Então, é Natal!

Ele já estava cansado de esperar a família toda para armar o lindo pinheirinho escolhido, comprado, trazido para casa e colocado num cantinho perto da janela da sala de estar.
O ritual acontecia todos os anos desde que Juca nascera há uns 7 anos, pelo menos pra ele.
Eram colocados os mesmos enfeites ano após ano e o pai sempre tinha uma novidade, um desafio para mostrar o verdadeiro sentido do Natal.
Após montarem a árvore, o menino concluía com a estrela no topo e em seguida, as luzes de pisca-piscas eram acesas e…voalá…toda a sala se iluminava num colorido lindo.
O garoto perguntou ao vovô, porque as luzes eram coloridas. O vovô, por sua vez, apenas respondeu:
“Um dia você descobrirá”
(…)
Os primos começaram a chegar. Presentes foram sendo colocados embaixo da árvore. O barulho de crianças pela casa se preparando para sentar à mesa dizia que o momento era propício para o menino dar sua sugestão…Mas…precisava aguardar o que o papai diria…qual seria o desafio daquele ano?
Foi feita uma prece agradecendo pelo alimento e o maior presente, Jesus.

Porém, enquanto ceavam o papai não disse nada.
Então…o menino viu que era o momento propício e perguntou?
“Papai, se o natal foi feito para todas as pessoas demonstrarem amor, bondade e dar presentes pra lembrar o menino Jesus, o maior presente para todos nós, porque não fazemos algo diferente este ano?”
Todos olharam demoradamente para o pequeno aprendiz e os olhos da mamãe marejaram com tão eloquente colocação.
“O que você sugere?”, perguntou o pai curioso.
“Poderíamos pegar os presentes que vamos trocar entre nós e doar para crianças que não têm nada pra comemorar!”, sugeriu o menino.
Os primos não entenderam a lógica de tal ideia, mas, como ele era o mais novo entre eles, concordaram. Papai e mamãe ficaram muito felizes pelo desprendido desejo de um aprendiz tão atencioso.
Após cearem, montaram cestas natalinas e foram em busca de crianças a quem pudessem alimentar o corpo e a alma entregando os presentes.
E não é que encontraram?
Foi lindo…mas não tiraram fotos ou fizeram selfies para registrar o momento, tudo ficou marcado em suas mentes. Voltaram para casa agradecidos por viverem o momento mais lindo de suas vidas.
As criancas aprenderam que fazer feliz é o que dá sentido à existência humana.
Na hora de dormir, o garoto foi ao quarto do vovô e disse baixinho:
“Vovô, agora eu entendo porque as luzes do nosso pisca-piscas são coloridas…é para lembrar os olhos das crianças que precisam de um carinho, brilhando ao receber o menino Jesus através de nossas mãos!”
Faça a diferença neste Natal, presenteie a quem menos espera receber algo. Esteja disponível. Que seus olhos sejam como um pisca-piscas…iluminando a vida dos desafortunados.
Feliz Natal!

Últimos posts por Áurea Lima (exibir todos)

Saiba das novidades, siga-nos
error

Related posts

5 Thoughts to “Então, é Natal!”

  1. Áurea Lima

    Sinto-me feliz a cada semana com as publicações que leio e tbm com as que contribuo.
    Espero que nossos leitores compreendam cada ideia, comentem, compartilhem…isso é importante pra nós.
    Feliz Natal a todos!

    1. Nunes

      É uma honra ter você com a gente

  2. Lucas Santos

    Feliz Natal!!!
    Muito bom e reflexivo o texto!
    Que a alegria e o amor nos contagie a cada ano, fazendo a esperança e carinho pelo próximo florecerem ainda mais!!

  3. EngenheiroMG

    Fala Nunes… boa sorte no novo espaço.

    1. Nunes

      fala grande, seja bem vindo
      a meta é ocupar os espaços da esquerda

Leave a Comment