NÃO MEXAM COM MORO!

NÃO MEXAM COM MORO!

A estratégia do PT e seus puxadinhos, contra o eminente Ministro da Justiça, é um amontoado de calúnias e difamações, criminosas! Aliás, como eles costumam praticar!

Explique-se.

O PT está em franca decadência, indo ladeira abaixo aos trambolhões. Vimos que nas últimas eleições seu reduto se contraiu, praticamente, aos Estados do Nordeste, bem como que suas representações em Câmara e Senado tiveram uma queda significativa.

Vimos também o fracasso de várias de suas tentativas de achincalhar e caluniar os homens do atual Governo, tema que debati em um artigo passado (“Quo Vadis, Brasil?”).

E a última (e novamente malfadada) tentativa de criar comoção popular foi o propalado “Tsunami” deste último 13 de agosto. O fiasco dessa movimentação foi, realmente, histórico. Também, pudera! Como apontaram muitos, acabou o pão com mortadela! Foi curioso, no Twitter, ver subir pela manhã a tag da esquerda, #Tsunami13Agosto, e depois ser engolfada pela tag da direita, #Marolinha13Agosto, ao longo do dia.

Pela manhã do dia 13 de agosto, eu tinha um fundado receio de que os governadores do Nordeste houvessem logrado reunir gente o suficiente para gerar impacto em Brasília. Por conta disso, escrevi a crônica “O Injusto Justificado”, também nestes coluna e site. Mas quando eram por volta de 11:00 h da manhã, como se pode ver pelo post acima, já se verificava que não haveria tanto impacto assim. Espero, aliás, ter contribuído para a confecção da tag da direita, #Marolinha13Agosto.

Aliás, sobre a pataquada, nem vou me delongar, ou talvez o faça em outro artigo. O importante, neste momento, é a parte final do meu post, acima. Exponho meus motivos:

É sabido que o PT e seus puxadinhos já pintaram e bordaram neste país o tanto que dê para muitas gerações vindouras falarem de crimes.

É sabido, entretanto, que o ranço ideológico desse partido ainda contamina muitos órgãos da administração pública.

Estamos em uma verdadeira Cruzada contra a corrupção que infesta este país.

Pois bem!

Segundo consta das pautas do STF, o pedido por liberdade de Lula, alegando nulidade do processo por conta de uma suspeição de Sérgio Moro, decorrente da divulgação dos vazamentos criminosos promovidos por Greenwald e seus asseclas, está marcado para o próximo dia 27 de agosto. Sabemos das inclinações desses Ministros, bem como que há uma boa probabilidade de que Lula seja solto nesse malfadado julgamento.

Mas, para piorar desassossego geral da nação, o atual Presidente do STF, Toffoli, ameaça julgar esses pedidos de liberdade de Lula “de supetão”, como ficou apontado na matéria do “Jornal da Cidade”, bem como por José Nêumane Pinto, na internet e, este último, no Estadão. O problema é que, realmente, há como Dias Toffoli julgar esses pedidos de Lula, no Plenário virtual, que acontecerá nos próximos dias 16 a 22 de agosto de 2019.

O STF já deu amplas mostras de que pouco está se lixando para a constitucionalidade ou ilegalidade de seus pronunciamentos e mandados. Já abriram inquéritos (sem competência constitucional para tanto), já deram Habeas Corpus a mais de um integrante de facções criminosas, como PCC, ou para corruptos conhecidos, já bloquearam investigações, contra si e seus familiares, contra o jornalista Greenwald, já se colocaram acima da Receita Federal e do COAF. E podem muito bem estar tramando esses julgamentos. Esse é um tapa na cara que os cidadãos de bem não merecem!

Para combater essa sujeira toda, identifico três frentes de ação imediata:

  1. Apoio amplo ao Eminente Jurista Modesto Carvalho sa, bem como ao valente grupo de Senadores que pretende pautar o impeachment de Dias Toffoli – nesse sentido, no Twitter, o uso da tag #MudaSenado é uma demonstração de carinho a essa tropa de heróis;
  2. Comparecimento maciço às ruas, no próximo dia 25 de agosto, em movimento contra as ações inconstitucionais e ilegais do STF, de apoio ao Governo, e principalmente, de apoio ao Ministro Sérgio Moro;
  3. Demonstração de apoio popular ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região, para que pautem e julguem logo o recurso sobre o processo de Lula referente ao sítio de Atibaia, de modo que Lula não se beneficie desses julgamentos tenebrosos do STF ou, caso o consiga, não fique tempo o suficiente fora da cadeia para continuar a tumultuar a vida do país – nesse sentido, no Twitter, a tag #JulgaLogoTRF4 está em voga.

Porque a questão toda, a bem da verdade, vai além da soltura do ex-presidente criminoso!

Vocês, leitores queridos, podem conceber a ideia de Sérgio Moro, sendo achincalhado pelos Ministros do STF, sob a acusação de ser “suspeito”, e ter “engendrado” os julgamentos de Lula, para então obter o cargo de Ministro da Justiça? Porque esse é o discurso malévolo que a esquerda irá adotar, caso os Ministros do STF declararem a suspeição de Sérgio Moro!

Uma carreira tão brilhante, um homem digno, probo e honesto não merece essa humilhação, ainda mais partindo de pessoas como esses Ministros, a quem voto meu repúdio! Supor uma figura como Gilmar Mendes a dizer que Sérgio Moro é um “homem desonesto”? Infelizmente, ainda grassam tais inversões dramáticas em nossa sociedade!

Portanto, principalmente em defesa de Sérgio Moro, um dos maiores heróis e um dos homens mais dignos que este país já teve a sorte de ver figurar em sua História, precisamos nos mover!

ÀS RUAS, SE NECESSÁRIO FOR, AGORA!

Fábio Talhari

Últimos posts por Fábio Talhari (exibir todos)

Saiba das novidades, siga-nos
error

Related posts

Leave a Comment