protected]
Lucas Jeha
Acompanhe me
Últimos posts por Lucas Jeha (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Antonio Santa Ritta
Luiz Antonio Santa Ritta
1 ano atrás

Neste excelente análise dos repasses do Governo Federal para os Estados efetuados por @LucasJeha, fiquei intrigado c/relação ao Estado da BA, pq sabemos q Rui Costa represou leitos, adotou lockdown, bem como foi contra o trat.precoce, fato q fez surgir o nome da Dra. Raissa em P.Seguro.Diante disso pergunto, o volume de recursos transf. p/Bolsonaro não foi alto, em face do clima, dando margem à corrupção ou existe uma possibilidade de subnotificação de mortes p/ Covid-19?