Penso que nem todos viram ou se lembram da Guerra do Golfo, quando os americanos tornaram famoso seu míssil Patriot. Bem, hoje parte da Direita está estacionando os lança mísseis para fazermos um DR com os parlamentares que elegemos.

Não imaginava ser necessário escrever sobre isto. Falar sobre os ditos parlamentares “da base”- entre aspas mesmo, por que não parecem aliados do governo eleito por 57 milhões de votos. A fatura chegou e eles precisam DESPERTAR.

Em 2018 o Povo já entendia que sem aliados no Congresso, não adiantaria eleger um presidente: ele estaria de mãos atadas. Por isso houve um crescimento explosivo do PSL e, em menor proporção em alguns outros partidos que diziam apoiar o então candidato Bolsonaro. O povo fez sua parte.

Mas, tão logo foram diplomados, todos caíram num embuste criado pelo partido NOVO – aquele que é a reencarnação da VELHA POLÍTICA esquerdista e globalista, travestida de liberal. Explico. Como Bolsonaro foi eleito para enxugar o Estado, o NOVO propôs “reduzir o gasto parlamentar”.

No sentimento, sem o menor raciocínio e ignorando completamente o conhecimento sobre o Regimento Interno, esta ideia foi copiada pela base. A esquerda, ao contrário, lotam os gabinetes e usam todos os recursos permitidos. Outra hora explico o por quê disto.

Há uma verba pré-definida. Claro que para economizar, de verdade, o certo seria REDUZIR as verbas de TODOS, mas isto fica para outra hora. Há até proposta para isto, felizmente.

Ora, destinada a verba para cada parlamentar este usa o quanto quiser. É cota parlamentar, verba de gabinete, fundo partidário, etc. É muito dinheiro. Em alguns casos, como explicou Eduardo Bolsonaro (tweet abaixo), a verba do fundo partidário não utilizada é DEVOLVIDA E REPARTIDA entre todos os demais partidos, inclusive os DE ESQUERDA.

Entendeu ou preciso desenhar?

Na prática, esta ECONOMIA DE TROUXA pode entregar, de mão beijada, MAIS DINHEIRO PARA A ESQUERDA ATACAR O PRESIDENTE!

Como se, com a verba original, eles já não fossem agressivos o suficiente!

Mas, imagine que as verbas não utilizadas efetivamente não sejam redistribuídas, como alguns argumentam. Então raciocine de modo simples: você e seu arquirrival tem milhares reais para gastar em equipamentos para um duelo. Você, muito preocupado em mostrar pra galera que vai  economizar, compra um estilingue e seu oponente um AK-47. Como você acha que terminará isto? Se não usarmos as mesmas armas que o inimigo dispõe, seremos massacrados. Se parece com o que estamos vivendo?

ENTENDEU, AGORA!?

Para se ter uma magnitude qualitativa de desempenho entre a “base” e a turma do contra, veja esta thread elaborada pelo perfil Let’s Dex. Aqui vão uns dados. Os 19 parlamentares da “base”, que foram analisados, apresentaram 272 Projetos de lei (um deles não apresentou nenhum). Dex analisou apenas 8 opositores. Sabe quantos projetos estes apresentaram, no mesmo período? 470. Sem falar em 1649 atos legislativos, aqueles que trancam ou aceleram a pauta. Um desempenho 73% superior para a oposição. E não temos dados de judicialização da oposição para comparar. 

Placar até o momento: a economia gerou um desempenho PÍFIO para a “base”.

Ou seja com METADE dos parlamentares analisados, a oposição fez quase o DOBRO de projetos da “base”. Como explicar isto? Vamos olhar a “base” por dois ângulos.

Primeiro, FALTA DE INTERESSE – não apenas são poucos projetos. Nem todos são relevantes. Tem até projeto bizarro no meio.

Segundo, FALTA DE ASSESSORES – com poucos, não dá para ser feito um trabalho de qualidade. Sem conhecer as regras do jogo (CF, Regimento Interno, etc.) os que “economizaram” a verba de gabinete não conseguiram enfrentar um grupo experiente de opositores.

E, por favor, não caia no argumento dos “amigos da corte”: “Não foi justo! Fulana, não fez só 5 projetos… fez 7 – MEU DEUS! Será que dois projetos a mais fazem diferença? Direita 274 x Esquerda 470 ? Isto, sim, é “passar pano”: a diferença é IRRISÓRIA! Dex pode ter se equivocado com a informação? Sim. Mas, NÃO ERROU NO BOJO DA COBRANÇA DA BASE.

Porém o erro já aconteceu e o passado não pode ser mudado, mas entendendo a situação podemos mudar a ESTRATÉGIA para o futuro, imediatamente. Como?

Primeiro, nomear mais assessores. Como isto demanda tempo, o necessário é usar os que estão à disposição e colocá-los para COPIAR o que a esquerda faz. Eles não devem ser orgulhosos: como a esquerda judicializa? Como tranca a pauta? Como se comporta nas Comissões? Que argumentos usa? Como se organizam para fazer propostas conjuntas?

Quando chegarem mais assessores, alguns devem ser destacados para ESTUDAR o Regimento Interno para saber como acelerar ou obstruir pautas conforme a necessidade. E podem sempre recorrer ao auxílio dos Consultores Legislativos, especialistas concursados que tirarão dúvidas. 

Outra frente deve cuidar da judicialização: como preparar petições, conhecer a CF88 (ainda que esteja sendo completamente ignorada) para sair atrás do prejuízo. E organizar quantas frentes de ação forem necessárias: comissões, ética, etc.

Nós precisamos COBRAR estes parlamentares e AVISÁ-LOS que estamos em GUERRA! 

Chegou o tempo de cobranças, para que eles não venham a ser esquecidos ou até expostos, por sua própria inércia, quando vierem as eleições de 2022. Queremos ver mais atos concretos dos nossos parlamentares no Congresso e no Judiciário e menos memes. 

É hora de mudar de estratégia e VIRAR O JOGO!

ISTO É URGENTE! Precisamos tirar o Presidente das cordas! E rápido!

Se você votou em Bolsonaro, é hora de ajudar a cobrar quem, de fato e de direito, pode fazer algo. Pedir EMPENHO! A esquerda vibra com cada minuto que podem atrasar o desenvolvimento do país, mesmo sabendo que vai perder o jogo. Lembram do impeachment de Dilma? Sabiam que era inevitável, mas atrasaram e espernearam usando todo o seu direito regimental.

Faço um apelo: procure seu Deputado e Senador, peça para que saia em defesa pública do PR, que judicialize contra a esquerda, a mídia, personalidades; que se organizem para bloquear pautas-bomba e projetos claramente contrários aos nossos interesses e ajam unidos na defesa dos nossos valores. 

É hora de separar os meninos dos homens.

 

Angelo, para Vida Destra, 13/6/2020.

Sigam-me no Twitter! Vamos debater meu artigo! @PlenaeVitae

Angelo
Acompanhe me
Últimos posts por Angelo (exibir todos)
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
mais antigos
mais novos mais votados
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando K Jr
Fernando K Jr
1 mês atrás

Excelente artigo!!! Reajam arrombados!!!

Teca
Teca
1 mês atrás

Excelente, será que esses deputados vão parar de reclamar e trabalhar??
Nunca vi uma análise tão real desses deputados de direita!!Poucos fazem alguma coisa como o Douglas Garcia e o Silveira, judicializem tudo que for e que não for possível, pelo menos dêem trabalho a esses esquerdopatas!
Let’s Dex??????

BananenseNãoPraticante
BananenseNãoPraticante
1 mês atrás

Tópico muito bom!

Parabéns pela coragem de abordar o tema!

Acrescento que seguir discurso do Novo, mbl, ancaps… é coisa de idiota útil! No fim, está fazendo serviço para esquerda!