Resignação ou resiliência?

Resignação é o obrigar-se a viver em constante flagelo mediante o sofrimento. Já a resiliência é a capacidade de erguer-se de um profundo estágio de tristeza, uma depressão ou situação de perda em qualquer das esferas humanas, quer física, mental ou emocional.
Muitos têm vivido subjugados por suas perdas, ou até mesmo por seus ‘monstros emocionais’ criados e alimentados ao longo da vida ou por um determinado período de tempo.
Quando nos tornamos reféns de sentimentos de profunda tristeza, deixando de lado atividades que antes eram comuns, corremos o risco de nos tornarmos pessoas resignadas, onde sentimentos desnecessários são alimentados a tal ponto que há uma frequente possibilidade de pensar em ‘acabar com tudo’.
Parece frieza abordar este assunto dessa maneira, não é minha intenção. Não estou dizendo que as perdas são algo sem importância, pelo contrário, elas vêm como enxurradas e desencadeiam-se de tal maneira que o simples olhar de alguém que não corresponda às expectativas, torna-se em motivos gigantescos de depressão quando o indivíduo já está passando por algum tipo de sofrimento psicossomático.
Ah, se você soubesse das inúmeras vezes em que é mais fácil ser resignado do que resiliente, entenderia que o sofrimento não é exclusividade sua, perceberia que esse momento, principalmente diante de perdas que envolvem o campo emocional, precisa ser trabalhado. Que ninguém sofre a sua dor, ela é sua. Por outro lado, entenderia que todos os dias fazemos escolhas, quer positivas ou negativas e são elas que direcionam a mente para a tomada de decisões.
A verdade é que em todos os momentos, podemos pender para uma ou para outra. Isso não o torna fraco ou inconstante. O que determinará se sua mente está ou não saudável é a predisposição em aceitar uma ou outra.
Quando focamos a vida do sofrimento ou resignação, realmente não teremos sucesso. Quando direcionamos a mente para um ‘vai passar’, conseguiremos sofrer o tempo necessário e permitiremos que as cicatrizes se fechem e o sorriso possa emoldurar a face novamente.
Se você está passando por um momento de profunda resignação, oro pra que seu momento de resiliência chegue o quanto antes.
Assim você sairá vitorioso de cada uma das suas batalhas e verá que sorrir diante da vitória é muito melhor do que prostrar-se diante da sensação de derrota.

“O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo.” – Salmos 30:5

Desejo-lhes sucesso!

Últimos posts por Áurea Lima (exibir todos)

Saiba das novidades, siga-nos

Related posts

Deixe uma resposta