Nesta série de artigos, sempre publicados às quintas-feiras, analisaremos a obra: Como ser um conservador, do filósofo e escritor inglês Roger Vernon Scruton, que faleceu em 12 de Janeiro de 2020. Acesse o sumário neste link, não se esqueça de colocar o mesmo nos seus favoritos. Lembrando que os títulos e subtítulos podem não ser iguais aos existentes no livro. Sem mais delongas, aproveitem!

 

Entenda o Nacionalismo e suas verdades – Parte V

A Inutilidade da Sharia no mundo

Explicamos anteriormente os motivos para que se aceite a nação como fonte de obrigação legal. Quando as leis se derivam da soberania nacional, podem ser adaptadas às condições de mudanças da população. Futilmente, países e estados islâmicos tentam viver de acordo com a lei da sharia, nestes tempos modernos.

As escolas originais de jurisprudência islâmica, permitiam a adaptabilidade da lei em relação as mudanças da sociedade mediante o processo conhecido como ijtihad, ou esforço. Mas a partir do século XVIII houve uma regressão de pensamento teológico que perdura até os tempos atuais, a ijtihad foi abolida e os juristas têm uma grande dificuldade para adaptar a lei à vida e ao modo de vida da população atual.

Como Roger Scruton diz: “Parece ser a única maneira de conservar a autoridade dos decretos absolutos e eternos de Deus em face dos desvios e da característica humana de reincidir nos erros.”

Quem vive no julgo da sharia, vive em uma sociedade fechada, atrasada e em modelo de lei totalmente remetida aos preceitos planejados para o governo de uma comunidade que não se encaixa aos padrões atuais.

A lei secular se adapta, a lei religiosa perdura.

 

 

Compre: Como ser conservador, clicando abaixo e ajude a Revista Vida Destra.

 

Nunes, para Vida Destra, 25/03/2021
Vamos discutir o Tema. Sigam o perfil do Vida Destra no Twitter @vidadestra

Acompanhe me
Últimos posts por Nunes (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments